São Judas contribui para que estudantes mantenham o sonho do ensino superior por meio da tecnologia e soluções financeiras

Instituição prioriza acesso à educação de qualidade e bem-estar de seus estudantes e colaboradores

Em abril de 2020 o estudante de engenharia civil, Luan Felix De Morais, de 19 anos, foi demitido da loja onde trabalhava, em São Paulo, por conta da pandemia do coronavírus. Seu pai e sua mãe que tinham um pequeno negócio na área da construção civil também tiveram que fechar as portas em meio ao isolamento social. Luan, que é o filho do meio, mas que tem responsabilidades de filho mais velho, pois o primogênito da família tem síndrome de down, se viu em um dilema ao ter que escolher entre ajudar a pagar as contas de casa ou continuar na Universidade. “Estava pensando em fazer um empréstimo no banco, mas como não sei como será o dia de amanhã, descartei essa possibilidade. Foi quando recebi um SMS da São Judas dizendo que a Universidade estava oferecendo um Seguro Estudantil. Entrei em contato e vi que tinha o perfil necessário para obter o benefício”.

O estudante, que está no sexto semestre e mora na zona leste de São Paulo, encontrou na São Judas tudo que precisava para transformar a sua vida e da sua família: fácil acesso, estrutura física de ponta, ambiente acolhedor, docentes renomados e conhecimento. Seus pais só tiveram a oportunidade de concluir o ensino fundamental e investiram tudo que podiam em sua educação, por isso o jovem se vê na obrigação de não desistir. “Quando entrei na Universidade trabalhava de domingo a domingo, mas eu sabia que no futuro eu encontraria meu lugar no mundo, pois a educação abre portas que gente não imagina. Por isso, nunca pensei em desistir de estudar. Além disso, me tornei referência para o meu irmão mais novo e para os meus pais. E vou além, acabei me tornando referência para os amigos dos amigos, dos parentes e da comunidade, pois eu fui um dos primeiros e ter a oportunidade de entrar na faculdade”, destaca Luan Felix De Morais.

A Universidade São Judas, que integra o Ecossistema Ânima, coloca os estudantes no centro de todas as suas decisões e tem direcionado todos os esforços para superar esse momento de incertezas em meio a pandemia, com o objetivo de dar continuidade a sua missão de oferecer educação de qualidade para todos os brasileiros. Para isso, a companhia realizou a contratação de um Seguro Estudantil, que passou a valer no dia 1º de abril, em benefício dos estudantes, independente da modalidade de ensino e sem qualquer custo. Esta opção visa garantir o pagamento de até três meses de mensalidades cobertas pela seguradora, na hipótese de Perda de Renda decorrente da perda involuntária de emprego ou incapacidade física total temporária por doença ou acidente do responsável financeiro, caso sejam atendidas as regras de cobertura e condições do seguro.

Além disso, a instituição apresentou uma nova modalidade do financiamento PRAVALER, empresa parceira da Ânima, destinada a estudantes que desejam financiar as mensalidades dos meses de abril, maio e junho, diluindo parte do valor ao longo do segundo semestre. O estudante que já está inadimplente também pode contar com um programa, que consiste no parcelamento da dívida em até seis vezes no boleto bancário ou 12 vezes no cartão de crédito, sem juros. “Para seguir com a nossa missão de oferecer educação de qualidade aos brasileiros e de ajudar estudantes que acreditam no valor da educação a não interromperem o seu sonho, estamos investindo cada vez mais em soluções digitais e financeiras. Agora, mais do que nunca, estamos priorizando ações que beneficiem nossos estudantes, docentes e colaboradores, pois sabemos que os impactos socioeconômicos decorrentes da pandemia serão severos”, destaca Luciano Romano, diretor de marketing da São Judas.

A organização continua trabalhando, junto com a equipe docente, para seguir com as atividades acadêmicas e para reduzir os impactos sociais e emocionais de toda a comunidade. Mantendo, também, a cadeia de atividades e atuações, para continuar sendo tomadora de todos os serviços contratados, o que inclui professores, colaboradores e outros profissionais. Todos os recursos para atender os estudantes foram mantidos com a utilização intensiva da tecnologia, com aulas ao vivo, não tendo diminuição de custos, mas sim um incremento decorrente do uso de alta tecnologia e da nova logística. As atividades por meio de recursos digitais não fazem com que demais custos e investimentos sejam descartados ou perdidos, e o cenário oferecido não se confunde com o denominado Ensino a Distância.