Campus Paulista da Universidade São Judas comemora 3 anos

Com mais de três mil alunos, unidade paulistana está ampliando suas atividades e tem planos para oferecer novos cursos

A educação é o caminho para transformar vidas para melhor e sua oferta deve ser sempre ampliada e colocada ao alcance da população. Desde 2018 a Universidade São Judas, integrante do Ecossistema Ânima Educação, vem ampliando sua presença em São Paulo e se posicionando à disposição dos paulistanos em diversos pontos da cidade e do grande ABC – Guarulhos e São Bernardo – para contribuir diretamente com a mudança positiva na vida de cada vez mais pessoas através do conhecimento. O Campus da Paulista está comemorando o terceiro ano de atuação na região e, apesar de jovem, está impactando milhares de jovens e tem muitas perspectivas de crescimento e ações para a comunidade.

A unidade Paulista que foi inaugurada em 2018, traz para os alunos um ensino com metodologias ativas e busca colocá-los como protagonistas do seu aprendizado oferecendo uma estrutura moderna e agradável, além de laboratórios bem equipados. Com cerca de três mil alunos, oferece cursos de graduação em diversas áreas como Direito, Arquitetura & Urbanismo, Relações Internacionais, Publicidade, Administração, Engenharia Civil, entre outros. Também é oferecida Pós-Graduação nas áreas de Direito, Negócios, Comunicação, Tecnologia e Saúde.

De acordo com o Diretor da Unidade, Sérgio Leal, o campus está ampliando suas atividades e tem planos para oferecer novos cursos. “Estamos na expectativa da abertura dos cursos de Enfermagem e Odontologia. Está em fase de construção um espaço multiuso e gratuito, com laboratórios de inovação e tecnologia e atividades voltadas para a comunidade”, ressalta o educador.

Ainda de acordo com Sérgio Leal, “a unidade está com o projeto para criar o Núcleo de Práticas Jurídicas para atendimento à comunidade. Acreditamos que o conhecimento deve ser colocado em função do bem da população. Sabemos que muitas pessoas precisam de serviços em Direito, mas não tem condições de custear isso. Essa será a primeira de muitas iniciativas voltadas para moradores da região”, conclui.