Alunos de Cinema participam de curta sobre obra de Machado de Assis

Curta tem os santistas Francisco de Paula, na direção; e Nuno Leal Maia, no elenco

Alunos do curso de Cinema e Audiovisual da São Judas/Unimonte tiveram na semana passada uma oportunidade para lá de especial ao trabalharem na produção do curta-metragem Monte Serrat, do cineasta santista Francisco de Paula e com a participação do ator Nuno Leal Maia.

As gravações ocorreram em pontos turísticos da Cidade, como o Monte Serrat, a Rua XV de Novembro e outras ruas do Centro Histórico, já que o filme retrata o conto de Machado de Assis, Três Tesouros Perdidos, de 1858.

A narrativa conta a história dos personagens do conto machadiano: Sra. E (Cris Athia); Sr. F (Nuno Leal Maia) e Sr. X, (Sergio Bezerra). Os nomes são os mesmos da obra original. Somam como novas figuras no elenco, a filha de Sr. F, interpretada por Marina Silva Pereira, e o músico por Murilo Lima.

Sr. F é marido da Sra. E, e acredita que seu amigo Sr. X mantém um caso com sua esposa. Ele vai tirar satisfações e, com o desenrolar da história, percebe que perdeu três tesouros. O curta se passa na atualidade, mas as imagens remetem à época vivida por Machado de Assis, o século 20.

Assistente de produção no filme, a aluna Nicolle Ferreira, 21 anos e no 3º da faculdade, diz que foi uma oportunidade valiosa participar do curta.  “Tinha profissionais com muita experiência para passar, foi muito bom absorver tudo”, conta. Além de Nicolle, participaram os estudantes de Cinema, Lucas Zanin, Victor Hugo,  Daniel Veloso e Caio Caldeira.

As gravações de Monte Serrat já terminaram. Agora, o filme entra em processo de pós-produção. A estreia deve ser no próximo ano em Santos. Diretor de Monte Serrat, Francisco de Paula assinou ao longo de sua carreira as produções Areias Escaldantes (1985), Oceano Atlantis (1993), Helena Meirelles – A Dama da Viola (2004). A direção fotográfica é de Jacques Cheuiche, premiado recentemente nos Estados Unidos pelo documentário Amazônia Groove, lançado este ano.