O Programa de Pós Graduação em Educação Física da São Judas (PGEDF) foi criado a partir dos critérios de qualidade exigidos pela Área 21 da Capes, sendo constituído por um grupo de  professores competentes e altamente motivados, com a meta de produzir conhecimentos relevantes para a área e que contou com o apoio de uma instituição que assumiu o compromisso com a oferta de condições adequadas para o desenvolvimento desse projeto.  

O Programa ofereceu primeiramente o curso de Mestrado que, recomendado pela CAPES, iniciou suas atividades em fevereiro de 2004. Naquele momento histórico existiam apenas outros 11 Programas em Educação Física no País, sendo quatro deles ofertados no Estado de São Paulo. O PGEDF foi o 4º da Sub-área em IES privada no País e 2º no Estado de SP, o que evidência a relevância da obtenção da recomendação da Capes frente à alta demanda por qualificação docente. 

Em suas duas primeiras avaliações (2004-06 e 2007-09), o Programa obteve Conceito 4, demonstrando o incremento na qualificação exigida pela Capes. Esse avanço ficou evidente quando a Capes recomendou também o curso de Doutorado, em dezembro de 2009. Deste modo, a USJT foi a primeira IES particular do Estado de São Paulo a oferecer em seu Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física, os dois níveis de formação: Mestrado e Doutorado.  

Os docentes são altamente qualificados, colaborando para o amadurecimento contínuo do PGEDF. Assim, na última Avaliação Quadrienal (2017-20), o Programa obteve o Conceito 5, comprovando a sua consolidação. 

Edital Processo Seletivo de Mestrado e Doutorado


 

Mestrado e Doutorado em Educação Física

Missão

O PGEDF tem por missão a formação de docentes para o Ensino Superior e de pesquisadores com competência para atuar no desenvolvimento da Educação Física, especializados e com aprofundamento dos conhecimentos, tanto específicos em Educação Física como de outras áreas que permeiam seu desenvolvimento. Dessa maneira, vislumbramos a possibilidade de contribuir para a formação de melhores professores universitários, além de ampliar a produção científica em EF. 


Saiba tudo sobre nosso
Mestrado e Doutorado em Educação Física

  • Sobre o Programa

    • Informações importantes sobre Exames e Defesas

      Exame de proficiência em língua estrangeira

      O exame de proficiência em língua estrangeira é realizado semestralmente, sob responsabilidade da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade São Judas Tadeu. O objetivo do exame de proficiência em língua estrangeira é avaliar se o aluno está apto a ler, compreender e traduzir um texto escrito da área de conhecimento de uma das linhas de pesquisa, escrito originalmente em outra língua. Para o Curso de Mestrado, o exame pode ser feito nos idiomas inglês, francês, italiano e alemão, sendo inglês o preferencial. Para o Curso de Doutorado, apenas é aceito o idioma inglês. O discente deve realizar o exame de proficiência em língua estrangeira antes de sua qualificação.

      Exame de qualificação

      O exame de qualificação tem como objetivo avaliar a maturidade do discente na sua área de investigação e o estágio de desenvolvimento do projeto. Deve ser realizado por todos os discentes regulares em apresentação oral. São requisitos para a realização do exame de qualificação: a) aprovação nas disciplinas ou MD/DD obrigatórias e, ao menos, uma optativa; e b) aprovação ou convalidação do exame de proficiência em língua estrangeira. O discente deverá realizar o exame de qualificação dentro do prazo regular de integralização do curso. A comissão examinadora do exame de qualificação será́ composta, por 3 (três) membros titulares e 2 (dois) suplentes, com titulação de doutor, obtido em Programa oficialmente reconhecido, preferencialmente vinculados a uma IES.

      Defesa

      O trabalho de conclusão de curso de Mestrado é uma dissertação para apresentar o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico retrospectivo, de tema único e bem delimitado, com o objetivo de reunir, analisar e interpretar informações. No curso de Doutorado, o trabalho de conclusão é uma tese com pesquisa original, com o objetivo de contribuir com o avanço do conhecimento da área. A comissão examinadora na Defesa da Dissertação será composta, por 3 (três) membros titulares e 2 (dois) suplentes, com titulação de doutor, obtido em Programa oficialmente reconhecido, preferencialmente vinculados a uma IES. Já para a Defesa de Tese, a comissão será composta por 5 (cinco) membros titulares, dois necessariamente externos ao PGEDF, e 2 (dois) suplentes, um externos ao Programa.

    • Visão

      Buscar o estabelecimento de protagonismo como Instituição privada no âmbito da Pós Graduação Stricto Sensu em Educação Física do País, formado majoritariamente por Instituições públicas. 

    • Objetivos

      O PGEDF-USJT tem por objetivo produzir e disseminar conhecimentos científicos e tecnológicos em Educação Física e formar recursos humanos com competência para participar, de forma autônoma, dessa produção e da divulgação das pesquisas, em âmbito local, nacional e internacional. Outro objetivo fundamental do programa é formar profissionais para a atuação crítica e investigativa em cursos de graduação e pós-graduação em Educação Física. 

      Espera-se que o mestre em Educação Física, formado no PGEDF-USJT: 

        Espera-se que o mestre em Educação Física, formado no PGEDF-USJT: 

        • compreenda a constituição da Educação Física como Área do Conhecimento, concretizada a partir do diálogo com outros campos e disciplinas científicas; 
        • seja competente para elaborar e executar projetos de pesquisa, identificando suas etapas e selecionando procedimentos metodológicos coerentes com os objetivos propostos, sempre pautados pelo respeito às determinações da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa;  
        • crie estratégias para disseminar o conhecimento científico produzido, organizando e participando de eventos científicos e contribuindo na elaboração de textos acadêmicos; 
        • compreenda a responsabilidade social da Universidade e as características no Ensino Superior brasileiro, atuando de forma responsável e colaborando para a democratização do acesso ao ensino, à pesquisa e à extensão em nosso país;  
        • conheça as características da formação inicial em Educação Física, compreendendo seu papel na elaboração e implementação dos Programas e Projetos Pedagógicos de Curso;  
        • seja autônomo para gerir sua formação científica e pedagógica, construindo, investigando e compartilhando saberes necessários à docência no ensino superior.   

        O perfil do Doutor em Educação Física, incorpora às competências listadas acima, a iniciativa e a autonomia para  

        • mapear e analisar criticamente a produção de conhecimento científico sobre temas pertinentes à Educação Física e à LP em que se insere, para explicitar lacunas existentes e indicar novas direções a serem seguidas nas investigações da área; e 
        • produzir e disseminar, pesquisas científicas originais e socialmente relevantes, explicitando a concepção epistemológica que orienta a definição da metodologia e do método escolhido, demonstrando a compreensão ampliada sobre as diferentes concepções de ciência.  
    • Área de concentração

      ESCOLA, ESPORTE, ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE é a Área de Concentração, a qual aborda os estudos metodológicos, pedagógicos, biodinâmicos e psicossociais, manifestos na prática da Educação Física e do Esporte em diferentes âmbitos de aplicação, analisando os seus efeitos a partir dos indicadores de saúde, na perspectiva da qualidade de vida. É estruturada a partir de quatro linhas de pesquisa e em cada uma são desenvolvidos os projetos de pesquisa, estruturados de forma ampliada, como guarda-chuvas, reunindo e articulando estudos diversos em cada um deles. Os projetos de dissertação e tese são organizados como estudos nas LP correspondentes.  

    • Linhas de Pesquisa

      Atividade Física e Disfunções Orgânicas – investiga a associação entre atividade física e disfunção orgânica, nos aspectos morfológicos, fisiológicos, nutricionais, psicológicos e biomecânicos. 

      Estudos Socioculturais e Pedagógicos da Educação Física – reúne estudos históricos, sociais, políticos e pedagógicos dos condicionantes da Educação Física nos contextos escolar e não escolar. Além disto, a linha abarca aspectos relativos à formação e atuação profissional. 

      Fenômeno Esportivo – realiza estudos sobre o fenômeno Esporte em suas diferentes dimensões, educacional, de lazer e de alto rendimento, analisado nas perspectivas sociais, pedagógicas, psicológicas e biodinâmicas. 

      Promoção e Prevenção em saúde – desenvolve estudos sobre a Promoção da Saúde no âmbito da Educação Física, norteados por princípios, valores, métodos e técnicas voltados à melhoria das condições de saúde de indivíduos e comunidades. Desenvolve, ainda, estudos de Epidemiologia da Atividade Física, frente aos determinantes ambientais e pessoais e das políticas públicas. 

    • Disciplinas

      Obrigatórias 

      No curso de Mestrado, o aluno deverá cursar 4(quatro) Master Degrees Obrigatórias e 3(três) Optativas, bem como realizar 3(três) Práticas e Projetos que são reuniões semanais de tutoria com seu orientador. No curso de Doutorado, o aluno deverá cursar 6(seis) Doctoral Degrees Obrigatórias e 4(quatro) Optativas, além de 6(seis) Práticas Investigativas (tutorias semanais).  

      MD/DD Obrigatórias  Docente Responsável  Curso 
      Metodologia da Pesquisa   Vários  Mestrado e Doutorado* 
      Core – Temáticas Variadas   Vários  Mestrado e Doutorado* 
      Educação Física como Área de Conhecimento Docente Responsável:   Dra. Graciele Massoli Rodrigues  Mestrado 
      Seminários de Mestrado   Vários  Mestrado 
      Epistemologias e Educação Física   Dra. Elisabete dos Santos Freire  Doutorado 
      Estudos Avançados em Métodos de Pesquisa   Dra. Kátia Scapini  

      Dr. Marcelo Callegari Zanetti 

      Doutorado 
      Seminários de Doutorado I Responsável:   Dr. Aylton José Figueira Jr  Doutorado 
      DD Seminários de Doutorado: Pré-qualificação   Vários  Doutorado 

        

      *O doutorando que já tiver cursado a disciplina durante seu curso de Mestrado poderá solicitar convalidação dos créditos.  

      Optativas  

      As Master e Doctoral Degrees  Optativas são 24: quatro comuns a todas às LP, as outras 20 optativas foram criadas de modo a garantir conteúdos específicos a cada linha de pesquisa: 

      Comuns 

      Master e Doctoral Degrees   Professor Responsável  
      A Pesquisa Qualitativa em Saúde    Dras. Bruna Gabriela Marques, Isabel Porto Filgueiras, Renata Ferraz de Toledo 
      Docência no Ensino Superior: fundamentos teórico-metodológicos  Dra. Elisabete dos Santos Freire 
      Estatística Aplicada    Gilberto Candido Laurentino 
      Técnicas de Comunicação Escrita na Pesquisa Científica    Drs. Aylton Figueira Jr, Marcelo Callegari Zanetti, Erico Chagas Caperuto e Dra. Kátia Scapini 

        

      Linha – Atividade Física e Disfunções Orgânicas  

      Master e Doctoral Degrees   Professor Responsável  
      Adaptações Morfofuncionais do Organismo na Atividade Física  Variável 
      Doenças Cardiovasculares e Metabólicas: papel do exercício físico  Drs. Rodrigo Tallada Iborra e Erico Caperuto; Dra. Iris Callado Sanches 

        

      Tópicos Especiais em Atividade Física e Saúde I  Variável 
      Tópicos Especiais em Atividade Física e Saúde II  Variável 

       

      Estudos Socioculturais e Pedagógicos da Educação Física   

      Master e Doctoral Degrees   Professor Responsável  
      Seminários de Educação Física Escolar    Dra. Isabel Porto Filgueiras,  
      Educação Física Escolar  Graciele Massoli Rodrigues 
      Inclusão e Diferença na Educação Física  Graciele Massoli Rodrigues 
      Tópicos Avançados em Educação Física I  Variável 
      Tópicos Avançados em Educação Física II  Variável 

        

      Fenômeno Esportivo   

      Master e Doctoral Degrees   Professor Responsável  
      Dimensões Sociopsicológicas do Esporte  Dra. Regina Brandão 
      Nutrição na Atividade Física e no Esporte  Dr. Erico Chagas Caperuto  
      Teorias Motivacionais e de Desenvolvimento Humano no Esporte e na Atividade  Dr. Marcelo Callegari Zanetti 
      Avanços em Fisiologia do Exercício  Dr. Erico Caperuto; Dras. Iris Callado Sanches e Nathalia Bernardes 

        

      Tópicos Especiais em Biomecânica do Exercício  Variável 
      Tópicos Especiais em Educação Física e Esporte I  Variável 
      Tópicos Especiais em Educação Física e Esporte II  Variável 

       

      Promoção e Prevenção em saúde 

      Master e Doctoral Degrees   Professor Responsável  
      Educação para a Autonomia na perspectiva da Promoção da Saúde  Dra. Bruna Gabriela Marques e  

      Dra. Renata Ferraz de Toledo 

      Processos de Adaptação Humana na Promoção da Saúde e da Atividade Física  Dr. Aylton José Figueira Jr 
      Modelos de Intervenção em Promoção da Saúde e da Atividade  Dr. Aylton José Figueira Jr 
      Imagem Corporal e Movimento  Dr. Marcelo Callegari Zanetti 

        

    • Coordenação

      Coordenadora:  Profa. Dra. Elisabete dos Santos Freire 

      Vice coordenadora: Profa. Dra. Graciele Massoli Rodrigues 

    • Docentes
      Professor Aylton Figueira

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa: 

      Graduado em Educação Física pela Faculdade de Educação e Cultura do ABC (1988) e Pós-Graduação em Fisiologia e Bioquímica do Exercício pelo Instituto de Medicina Deportiva de Cuba (1991). Estágio na School of Health Science da Universidade de Toronto (1994), Laboratório de Kinanthropometry and Biodinamics. Concluiu o Mestrado (2000) e Doutorado (2009) em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP com ênfase em Adaptação Humana, Atividade Física e Saúde, tendo estudado a relação entre o nível de atividade físicas e a prevalência de doenças metabólicas e cardiovasculares em adolescentes e adultos, considerando os aspectos ambientais, sociais e indicadores do estilo de vida. Ainda tem estudado o efeito do exercício de força no gasto calórico, resposta cardiovascular em adultos. Professor convidado do Curso de Mestrado em Fisiologia Clinica do Exercício – Universidad Mayor – Chile. Nos cursos de Mestrado e Doutorado em Educação Física atua nas linhas “Promoção e Prevenção em Saúde” , “Atividade Física e Disfunções Orgânicas” e “Fenômeno Esportivo”. Autor de 9 livros e 23 capítulos de livros. Membro da Sociedade Japonesa de Fisiologia do Exercício, Membro do American College of Sports Medicine. Colunista do blog FitnessBrasil – FBNews. 

      Campos de Orientação: Prevalência de fatores de risco e nível de atividade física em diferentes fases da vida. Nível de atividade física em adultos com doenças crônicas. 

      Respostas fisiológicas e metabólicas em diferentes sistemas de treinamento: papel da periodização 

      Respostas metabólicas e ajustes cardiovasculares em treinamento de força.  

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/1107427417348652 

      Contato: [email protected] 

      Bruna Gabriela Marques

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Possui Doutorado, Mestrado (2012), Bacharelado (2009) e Licenciatura (2011) em Educação Física pela Universidade São Judas – USJT. Atua como Professora nos Cursos de Graduação e de Mestrado em Educação Física na USJT. Na extensão coordena o Projeto Sênior para a Vida Ativa da USJT. Tem experiência na área de Educação Física atuando, principalmente, com temáticas relacionadas a envelhecimento, saúde pública, educação popular em saúde e Fotovoz. Na pós-graduação integra as linhas de pesquisa “Estudos socioculturais e pedagógicos da Educação Física” e “Promoção e Prevenção em Saúde”.  

      Campos de Orientação: desenvolve estudos referentes a Educação Física, Educação, Envelhecimento e Pesquisas participativas e colaborativas. 

      Grupos de Pesquisa: 

      GREPES – Grupo de Estudo e Pesquisa Sênior 

      Local e horário das reuniões: As 4as feiras – das 16h30min às 18h30min – sala 209C – USJT 

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/3792359187685445 

      Contato: [email protected] 

      Elisabete dos Santos Freire

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Graduada (1990) e Mestre (1999) em Educação Física pela Universidade de São Paulo e Doutora (2012) em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu. É oordenadora do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Educação Física da Universidade São Judas Tadeu e professora nos cursos de Pós-graduação e de graduação em Educação Física. Atuou, também, com o Ensino da Educação Física na Escola, trabalhando nos diferentes níveis de ensino da Educação Básica, o que motivou a escolha do principal projeto de pesquisa a qual se dedica: Educação Física, Escola e Currículo. Orienta também estudos vinculados a três outros projetos: Educação Física, Atuação e Formação profissional; Prática Pedagógica em Educação Física Escolar; e Inclusão e Diferença, todos na linha de pesquisa “Estudos socioculturais e pedagógicos da Educação Física” 

      Grupos de Pesquisa:  

      Diálogo: Educação Física, Escola e Currículo 

      Link Lattes: http://lattes.cnpq.br/4679908602456886 

      Contato: [email protected] 

      Érico Chagas Caperuto

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Graduado em Educação Física pela Universidade de São Paulo (1998), Mestre em Ciências (Fisiologia Humana) pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (2001) e Doutor em Biologia Celular e Molecular também pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (2005). Professor da Universidade São Judas Tadeu nos Curso da área da saúde e no Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Educação Física. Professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie nos cursos de Educação Física e Fisioterapia. Nos cursos de Mestrado e Doutorado em Educação Física, atua nas linhas de pesquisa “Atividade Física e Disfunções Orgânicas”, “Fenômeno Esportivo” e “Promoção e Prevenção em Saúde”. 

      Campos de orientação: Metabolismo e bioquímica do exercício e do esporte; Suplementação alimentar e metabolismo no exercício e no esporte.  

      Grupo de Estudos
      Grupo de Estudos em Cardiometabolismo do Exercício 

      Link lattes: http: //lattes.cnpq.br/8268657689883592 

      Contato: [email protected] 

      Graciele Massoli Rodrigues

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Possui doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2002), mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (1998) e especialização em Educação Física para Pessoas com Deficiência pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atualmente é docente nos cursos de Educação Física e da área da saúde da Universidade São Judas, da Escola Superior de Educação Física de Jundiaí. No Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado) em Educação Física atua como docente e orientadora. Possui experiência em formação de professores, práticas pedagógicas inclusivas e ações esportivas adaptadas. Coordena o Grupo de Estudos em Educação Física e Pessoas com Deficiência. 

      Na pós-graduação em Educação Física atua nas linhas de pesquisa “Estudos socioculturais e pedagógicos da Educação Física”“Promoção e Prevenção em Saúde” e “Fenômeno Esportivo”. 

      Campos de orientação: Tem atuado principalmente nas temáticas relacionadas ao esporte adaptado, educação física adaptada, educação física inclusiva, deficiência e diferença, envelhecimento e dança.  

      Grupo de Estudos:
      Grupo de Estudos em Educação Física e Pessoas com Deficiência  

      Local e horário das reuniões:
      Reuniões às sextas-feiras, quinzenalmente, das 19h às 21h via plataforma digital. 

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/2769145171001675 

      Contato: [email protected] 

      Iris Callado Sanches

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da USP (2012), mestre em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (2007), especialista em Docência Universitária (UNINOVE), e graduada em Educação Física (Bachalerado e Licenciatura) pela Universidade São Judas Tadeu (2005). Atualmente, desenvolve trabalhos em parceria com o grupo de pesquisa da Profa. Dra. Maria Cláudia Irigoyen (Laboratório de Hipertensão Experimental, InCor, FM-USP) e da Profa. Dra. Kátia De Angelis (Laboratório de Fisiologia do Exercício, UNIFESP). Tem se dedicado a pesquisas relacionadas a alterações hemodinâmicas, autonômicas e moleculares da privação hormonal ovariana (modelo experimental de menopausa) associada a fatores de risco cardiometabólicos, bem como o papel do treinamento físico (aeróbio, resistido e combinado) nessas condições.

      No Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física atua na linha “Atividade Física e Disfunções Orgânicas”. 

      Campos de orientação: Desenvolve pesquisa experimental na área de Fisiologia do Exercício com enfoque em cardiovascular, especialmente nos temas: controle autonômico cardiovascular na saúde e na doença, alterações metabólicas e hemodinâmicas causadas pelo exercício, efeitos cardiovasculares do treinamento físico aeróbio, resistido e combinado em modelos experimentais, biomarcadores para diagnóstico precoce e acompanhamento de doenças, avaliação e reabilitação das disfunções cardiopulmonares. 

      Grupo de Estudos:
      Grupo de Estudos em Cardiometabolismo do Exercício 

      Local e horário das reuniões:
      Reuniões às 2as feiras, semanalmente, das 17h às 18h no Laboratório de Pesquisa Interdisciplinar da Saúde 

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/3251235669398295 

      Contato: [email protected] 

      Isabel Porto Filgueiras

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa: É licenciada em Educação Física pela Escola de Educação Física (1992) e Esportes da USP, Mestre (1998) e Doutora (2007) pela Faculdade de Educação da USP nas áreas de didática e psicologia da educação com ênfase em educação infantil, metodologia de projetos e formação continuada de educadores. Tem ampla experiência em programas de formação de continuada de professores junto a redes públicas de educação. É pesquisadora colaboradora do grupo Contextos Integrados na Educação Infantil da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Atualmente é docente do programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física da Universidade São Judas Tadeu, na linha de pesquisa Estudos Socioculturais e Pedagógicos em Educação Física, onde coordena o grupo de estudos: Formação docente, pesquisa e inovação na prática pedagógica em Educação Física.   

      Campos de Orientação: Educação Física Escolar, Formação de professores, Práticas pedagógicas e autoestudo do professor. 

      Grupo de Estudos:
      Focus: Formação docente em Educação Física  

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/0237297268408453 

      Kátia Bilhar Scapini

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Possui graduação em Fisioterapia pela Universidade de Passo Fundo (2006), Pós Graduação Lato-Sensu em Fisioterapia Cardiorrespiratória pela Universidade Gama Filho (2008), Mestrado em Envelhecimento Humano pelo Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano da Universidade de Passo Fundo (2011) e Doutorado em Ciências – Cardiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2017). Atualmente é docente dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado) em Educação Física e em Ciências do Envelhecimento da Universidade São Judas Tadeu e Pesquisadora colaboradora do Laboratório de Hipertensão do InCor-FMUSP. Na pós-graduação atua na linha “Atividade Física e Disfunções Orgânicas”. 

      Campos de Orientação: Campos de Orientação: Têm experiência na área de Fisiologia Cardiorrespiratória e do Exercício e desenvolve pesquisas clínicas e experimentais, atuando principalmente nos seguintes temas: exercício físico preventivo e terapêutico, controle  autonômico cardiovascular, envelhecimento, doença renal crônica, diabetes, síndrome metabólica, acidente vascular encefálico, doença de Parkinson e revisão sistemática/metanálise.  

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/3573467430209908 

      Contato: [email protected] 

      Marcelo Callegari Zanetti

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Graduado em Educação Física pela FFCL de São José do Rio Pardo (2002), Mestre em Ciências da Motricidade Humana pela UNESP, Campus de Rio Claro (2007) e Doutor em Desenvolvimento Humano e Tecnologias (2013) pela mesma universidade. Realizou estágio doutoral com bolsa PDSE/CAPES no Département de Psychologie (Laboratoire de Méthodes Psychométriques et Expérimentales / Groupe d’ études en Méthodes Psychométriques Appliquées à la Psychologie du Sport) da Université du Québec à Trois-Rivières (Canadá). Especialista em Tecnologias e Educação a Distância (UNICID-SP) e em Inovação e Tendências da Educação (Instituto Ânima / USJT). MBA em Gestão de Clubes (USCS) (2020-2022). Gestor de Futebol (CBF Academy) (2020-2021) e Executivo de Futebol (CBF Academy) (2021-2022). Atualmente é Professor da Graduação em Educação Física e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física (Mestrado e Doutorado) da Universidade São Judas (SP). É, ainda, Professor dos cursos de Graduação em Educação Física, Nutrição, Psicologia e Enfermagem e Coordenador do Curso de Especialização em Treinamento de Força Aplicado na Atividade Física e no Esporte da UNIP de São José do Rio Pardo. Também atua como Professor do Curso de Especialização em Treinamento Desportivo da FMU – SP. Passou pelo curso de capacitação Empowering Coaching™ pela Unidad de Investigación de Psicologia del Deporte de la Universidad de Valencia, Espanha. Associado à Sociedade Internacional de Psicologia do Esporte (ISSP), Sociedade Americana de Psicologia (APA) e Associação Brasileira de Gestão do Esporte (Abragesp). Certificado no Programa de Educação Continuada pela Sociedade Internacional de Psicologia do Esporte (ISSP). Presidente-fundador da SerMotivado (MCZ Consultoria e treinamento em desenvolvimento profissional) (2021). Presidente do Rio Pardo Futebol Clube (Gestão 2015-2018 / 2019-2022). Na pós-graduação atua na linha: “Fenômeno Esportivo”. 

      Campos de orientação: Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Treinamento Esportivo e Psicologia do Esporte, atuando principalmente nos seguintes temas: Motivação no Esporte e no Exercício, Estratégias de recuperação no esporte, Influência parental no esporte, Prática e jogo deliberado, Psicologia do Esporte e Treinamento Esportivo. 

      Grupo de Pesquisa: 
      Laboratório de Pesquisas da Motivação e Desenvolvimento Humano  

      Local e horário das reuniões:
      Reuniões às 2as feiras, semanalmente, das 13h30min às 15h00min na Coordenadoria da Pós-graduação – USJT. 

      Link Lattes: http://lattes.cnpq.br/6927795193629892 

      Contato: [email protected] 

      Maria Regina Ferreira Brandão

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      É psicóloga, especializada em Psicologia do Esporte pelo Instituto Superior de Cultura Física de Havana-Cuba. Mestre em Educação Física na área de Desenvolvimento Humano pela Universidade de Santa Maria-RS, nesse período dirigiu suas investigações sobre o perfil social e psicológico da seleção brasileira de voleibol masculino. Doutorou-se, no ano de 2000, em Ciências do Esporte no Programa de Pós-Graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas onde desenvolveu estudos sobre o stress em jogadores profissionais de futebol. Realizou estagio pós-doutoral na Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa com bolsa PDE do CNPq. Presta assessoria a equipes esportivas, dentre as quais se pode destacar diversos clubes de futebol no Brasil, a seleção brasileira de voleibol masculino durante a fase preparatória para a Olimpíada de Barcelona, bem como ao técnico Luís Felipe Scolari, durante sua permanência como técnico da seleção brasileira da seleção portuguesa de futebol masculino. Como docente, atua em cursos de graduação e pós-graduação em Educação Física. Atualmente, coordena o Grupo de Estudos em Psicologia do Esporte da Universidade São Judas Tadeu, o NUTECA, Núcleo de Tecnologia Assistiva e o Programa Empowering Coaching Brasil. Na pós-graduação atua na linha “Fenômeno Esportivo”. 

      Campos de Orientação: Desenvolve pesquisas na área de Stress no Esporte, Transição de Carreira Esportiva, Implicações psicológicas da mobilidade Internacional de Atletas, Perfil Psicológico de Atletas, Treinadores e árbitros Esportivos, olímpicos e paralímpicos, Validação de Instrumentos Psicológicos para o Esporte, Aspectos psicológicos dos E-gamers, e sobre Fé, Espiritualidade e Religião no Esporte. 

      Grupo de Pesquisa
      Psicologia do Exercício e do Esporte 

      Local e horário das reuniões:
      Reuniões às 4as feiras, a cada quinze dias, das 13h30min às 15h30min na Coordenadoria da Pós-graduação – USJT. 

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/9246570791969907 

      Contato: [email protected] 

      Nathalia Bernardes

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Pós-doutorado no Programa de Medicina da Universidade Nove de Julho. Doutorado em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (CAPES-2016, Sanduíche/Canadá CAPES-DFAIT 7947-14-3). Mestrado em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (CAPES-2009). Bacharelado em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (FAPESP 05/60828-6). É pesquisadora do Instituto Anima, colaboradora do Programa SBC vai à Escola e do Instituto Faca na Cadeira Esportes Adaptados. No Programa de Pós-Graduação Graduação Stricto Sensu em Educação Física da Universidade São Judas Tadeu atua na linha de pesquisa “Atividade Física e Disfunções Orgânicas 

      Campos de Orientação: Treinamento físico, mecanismos cardiometabólicos e neuroimunes, alterações do neurodesenvolvimento.  

      Grupo de Estudo: Atividade Física e Alterações do Neurodesenvolvimento 

      Local e horário das reuniões: Reuniões às 5as feiras, semanalmente das 14h30min às 16h30min na Coordenadoria da Pós-graduação – USJT. 

      Link Lattes http://lattes.cnpq.br/2372476546994871 

      Contato: [email protected] 

      Rodrigo Tallada Iborra

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Graduado em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (2001), título de especialista em reabilitação cardíaca pelo Instituo do Coração (INCOR) da USP (2002). Mestrado (2006) e Doutorado (2011) em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Pós-Doutorado na Universidade de São Paulo (2016) e pesquisador visitante na Chubu University, Japão (2013). Atualmente ministra disciplinas em cursos de graduação e de pós graduação da Universidade São Judas Tadeu. No Programa de Pós Graduação em Educação Física, atua na linha de pesquisa “Atividade Física e Disfunções Orgânicas”,  

      Campos de orientação: Metabolismo de lípides, glicação avançada e mecanismos moleculares relacionados à fisiopatologia do diabetes mellitus e ao exercício físico. 

      Grupo de Estudos
      Grupo de estudos sobre os Produtos de Glicação Avançada (GEAGE) 

      Grupo de Pesquisa em Exercício e Metabolismo de Lípides e Lipoproteínas (GEMLIP) 

      Local e horário das reuniões: Reuniões às 5as feiras, semanalmente das 14h00min às 16h00min na Coordenadoria da Pós-graduação – USJT 2º andar bloco C.  

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/5344606790795124 

      Contato: [email protected] 

      Renata Ferra de Toledo

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Bióloga (UNESP, Botucatu-SP); Especialista em Educação Ambiental (Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo – FSP/USP); Mestre e Doutora em Saúde Pública (FSP/USP); Pós-doutorado (Faculdade de Educação/USP). Docente do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (na Linha Gestão do espaço urbano de sustentabilidade) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (na Linha Prevenção e Promoção da Saúde) da Universidade São Judas Tadeu. Pesquisadora do Projeto Temático MacroAmb (Fapesp 2015/03804-9). Editora adjunta da Revista Ambiente & Sociedade.   

      Campos de Orientação: desenvolve pesquisas nas áreas de interface da Educação, Saúde e Ambiente, como Educação e Promoção da Saúde, Educação Ambiental e Sustentabilidade, Determinantes socioambientais, e, especialmente, a partir de abordagens e metodologias participativas, como a Pesquisa-ação. 

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/9353356185041966 

      Contato: [email protected] 

      Sandra Regina Mota Ortiz

      Graduação, Titulação e Linhas de Pesquisa:  

      Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1998) e Doutorado em Ciências com área de concentração em Fisiologia Humana pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo ICB/USP (2001). Pós-doutoramento no Departamento de Fisiologia e Biofísica no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo ICB/USP de 2002 a 2005. Pós-doutoramento no Departamento de Anatomia no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo ICB/USP de 2005 a 2008. Especialista em Educação para o Ensino Superior pela Universidade São Judas Tadeu (USJT) em parceria com a Tampere University da Finlândia. Especialista em Cannabis Medicinal pela Universidade São Judas Tadeu (USJT) em parceria com a Inspirali. Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Envelhecimento da Universidade São Judas Tadeu (USJT). Membro dos Comitês de Iniciação Científica da USJT e da Ânima Educação. Atualmente é responsável pela Gerência Nacional de Pesquisa da Ânima Educação, sendo responsável pelo desenvolvimento de políticas de pesquisa de 17 instituições de ensino superior no Brasil. Atuação em pesquisas envolvendo: neuroplasticidade mediada pelo exercício físico; neuroplasticidade mediada pela cannabis medicinal; neuroplasticidade mediada pela estimulação cognitiva; processos neurodegenerativos associados ao envelhecimento; interação microbiota e sistema nervoso central; gerontologia LGBTQIA+.  

      Campo de Orientação: Desenvolve pesquisa experimental na área de Fisiologia Humana, com ênfase em Neurofisiologia, especialmente combinando a administração de fitocanabinoides e exercício físico.  

      Grupo de Pesquisa em Neurociências: 

      Reuniões quinzenais às segundas-feiras das 18 às 19hs, via zoom. 

      Grupos de Estudos: 

      Gerontologia LGBTQIA+: Reuniões quinzenais às terças-feiras das 17h30 às 18h30, via zoom. 

      Interação Microbiota & Sistema Nervoso Central: Reuniões quinzenais às terças-feiras das 17h30 às 18h30, via zoom (alternando com o grupo de estudos em Gerontologia LGBTQIA+)  

      Link lattes: http://lattes.cnpq.br/5473750086356603 

      Contato: [email protected] 

      Ana Paula Branco do Nascimento

      Formação 

      • Pós-doutora em Ecologia Humana e Sustentabilidade pela Universidade de São Paulo 
      • Doutora em Doutora em Ecologia Aplicada – Ambiente e Sociedade pela Universidade de São Paulo 
      • Mestre em Ecologia de Agroecossistemas pela Universidade de São Paulo 
      • Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá 

      Área de atuação 

      • Inovação e sustentabilidade do ambiente construído 
      • Gestão da sustentabilidade e gestão ambiental 
      • Gestão e uso de espaços verdes urbanos

      Currículo Lattes 

      http://lattes.cnpq.br/1522795968175184 

    • Discentes e egressos

      Atualmente o PGEDF conta com 80 alunos regulares, 36 mestrandos e 44 doutorandos. O Programa já titulou mais de 330 mestres e doutores. Foram aproximadamente 250 mestres e 80 doutores.  

      Sempre houve preocupação do Colegiado do Programa em monitorar os egressos dos cursos de Mestrado e Doutorado. Constantemente os orientadores retomam o contato com seus egressos e trazem informações para serem inseridas nos relatórios anuais do Coleta Capes. Com isso, pode ser observado que dezenas de titulados no Programa se inseriram no Ensino Superior, sendo professores de cursos de graduação e especialização. Mais recentemente, já observamos o aumento da inserção de egressos do Programa em PPG de instituições públicas e privadas. Isso significa que o PGEDF-USJT colabora com a qualificação de novos docentes para os cursos superiores e tem conseguido apresentar a outras Instituições, profissionais não só titulados pelo desenvolvimento de suas pesquisas, mas também qualificados para atuação profissional. Vários seguem se aperfeiçoando em educação continuada, ou integrando grupos de pesquisa, muitos na própria USJT. Em termos de produtividade intelectual dos egressos, temos identificado que grande número segue publicando em coautoria com seus orientadores, além de vários já estarem desenvolvendo pesquisas e publicações de maneira autônoma. Os resultados desse levantamento indicam que o PGEDF tem tido impacto importante na formação de egressos que contribuem para a produção de conhecimento na área da Educação Física. 

    • Infraestrutura e laboratórios

      As atividades acadêmicas são desenvolvidas em diversos ambientes: salas de aula, salas de reuniões, laboratórios do PPG, biblioteca, laboratório de informática e vários espaços comuns do Campus Mooca, como o amplo Hall do térreo e os auditórios, ambientes utilizados principalmente durante os eventos realizados pelo Programa. A infraestrutura existente e disponível de auditórios, salas e recursos audiovisuais permite que vários eventos sejam organizados pelos Programas de maneira sistemática, sempre abertos a toda comunidade acadêmica, interna e externa. São eventos de âmbitos regional, nacional e internacional.  

      Os estudos vinculados aos projetos desenvolvidos pelo Programa em suas diversas áreas são realizados nos laboratórios que recebem constante atenção por parte da instituição, seja no sentido de financiar a manutenção e a ampliação da infraestrutura necessária, seja em temos de instalações ou de equipamentos e material de consumo.   

      Laboratório de Pesquisa Interdisciplinar da Saúde – LPIS  

      Nesse espaço anteriormente denominado LAB. DO MOVIMENTO HUMANO são realizadas pesquisas em seres humanos, nas sub-áreas fisiologia, bioquímica e nutrição, aplicadas ao exercício. Essa estutura é fundamental na execução de projetos que envolvem a mensuração de variáveis relacionadas com: (1) medidas antropométricas – massa corporal, estatura, diâmetros ósseos, circunferências, e espessura de dobras cutâneas; (2) Avaliação aeróbia – potência aeróbia (VO2máx, VO2pico) e capacidade aeróbia (velocidade crítica, máxima fase estável de lactato sanguíneo, limiar de lactato e limiar ventilatório) para exercícios em esteira, em situação de campo e cicloergômetro; (3) Estimativa do gasto e da contribuição energética, aeróbia e anaeróbia em diferentes atividades.   

      Laboratório  de Fisiologia Experimental:  

      Aqui são realizadas pesquisas em modelos animais de pequeno porte (ratos e camundongos) nas sub-áreas da fisiologia, bioquímica, nutrição e anatomia aplicadas ao exercício. Os modelos experimentais têm sido utilizados para avaliação dos efeitos do exercício físico agudo e crônico em parâmetros hemodinâmicos, autonômicos, nutricionais, imunológicos e metabólicos em situações fisiológicas e fisiopatológicas.  

      Laboratório de Biomecânica:   

      Esse laboratório se propõe a estudar os aspectos biomecânicos do movimento humano e que podem ser subdivididos em cinco grande sub-áreas, em função dos métodos biomecânicos: a) cinemetria – análise de variáveis cinemáticas do movimento humano; b) dinamometria – análise de variáveis cinéticas do movimento humano; c) antropometria – análise de modelos corporais para determinação de momentos de inércia segmentares; d) eletromiografia – análise da atividade elétrica associada à contração muscular; e) e mecânica muscular – análise de características mecânicas do tecido muscular. Os professores do PGEDF realizam projetos em conjunto com docentes do curso de Fisioterapia da USJT, egressos do doutorado.  

      Laboratório Sociocultural do PGEDF   

      Nele são desenvolvidas as pesquisas relacionadas, principalmente, à vertente sociocultural do Programa, representando importante espaço de integração entre discentes e docentes.  O laboratório se estrutura em sub-áreas de investigação, sendo:  

      a) Projeto Sênior – como esse projeto é a linha mestra de vários estudos em desenvolvimento na linha de pesquisa Promoção e Prevenção em Saúde, os graduandos e pós-graduandos nele envolvidos desenvolvem seus estudos e discussões, juntamente com seus orientadores;
      b) Estudos em EF e Pessoas com Deficiência – reúne no espaço o grupo de estudo (Grupo de Estudos em Educação Física e Pessoas com Deficiência) para desenvolver projetos e estudos no campo da Inclusão escolar, Formação de professores e Esporte adaptado e paralímpico, das LP Estudos Socioculturais e Pedagógicos da EF e Fenômeno Esportivo, respectivamente;
      c) Estudos e pesquisas vinculados à linha Estudos Socioculturais e Pedagógicos da EF sobre Educação Física, Escola e Currículo, reunindo docentes do PGEDF, professores-pesquisadores da rede pública e privada de ensino, discentes do Programa, bem como graduandos e futuros mestrandos.
      d) Estudos em Psicologia do Esporte e da Atividade Física, vinculados à linha Fenômeno Esportivo.  O grupo de estudos tem desenvolvido uma serie de pesquisas sobre aspectos psicológicos relacionados à atividade física e ao esporte olímpico e paraolímpico.
      e) Estudos e pesquisas sobre Motivação e Desempenho Humano, desenvolvendo estudos e pesquisas na temática em diferentes áreas de investigação e intervenção, como esporte, exercício, atividade física, gestão e educação.

      Laboratório Multiusuário de Pesquisa Básica 

      Esse espaço é dedicado à pesquisa básica da USJT e foi idealizado com intuito de aproximar pesquisadores e aumentar as características multidisciplinares dos estudos, com metodologias de áreas básicas como: Histologia, Imunologia, Microbiologia e Biologia Molecular.   

      Laboratório  de Fisiologia Translacional  

      Tendo como premissa o enfoque translacional na compreensão dos condicionantes relacionadas a saúde e doenças, bem como discussões dos processos fisiológico, histológico e molecular, as investigações realizadas neste laboratório permitem a integração e transferência de conhecimentos relacionados ao diagnóstico e às estratégias de tratamento das doenças crônicas degenerativas e do desempenho humano. Dessa forma, o trabalho desenvolvido nesse laboratório é sustentado por pesquisas básicas e aplicadas, utilizando diferentes modelos de experimentação e análises, na área da fisiologia aplicada ao exercício, direcionando seu foco para a área da biodinâmica do exercício aplicado ao esporte, à saúde e ao desempenho humano, bem como no âmbito da AF e saúde.  

      Biotério de Criação e Manutenção de Animais de Pequeno e Médio Porte   

      O Biotério da USJT conta com uma área de 110m2, onde são mantidos camundongos geneticamente modificados para o receptor LDL-colesterol, bem como ratos geneticamente hipertensos, além de modelos induzidos de ratos hiperglicêmicos e Parkinson para as pesquisas da LP Atividade Física e Disfunções Orgânicas. Todos os experimentos que necessitam de animais de pequeno e médio porte utilizam os animais do biotério, sendo realizados tanto estudos de células e tecidos em condições fisiológicas ou patológicas, quanto modelos experimentais de intervenção farmacológica ou física.   

      Laboratório de Reabilitação Cardiorrespiratória:  

      Nesse laboratório são realizadas pesquisas das áreas de fisiologia, bioquímica e nutrição aplicada ao exercício físico. É importante destacar que os projetos da LP Atividade Física e Disfunções  Orgânicas que envolvem reabilitação cardiovascular são em, sua maioria, realizados nessa estrutura. Além disso, é um laboratório constantemente usado para avaliações ergoespirométricas de idosos participantes do Projeto Sênior para a Vida Ativa, tanto em pesquisas desenvolvidas no nosso Programa, quanto no Mestrado em Ciências do Envelhecimento. Este laboratório representa ainda um importante espaço de diagnóstico e tratamento da comunidade da Mooca por atender gratuitamente pacientes portadores de doenças cardiovasculares e respiratórias.  

      Laboratório de Disciplinas Básicas – Graduação 

      Para o desenvolvimento de estudos e projetos de pesquisa na linha Atividade Física e Disfunções Orgânicas, há ainda a possibilidade de utilização dos laboratórios de ensino compartilhados por diferentes disciplinas básicas de cursos da área da saúde da Universidade. São utilizados preferencialmente no período vespertino, pois as atividades de graduação concentram-se nos períodos matutino e noturno, ficando assim com boa disponibilidade de tempo para os pesquisadores e discentes do Programa. Em seus estudos, os docentes do PGEDF frequentemente utilizam os laboratórios de HISTOLOGIA, BIOLOGIA MOLECULAR e ANÁLISES CLÍNICAS, bem como as salas de apoio contíguas, que preparam os equipamentos e insumos envolvidos nos experimentos. Os espaços desses laboratórios são adequados ao uso de diferentes usos e necessidades, bem como possibilitam o acesso de pessoas com dificuldades de locomoção.  

      Em determinados estudos podem ser necessários equipamentos que nossos laboratórios ainda não dispõem, mas que são utilizados em laboratórios de IES parceiras:  

      Laboratório de Hipertensão Experimental – INCOR-FMUSP 

      Nele são realizadas coleta de dados relacionados ao sistema nervoso autônomo, tanto na pesquisa básica quanto na pesquisa clínica como ecocardiograma dos animais, cirurgias de canulação, registro de pressão arterial.  

      Laboratório De Fisiologia Do Exercício – UNIFESP 

      Docentes e discentes do PGEDF realizam análises de marcadores inflamatórios e estresse oxidativo, de tecidos/sangue dos projetos em humanos e animais.   

      Laboratório De Treinamento De Força – EEFEUSP  

      Nesse laboratório são desenvolvidos projetos em parceria dos alunos da EEFEUSP e da USJT. No laboratório são coletados dados de variáveis fisiológicas e biomecânicas.   

      Instituto De Pesquisa – Hospital Albert Einstein  

      Nessa parceria são desenvolvidos projetos na área de fisiologia vascular, com medidas de fluxo sanguíneo, dilatação fluxo mediada (FMD) e função endotelial.  

      O instituto de pesquisa do Einstein forneceu por empréstimo o equipamento de Ultrassom com doppler que está na USJT para coletas necessárias.   

      Centro de Diagnóstico de Medicina Preventiva – Hospital Albert Einstein  

      Nesse centro são realizados avaliações e diagnostico de aspectos metabólicos e do câncer dos estudos em parceria, envolvendo os laboratórios de nutrição e nutrologia, de análises bioquímicas com a avaliação do perfil hormonal sérico; de radiologia na avaliação das imagens de ultrassom, RX e ressonância magnética. 

    • Destaques

      – Forte preocupação do programa com a formação do aluno como pesquisador e futuro docente do ensino superior em bases intelectuais, técnico-científicas e éticas.  

      – Estabelecimento de intercâmbios interinstitucionais nacionais e internacionais.
       
      – Projetos na Linha de Pesquisa na área Pedagógica, seguindo abordagens das Ciências Humanas e Sociais é ponto forte do programa e tem sido um diferencial em relação a vários programas existentes.
       
      – Capacidade do PGEDF para atrair doutores para Estágio de Pós Doutoramento.  

      – Produção discente significativa, avançando consideravelmente nos últimos anos. 

      – Presença de pesquisadores brasileiros de renome nacional e internacional em momentos importantes do Programa, como as Aulas Inaugurais, palestras, eventos e bancas de qualificação e defesa de teses e dissertações.
       
      – Ações com impacto científico, educacional e sociocultural relevantes. 

    • Periódico

      A Colloquium: Health and Education, criada em 2020, é uma publicação de natureza científica de acesso aberto, editada trimestralmente pela Pós-Graduação Stricto Sensu da Universidade São Judas, organizada pelos Programas de Educação Física e Ciências do Envelhecimento, com o propósito de divulgar o conhecimento produzido por profissionais da área da saúde e educação. 

    • Matrícula

      Após a aprovação do processo seletivo, a secretaria da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação da São Judas entrará em contato com os aprovados para formalização da matrícula. Os documentos necessários para a matrícula são:   

      Mestrado

      – Cópia (frente/verso) do Diploma de Graduação. Caso não possua o Diploma, apresentar cópia do Certificado ou Declaração de Conclusão constando a data de Colação de Grau e cópia do Histórico Escolar da Graduação   
      – RG  
      – CPF  
      – Cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento  
      – 1 foto 3 x 4  
      – Currículo Lattes atualizado   

      Doutorado  

      – Cópia (frente/verso) do Diploma de Mestrado e cópia do Histórico Escolar da Graduação 
      – RG  
      – CPF  
      – Cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento  
      – 1 foto 3 x 4  
      – Currículo Lattes atualizado  

    • Aluno especial

      O aluno especial pode cursar até 2 MD/DD por semestre, limitado a um máximo de 4 semestres letivos. O vínculo fica restrito às cursadas, e não ao curso, caracterizando-se como aluno desvinculado do curso. Caso se torne aluno regular, é possível o aproveitamento dos créditos, em caso de aprovação nas MD/DD. O aluno especial poderá requerer um certificado correspondente às MD/DD cursadas e nas quais tenha obtido aprovação.

    • Contato

      Endereço: Rua Taquari, 546, Bloco 2C, Mooca, São Paulo/SP, CEP 03166-000  

      Telefone: 11 98712-1839  

      E-mails: [email protected]   

      [email protected] 

      [email protected] 

    • Banco - dissertações e teses

      Acesse


       

    • Redes Sociais

      Siga-nos nas redes sociais! 

      Instagram: @ppgef_usjt 

      Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCaUsMiJO-Fwd1yYZP_j1yew 

  • Área do candidato, estudante e docente