Tenho vocação para ser engenheiro?

Antes de escolher uma faculdade, a maioria dos estudantes se vê em um importante momento de busca da sua vocação. Encontrá-la é descobrir a competência que te estimula, os seus talentos naturais e o que te dará prazer em realizar. A graduação é capaz de te preparar para exercer uma profissão, mas, sem amor ou motivação pelo que faz, você dificilmente poderá se tornar um profissional bem-sucedido na sua área.

Um dos principais problemas para quem deseja seguir em uma área como a Engenharia, por exemplo, é escolher a melhor modalidade. Por isso, antes de saber se você tem vocação ou não para ser engenheiro, é preciso conhecer todas as especificidades da profissão e descobrir qual delas se encaixa melhor no seu perfil e aspirações profissionais! Para isso, continue lendo o post de hoje:

Qual é o perfil de um engenheiro?

Muitos estudantes acreditam que, para ser engenheiro, basta gostar de cálculos e desafios que exigem raciocínio lógico. Esse erro pode provocar a desistência de muitos logo no primeiro ano de faculdade.

A área de Engenharia exige que, além dos conhecimentos matemáticos e científicos, seus profissionais também tenham habilidades em tecnologia e estejam inteirados sobre os sistemas econômicos, políticos e sociais do mundo em que vivem.

Quase todos os setores da Engenharia pedem um perfil de liderança, mas com flexibilidade para atuar em equipe. Todo o processo de construção e execução de projetos também precisa de um olhar criativo voltado para tendências que permanecerão no futuro, sem deixar de lado a responsabilidade ambiental e ética.

As mulheres também são extremamente bem-vindas e necessárias para a área. Mesmo com um número maior de homens, essa realidade está mudando e os profissionais estão entendendo que para ser engenheiro não basta ser apenas bom de contas: é preciso ter um perfil globalizado, que acompanhe mudanças na sua área e no mundo em geral, independentemente do seu sexo.

Tipos de Engenharias

Engenharia Civil

Essa é a área mais comum e uma das mais procuradas por estudantes que desejam se tornar engenheiros. Ela fica em alta quando mercado da construção civil está aquecido. Além de ter capacidade de liderança para projetar, executar e comandar equipes em construções de edificações estáveis e seguras, o engenheiro civil deve estar sempre atento às novidades e tendências do setor, além das novas tecnologias.

Seu perfil deve ser organizado e bastante meticuloso, para evitar futuros acidentes e garantir que os projetos tenham os melhores tipos de iluminação e ventilação, sejam construídos em solos adequados e evitem danos ambientais graves.

Engenharia de Controle e Automação

A área ainda é pouco conhecida, mas tem um mercado de trabalho promissor pela escassez de engenheiros com essa formação no Brasil. O trabalho desse profissional está ligado à projeção, controle e operação de equipamentos industriais. As áreas que mais contratam são petróleo e gás, metalurgia, informática e mineração, mas ainda há possibilidades de atuação nas empresas automobilísticas e indústria robótica, uma das que mais crescem no país.

O futuro profissional dessa área precisa, como todo engenheiro, ter ótimo raciocínio lógico, estar pronto para encarar desafios complexos e lidar com problemas inesperados durante o seu dia a dia de trabalho.

Engenharia Elétrica

Como o nome sugere, o engenheiro eletricista cuida de toda a geração e transmissão de energia elétrica, seja de uma empresa de distribuição ou em hospitais, fábricas, edifícios e outros empreendimentos. Ele também será o responsável pela construção de hidrelétricas, termoelétricas e usinas nucleares.

Ou seja, é uma área que exige muita responsabilidade social e ambiental. O profissional de Engenharia Elétrica precisa ter um olhar apurado e atenção redobrada na execução de detalhes. Ele também deve estar pronto para imergir em disciplinas de outras áreas da Engenharia, como a segurança, viabilidade ambiental e automação industrial.

Engenharia Eletrônica

Muitas pessoas acabam confundindo a Engenharia Eletrônica com a Elétrica. Apesar de terem várias especificidades em comum, as áreas são bem diferentes. O engenheiro eletrônico é responsável pela projeção de componentes e sistemas eletroeletrônicos que serão utilizados em todas as outras áreas, o que confere uma enorme importância a essa modalidade da Engenharia.

Os estudantes são preparados para fiscalizar serviços, estudar a viabilidade econômica de sistemas e operar equipamentos. Para quem busca uma alta remuneração essa é a área ideal. Isso porque existe uma enorme variedade de opções de atuação para esses profissionais, que desenvolvem um trabalho único e essencial para o funcionamento de qualquer equipamento eletroeletrônico.

Engenharia Mecânica

A Engenharia Mecânica é uma área voltada para a projeção e desenvolvimento de veículos, máquinas e toda a estrutura de funcionamento de equipamentos mecânicos. Exige muita dedicação dos seus profissionais, que serão responsáveis pela escolha da matéria-prima, pelo teste dos produtos e da resistência, pela calibragem e pela verificação do tamanho dos equipamentos.

Engenheiros mecânicos precisam trabalhar em parceria com profissionais das áreas de Eletroeletrônica, Elétrica e de Produção, por isso é importante que estudantes da área gostem de atuar em equipe.

Engenharia de Produção

O engenheiro de produção é um dos profissionais mais importantes e requisitados pela área industrial e pelas multinacionais de quase todos os setores. Além de saber lidar com cálculos e técnicas de produção, são exigidos desses profissionais noções de Administração, Logística e Economia.

É muito comum que esses profissionais atuem em áreas de Recursos Humanos e também no setor financeiro, com foco na viabilização da produção e mão de obra de uma organização. Para os estudantes com perfil multidisciplinar é uma excelente área para seguir profissionalmente.

Engenharia de Computação

A área de Tecnologia da Informação (TI) é a que mais apresenta crescimento no país, com melhores oportunidades e remuneração para profissionais nos próximos anos. Esse setor é uma excelente opção para os engenheiros de computação, no desenvolvimento de computadores, Big Data, softwares e hardwares.

Além de ter um perfil inovador e mais criativo, os engenheiros que seguem pela área de computação precisam estar prontos para estudar sempre, caso contrário não acompanharão as novidades que frequentemente aparecem no setor de tecnologia.

Para estudantes que ainda não escolheram o melhor caminho a seguir, é importante entender detalhadamente cada área de atuação e perguntar a si mesmo qual delas corresponde melhor às suas qualificações e habilidades, e até mesmo onde você gostaria de trabalhar no futuro.

Ser engenheiro exige muito mais do que conhecimento matemático, é preciso também ser criativo e flexível. A profissão acompanha as mudanças do mundo e você deverá fazer o mesmo. Comece também a investir em cursos de idiomas e observe melhor o funcionamento dos equipamentos, automóveis e do que acontece ao seu redor. Se você deseja fazer parte disso e trazer mudanças para o local onde vive, com certeza, a Engenharia é a área ideal para a sua carreira profissional.

E então, você acha que tem vocação para ser engenheiro? Qual é a sua área de preferência? Conheça também os cursos de Engenharia da nossa universidade e garanta um futuro de sucesso!



Deixe uma resposta