Tecnólogo ou bacharelado: como escolher o curso ideal Tecnólogo ou bacharelado: como escolher o curso ideal

Tecnólogo ou bacharelado: como escolher o curso ideal

Quando chega o momento tão esperado por muitas pessoas de ingressar no ensino superior, uma grande dúvida pode surgir: tecnólogo ou bacharel? Com o aumento da oferta de cursos de ambos os tipos em diversas universidades e faculdades, é comum questionar-se qual é o melhor caminho a seguir.

Mas quais são as diferenças e semelhanças entre os cursos tecnológicos e os bacharelados? Quais são as vantagens e desvantagens de cada um? Qual a melhor escolha para as suas necessidades?

Se essas perguntas andam rondando sua cabeça, continuar a leitura do nosso post de hoje é uma excelente ideia! Aqui, responderemos a todas essas questões, a fim de te ajudar a escolher o curso ideal para você. Vamos lá?

Diferenças entre tecnólogo e bacharelado

Tanto os cursos tecnológicos quanto os bacharelados exigem que você tenha ensino médio completo e passe por um processo de seleção, seja pelo vestibular, Enem ou outro método. Além disso, as duas modalidades são consideradas formações de nível superior, com diplomas válidos e reconhecidos pelo MEC. Porém, suas semelhanças acabam por aí.

Para fazer uma escolha consciente entre tecnólogo ou bacharelado, é importante conhecer as diferenças entre eles. Elas são:

Duração

Enquanto os bacharelados, geralmente, são cursos que duram entre 4 e 6 anos (8 a 12 semestres), os tecnólogos têm duração menor, variando de 2 a 3 anos (4 a 6 semestres).

Grade curricular

O bacharelado oferece uma grade curricular ampla e abrangente, com disciplinas teóricas e práticas. Já os tecnólogos têm um currículo mais enxuto e focado nas necessidades do mercado de trabalho, com muitas disciplinas de ordem prática.

Tipo de diploma

Algumas profissões só podem ser exercidas por quem tem o diploma de bacharel, como advogados e médicos, por exemplo. O curso superior tecnológico forma profissionais denominados tecnólogos. 

Mas, na grande maioria dos casos, o diploma de um curso de graduação tecnológica e de um bacharelado têm o mesmo reconhecimento.

Classificação e nomenclatura

Enquanto os cursos de bacharelado são divididos em grandes áreas do conhecimento, como Engenharias ou Ciências Humanas, os cursos tecnológicos são classificados pelo MEC em 13 áreas específicas, como Ambiente e Saúde, ou Gestão e Negócios, por exemplo.

Vantagens e desvantagens de cada um

Os cursos tecnológicos, apesar de não serem cursos técnicos e valerem como uma formação de nível superior, são abordados de uma maneira focada em um determinado assunto, geralmente pretendendo atender a demandas do mercado de trabalho.

Justamente por isso, os cursos têm menor duração e costumam preparar muito bem seus alunos para desempenharem uma determinada profissão, o que inclui, em muitos casos, pouca necessidade de especializações e pós-graduações após a formatura.

Por outro lado, por ser uma modalidade relativamente nova no Brasil, alguns empregadores ainda desconhecem ou olham com desconfiança para profissionais tecnólogos. A boa notícia, porém, é que esse cenário vem mudando rapidamente. Uma pesquisa da FGV (Fundação Getúlio Vargas), divulgada em 2013, mostrou que mais de 90% dos tecnólogos formados no Brasil estão empregados, sendo 79% deles atuantes em sua área de formação.

Por serem profissionais muito bem treinados na solução prática de demandas mercadológicas, a tendência é que o mercado de trabalho para esses profissionais se amplie ainda mais nos próximos anos, com vagas específicas para tecnólogos sendo criadas.

Já o bacharelado é um tipo de curso muito abrangente e generalista. Por serem de longa duração, uma enormidade de assuntos é abordada durante todo o período da graduação, o que amplia de maneira significativa a visão do aluno sobre seu curso e área de atuação.

Muitas vezes, os cursos dessa modalidade têm um viés mais teórico e voltado para a parte acadêmica, fornecendo uma formação menos direcionada a uma determinada área.  

Como escolher a melhor opção

Ambas as modalidades de graduação formam profissionais qualificados e são consideradas formações de nível superior. Escolher entre uma e outra, então, dependerá muito de seus objetivos de carreira e do seu nível de certeza sobre a área com a qual gostaria de trabalhar.

Para uma pessoa que não tem pressa em se formar e não está segura sobre qual área específica seguir, a melhor opção é fazer bacharelado. Durante o curso, o aluno terá contato com todas as áreas de atuação possíveis para aquela formação e terá tempo suficiente para escolher com calma a profissão que mais se encaixa em seu perfil.

Essa modalidade de graduação também é a alternativa mais indicada para quem deseja seguir carreira acadêmica, atuando como professor universitário, pesquisador ou teórico de alguma área em específico.

Por outro lado, para quem quer entrar no mercado de trabalho mais rápido, busca um aprendizado de ordem mais prática e aplicada e já sabe exatamente o departamento ou a área específica que deseja trabalhar, escolher um curso tecnológico é a melhor decisão. Essa modalidade de graduação também é muito indicada para quem já trabalha em alguma área específica, ocupando um cargo de nível médio, e deseja ingressar em um curso superior a fim de se especializar e subir de posto dentro da empresa.

Como você acabou de ver, a decisão entre tecnólogo ou bacharelado dependerá de uma reflexão profunda sobre você mesmo e de qual caminho profissional deseja trilhar. O importante é que você escolha a modalidade que mais tenha a ver com você e com o que você deseja para sua vida.

Tanto os cursos tecnológicos quanto os bacharelados estão disponíveis em faculdades e universidade públicas e privadas, e na modalidade presencial, semipresencial e EAD (Educação a Distância). Tem para todos os gostos!

A graduação, independentemente da modalidade, é um poderoso instrumento de qualificação e empoderamento pessoal, e é capaz de abrir diversas portas ao longo de sua vida.

Gostou desse conteúdo? Ele foi útil para você? Se você tem alguma dúvida sobre qual caminho profissional seguir, não deixe de baixar o nosso e-book “Guia completo para acertar na escolha da profissão”!