Resumão para o Enem: dicas para fazer uma ótima redação.

Zerou? Ops, se tem um assunto que não dá pra usar este termo nem de brincadeira é esse.

 

O que é Redação?

Segundo nosso amigo Aurélio é:

substantivo feminino; ação ou efeito de redigir, de escrever com ordem e método; expressão dada ao pensamento; maneira de redigir; exercício escolar; dever de composição escrita.

 

Para quem está se preparando para o Enem pode ser algo assustador. Calma, você não está sozinho, tem muita gente que nem sabe por onde começar. Por isso, estamos na batalha juntos. E de cara, vamos dar dicas para que além de saber começar, saiba concluir uma dissertação. Porque se zerar, já sabe, vai acabar mal. Infelizmente, nem toda redação é como uma história que só termina quando chega ao final feliz.

 

O Enem exige que os estudantes elaborem um texto dissertativo-argumentativo e coerente na redação. É preciso demonstrar senso crítico, amplo repertório sociocultural e ser um candidato ou candidata atualizado. Então se liga nas dicas, saber estruturar o texto vai te ajudar a organizar também os pensamentos.

 

Top five básico para começar uma redação no Enem acertando:

1) Sua produção textual precisa ter no mínimo 7 linhas e no máximo 30 linhas.

 

2) O gênero é dissertativo-argumentativo. Ou seja, você deve usar as suas próprias palavras para falar de um determinado tema, feito de forma crítica e que deixe claro o seu ponto de vista. Sim, a sua opinião conta muito.

 

3) O texto necessita ter coerência, inclusive com as questões de respeite os direitos humanos e que ofereça soluções viáveis para os problemas apontados.

 

4) A dinâmica, todo ano, é quase sempre a mesma: a prova traz textos motivadores que orientam os estudantes e os ajudam a entender o tema proposto. Nem precisa falar né? Óbvio que eles não devem ser copiados. Você pode se apropriar das ideias apresentadas, fazendo o seu texto com sua opinião e linguagem. Até aqui está tudo de boas, né?

 

5) O tema, normalmente, se trata de uma questão atual, sobre ele você irá descrever possíveis causas e consequências, e para enriquecer a dissertação é recomendado trazer dados, estatísticas, exemplos e outros detalhes que aumentem a sua intervenção, comprovando o seu domínio sobre o tema e, claro, demonstrando seu potencial interpretativo e de redação.

 

Ah, e vale a pena focar em fazer uma redação excelente… Afinal, a redação conta muito. Veja!

 

Quanto vale a redação?

A redação equivale a 20% da nota total do exame.

Já pensou como ela impacta na sua nota final?

E mais, como dado o spoiler acima: não pode zerar.

 

Como é corrigida a redação?

A correção é baseada em 5 competências validadas pelo MEC. E, cada uma delas é avaliada segundo 6 níveis de desempenho, que variam de zero a 200 pontos. E é isso que vai indicar o seu domínio da competência que pode chegar a 1.000 pontos.

 

Bora entender melhor essa parada?

1) Domínio da escrita formal da língua portuguesa: se refere ao uso certo das regras de ortografia, como acentuação e separação silábica. Além da análise de regência verbal e nominal, pontuação, emprego de pronomes e crase, entre outros.

 

2) Compreensão e respeito ao tema proposto: avalia a capacidade de leitura e de escrita do candidato, tendo é claro o tema como norteador das ideias na construção do texto. Veja esta observação: se fugir totalmente do tema, mesmo que ele apresente bom domínio das demais competências, sua nota será zero.

 

3) O texto precisa apresentar a ideia a ser defendida de forma coerente, por meio de argumentos que justifiquem o seu ponto de vista sobre o tema. Para isso, selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista são a chave para o sucesso.

 

4) A estrutura do texto: deve ter início (apresentação) meio (dissertação) e fim (conclusão). Além de ter continuidade, articulação, domínio linguístico e textual que conectem os parágrafos, gerando fluidez e sequência clara até o final.

 

5) Respeito aos direitos humanos: relembrando, em qualquer lugar é esperando do estudante este tipo de conduta. Mais ainda em uma redação, onde se espera que as ideias respeitem os direitos humanos e tragam soluções viáveis pros problemas.

 

A redação pode te salvar ou pode acabar com seu Enem. Não é para contar com a sorte: nem de longe, pense a prova de redação desta forma. Ah, e já vai lendo um pouco sobre os cursos de graduação.

Enem é teste de conhecimento, claro que estar emocionalmente bem também ajuda. O que vai ser testado lá é o seu conteúdo e não se tem nervos de aço.

 

Então foco, foco e foco.

 

#VempraSãoJudas, a universidade dos profissionais e líderes do futuro.

Fechou?