Graduação tecnológica e bacharelado: qual é a diferença na prática? Graduação tecnológica e bacharelado: qual é a diferença na prática?

Graduação tecnológica e bacharelado: qual é a diferença na prática?

A escolha de um curso superior exige tomada de decisões que vão além de conhecer a sua área de afinidade, seja ela no campo das ciências exatas, biológicas ou humanas. Além disso, é preciso escolher uma universidade de excelência, que seja referência no seu curso.

Mas isso provavelmente você já sabe.

Agora, e quanto ao formato, tipo de diploma e foco da graduação? Você sabe exatamente no que se diferem os bacharelados de uma Graduação tecnológica?

Ainda há quem faça alguma confusão ou não saiba bem quais as principais características de cada tipo. E saber disso é essencial para fazer uma boa escolha. Mas fique tranquilo: continue acompanhando a leitura para saber, na prática, quais as principais diferenças entre elas!

Bacharelado vs. Graduação tecnológica

O que diferencia então um curso tecnológico das graduações tradicionais (bacharelado e licenciatura)? Basicamente, isso está na duração e foco do curso (o que baliza seu conteúdo).

Antes de mais nada, vamos entender o que vem a ser cada um deles:

O que é uma graduação tecnológica?

Muita gente ainda confunde um curso de tecnólogo com cursos técnicos. Porém, eles são bem diferentes um do outro: enquanto o técnico é feito no ensino médio, uma Graduação tecnológica é considerada um curso de nível superior. De acordo com o Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia, elaborado pelo MEC, as graduações são organizadas de acordo com 13 eixos tecnológicos.

Seu foco é oferecer uma formação que dialogue de maneira mais direta com o mercado de trabalho. Assim, o aluno se habilita a iniciar sua carreira com mais familiaridade nas práticas exigidas na sua área.

Uma boa vantagem da Graduação tecnológica é a possibilidade de adaptar rapidamente o conteúdo das disciplinas às novas necessidades que o mercado vai apresentando. Outro ponto positivo é a respeito do mercado de trabalho, que atualmente fica de olho nos tecnólogos. Por causa do alto grau de especialização e caráter prático dos cursos, é comum que o graduado seja rapidamente contratado.

Bacharelado

São os cursos superiores que têm como diretriz uma formação mais ampla e abrangente. Na sua grade curricular, as disciplinas são mais teóricas e com uma carga maior do que a parte prática. Os bacharelados são boas escolhas para aqueles que desejam seguir a carreira de pesquisadores, ou então dos que preferem adquirir um conhecimento mais abrangente para se especializar depois.

Licenciatura

Segue basicamente o mesmo formato do bacharelado, no que diz respeito à formatação, conteúdo curricular e ao tempo de duração. Porém, a licenciatura habilita o graduado a atuar na educação básica (ensino fundamental e médio). Sendo assim, além das matérias presentes no bacharelado, a licenciatura tem na sua grade curricular disciplinas voltadas para a área de pedagogia.

Quanto tempo dura cada curso?

Os cursos tradicionais de formação superior podem ter duração entre 4 e 6 anos. São mais extensos devido à sua abrangência de conteúdo. Já as graduações tecnológicas têm duração de, em média, 2 a 3 anos, devido à sua grade curricular mais enxuta e direcionada.

Há diferenças entre os diplomas?

Não há nenhuma diferença entre os diplomas de bacharelado e Graduação tecnológica. Em todo caso, é preciso ficar atento ao se inscrever em algum concurso público. Por mais que o tecnólogo tenha um diploma igual ao de qualquer graduado, pode ser que exista alguma restrição — mas isso deve estar bem claro no edital do concurso.

Em todos os casos, o graduado estará habilitado a realizar especializações tanto Stricto Sensu (mestrado e doutorado) quanto Lato Sensu (especialização).

Como são compostas as grades curriculares?

Como já apontamos, as disciplinas do bacharelado envolvem aspectos mais teóricos do que práticos, em comparação aos cursos superiores tecnológicos. Para entender melhor, vamos tomar como exemplo o curso de Produção Audiovisual, encontrado tanto na versão Bacharelado e Licenciatura quanto Tecnológico.

Um comparativo: Tecnólogo, Bacharel ou Licenciado em Produção Audiovisual?

O curso de Produção Audiovisual — que pode se chamar Cinema e Audiovisual ou Comunicação Visual — pode ser encontrado com habilitações de Bacharel, Licenciado ou Tecnólogo. As diferenças, como em outros cursos, estão nas abordagens, focos e duração. O profissional desta área atua em produções para cinema, televisão, produtoras, agências de publicidade e marketing.

No caso do Bacharelado, os alunos estudam todas as etapas de Produção Audiovisual. Nas disciplinas de base, as temáticas giram em torno da História do Cinema Brasileiro, Mundial e Princípios Criativos e Estéticos. A partir de então partem para disciplinas mais específicas como Roteiro, Direção de Arte, Direção de Atores, Fotografia, Montagem e Edição, dentre outras. A duração dessa graduação é de 4 anos, em média. É preciso apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e fazer um estágio supervisionado.

Já na Licenciatura, a grade curricular é bastante semelhante, porém com matérias de cunho pedagógico, visando formar professores e pesquisadores. Os licenciados podem atuar não somente ministrando cursos livres mas também elaborando projetos pedagógicos para escolas, museus, teatros e centros culturais.

O Tecnólogo em Produção Audiovisual forma-se na metade do tempo, em comparação com as graduações tradicionais. O foco do conteúdo é mais voltado para as técnicas e procedimentos necessários para as produções audiovisuais. As disciplinas abordam técnicas de iluminação, sonorização, montagem e edição.

A capacitação habilita o graduado a atuar em gravações e suas produções — desde a definição de locações, manuseio de equipamentos até o emprego de técnicas de direção. O curso exige um TCC mas dispensa o estágio obrigatório.

Afinal, qual a melhor escolha?

Como então escolher o curso ideal? Antes de tudo é preciso saber exatamente o que cada formato oferece para tomar a melhor decisão. Prefere seguir uma direção que envolva pesquisa, teoria e abrangência? É o que você vai encontrar no bacharelado. Se sua intenção é começar a trabalhar rapidamente, colocando “a mão na massa” num espaço de tempo mais curto, sua escolha possivelmente será mais acertada com uma Graduação tecnológica.

Portanto, essa é uma pergunta que somente você pode responder, porque a escolha vai depender dos seus anseios profissionais. Então pense bem naquilo que mais tem a ver com seu perfil, realidade de vida e pesquise bastante. O importante é que você saiba muito bem o que esperar de cada curso e direcionar da melhor forma possível seus estudos e seus investimentos!

Quer saber mais para decidir sobre qual a melhor graduação para você? Entre em contato com a gente!