Destaque acadêmico: como ser o melhor aluno do curso Destaque acadêmico: como ser o melhor aluno do curso

Destaque acadêmico: como ser o melhor aluno do curso

Ter destaque em meio a tantos estudantes de um curso não é fácil. Como ser o melhor aluno? Ao contrário da época de colégio, não bastam boas notas para isso. Além delas, o ambiente acadêmico também valoriza a participação em projetos extracurriculares, genuíno interesse durante as aulas, entre outros aspectos.

Neste post, vamos te ensinar o que é preciso para deixar de ser aquele aluno mediano e conquistar uma posição de destaque. Quer saber como fazer isso? Confira estas dicas:

Procure atividades extracurriculares e pesquisas acadêmicas

Há vários motivos para você não ficar limitado àquilo que é ensinado na sala de aula. Um deles é que um curso de graduação envolve uma grande quantidade de conteúdo teórico e você pode sentir que não tem aproveitado bem esse conhecimento, por não poder utilizá-lo na prática.

Pois acabe com isso agora: busque atividades extracurriculares e pesquisas acadêmicas. Antes de mais nada, defina uma área de interesse para aprofundar os seus estudos com a prática. Em seguida, procure se informar sobre as pesquisas, atividades de monitoria ou projetos de iniciação científica existentes na área.

Se você é o tipo de aluno que precisa trabalhar para pagar os estudos, saiba que as atividades extracurriculares raramente ocupam muitas horas da sua semana, o que significa que você poderá continuar trabalhando e ainda terá tempo para essas atividades. Se conseguir uma bolsa de estudos, melhor ainda: além de adquirir um conhecimento mais aplicado e ter destaque acadêmico, você ainda vai aumentar a sua renda!

O melhor aluno do curso é aquele que também participa de atividades fora da sala. Por isso, é importante que você se envolva em outras atividades como centros acadêmicos, grupos de estudo, representação discente, grupos de extensão e outros tipos de oportunidades que sua universidade venha a oferecer.

Demonstre interesse e seja o braço direito do professor

Professores avaliam seus alunos não apenas por meio das notas em provas e trabalhos, mas também pelo interesse que eles demonstram em sala. Isso pode ser constatado pela qualidade das perguntas e comentários feitos e do nível de atenção e desempenho em atividades na sala de aula.

Melhore a aula com a sua participação

Muitas vezes, um professor percebe que está falando para uma sala inteira e ninguém está prestando atenção. Pode não parecer, mas essa é uma situação muito constrangedora para ele e também uma ótima oportunidade para você se destacar. Imagine que essa seja justamente aquela disciplina pela qual você tem mais interesse. Ajude o professor tirando dúvidas e participando da aula.

Isso logo será notado por ele que, naturalmente, começará a falar quase que exclusivamente para você. Pronto: você se tornou — mesmo que sem querer — o “braço direito” do seu professor.

Colha os frutos de ser um aluno interessado

Você e esse professor têm algo em comum, afinal você gosta da disciplina. Então, aproveite as suas chances: converse com ele depois das aulas, peça dicas de bons livros sobre temas relacionados, demonstre interesse e ajude-o com perguntas pertinentes sempre que a aula não estiver fluindo.

Há uma certa distância entre esse professor e a turma, que você pode ajudar a transpor. Afinal, você gosta do assunto da aula e, por ser da mesma idade que os outros, sabe porque o professor pode não estar “falando a língua” deles.

Não confunda uma afinidade intelectual com bajulação

Mas fique atento: esse tipo de envolvimento não deve ser forçado; afinal, estamos falando de uma afinidade e não de oportunismo para conseguir o que se quer. Em pouco tempo, o professor vai reconhecer que você se destaca e pode vir a convidá-lo para participar dos grupos de iniciação científica, pesquisas e trabalhos de monitoria que ele coordena.

Quer forma melhor de se destacar no curso do que ser convidado pelo professor com o qual você tem afinidade para uma pesquisa no seu campo de interesse e ainda receber um valor pela bolsa de iniciação científica? Esse pode ser o início de uma grande carreira acadêmica para você e ainda com um bom tutor disposto a te ajudar!

Seja um líder na sala de aula

Agora pense nos seus colegas: ao contrário de você, eles não têm a menor identificação com o que esse professor ensina. Pois bem, mais uma oportunidade para você se destacar. Ajude-os quando notar que eles têm problemas com trabalhos e provas. Eles também se sentirão agradecidos.

No fundo, o que você conquista agindo assim é uma posição de liderança. O líder não é aquele que dá ordens ou sabe mais que todo mundo, mas sim uma pessoa disposta a ouvir e comunicar o interesse dos liderados, além de ajudá-los. Se perceber que leva jeito pra coisa, você pode tentar se eleger representante de turma ou algo do tipo.

Um papel de intermediador como esse te coloca em evidência. Você será notado por professores e colegas e isso vai contribuir muito para o seu destaque acadêmico. Mas trate de ser inteligente e moderado. Lembre-se sempre das características de um bom líder: ética, comportamento responsável, relações solidárias, criatividade para encontrar soluções que agradem a todos e comprometimento com a vontade geral.

Estude a qualquer hora e em qualquer lugar

Muitos universitários não podem se dar ao luxo de estudar apenas na biblioteca da faculdade. Seja porque trabalham ou fazem estágio, seja porque moram longe e passam horas no transporte até a faculdade, é preciso aproveitar cada minuto livre para estudar. Como fazer isso?

Adaptando-se para estudar a qualquer hora em qualquer lugar! Tenha sempre em mãos tampões ou fones de ouvido e algum material de estudo, como livros e apostilas. Você também pode gravar aulas e seminários para ouvir enquanto estiver no trânsito.

Realize leitura prévia dos temas abordados em sala

Nada vai te preparar melhor para as aulas do que manter uma rotina de leitura prévia dos temas abordados. Além de aprimorar a qualidade de seu aprendizado em sala, essa estratégia garantirá melhor compreensão dos temas, o que tem como consequência perguntas e comentários mais inteligentes em sala. Acredite, faz toda a diferença ler previamente o conteúdo da disciplina!

Não leia apenas o que é pedido pelo professor

O destaque acadêmico depende muito de um requisito: ler mais do que aquilo que está na relação bibliográfica. Falando francamente, pode acontecer de muita leitura suplementar ser melhor para a sua formação do que as indicações da ementa da disciplina.

Isso porque ela foi elaborada pensando no básico para um conhecimento genérico sobre aquele assunto. Mas você pode e deve querer saber mais; afinal, seu objetivo não é ser um aluno mediano e sim conquistar um destaque acadêmico. Mais adiante vamos falar um pouco sobre como dar conta de tanta leitura se você tem pouco tempo.

Mas, por hora, fica dada a mensagem: para se destacar academicamente, não basta ficar na média. Você tem que se esforçar para ser mais bem informado que os seus colegas.

Seja organizado

Organizar-se para as atividades universitárias vai muito além de simplesmente marcar em um calendário as datas de prova: você precisa também ter bons métodos de tomada de notas em sala.

Quem anota à mão pode preferir utilizar um fichário, pois assim é possível voltar nas matérias, editar conteúdos e acrescentar novos pontos. Quem usa computador em sala deve manter uma boa organização das pastas, arquivos, apresentações e PDFs de cada disciplina. Não deixe para fazer isso na véspera da prova!

Aprenda a ler estrategicamente

Com o tempo e muita prática, você vai aprender que há algumas leituras mais úteis que outras para cada disciplina. Isso significa que nem todos os textos indicados pelo professor serão os mais didáticos.

Como já dissemos, muitas vezes é preciso ir além da bibliografia indicada, pesquisar novos títulos e selecionar melhor quais leituras vão trazer mais resultados para seus estudos. Fuja de sinopses e resumos, porque eles só te ajudam na véspera da prova.

Tome boas notas em sala de aula

Acredite, tomar notas em sala de aula é uma arte! Cada professor tem um ritmo de fala, um estilo de expor a matéria, por isso é tão importante que você tenha flexibilidade suficiente para adaptar suas notas às características pessoais de cada um.

Para disciplinas de professores que falam muito rápido, por exemplo, é possível criar algumas abreviações de palavras mais comuns. Mais tarde, você pode editar suas notas e normalizar o texto. Aplicativos como o Evernote ajudam muito nessa tarefa, te permitindo separar suas anotações por disciplina, tirar fotos do quadro e até mesmo gravar o áudio das aulas.

Forme grupos de estudo

Grupos de estudo são uma excelente forma de solidificar seus conhecimentos nas disciplinas, mas é preciso escolher colegas compenetrados e que tenham os mesmos objetivos e seriedade que você. Divida temas de leituras, faça clipping de notícias, compartilhe textos interessantes e fomente discussões de alto nível sobre os temas escolhidos.

Teste seus conhecimentos com frequência

Independentemente de qual for sua área de estudos, há sempre alguma forma de testar seus conhecimentos por meio de exercícios. Alunos de Direito, por exemplo, encontram diversos sites com questões de concursos para fazer, como o Q Concursos e o Questão Certa. Esses testes ajudam a medir seu nível de conhecimento em cada disciplina e se preparar melhor para as provas.

Entregue resultados além do esperado

Seja na hora de responder a questões em uma prova, seja na apresentação ou entrega de trabalhos, procure sempre entregar resultados muito além do que for esperado de você. Essa medida com certeza causará uma boa impressão entre alunos e colegas. Nunca seja um aluno mediano, que se conforma em fazer apenas o básico.

Esteja aberto a feedbacks (ainda que negativos)

Um curso de graduação é um espaço de amplos debates e discussões. Muitas vezes, suas opiniões e desempenho serão criticados por outros alunos e até mesmo por professores. Isso não deverá ser tomado de forma negativa. Ao contrário, procure utilizar esse feedback, ainda que negativo, como uma oportunidade de crescimento pessoal, acadêmico e profissional.

Aprimore suas habilidades, pesquise mais sobre o tema e aprenda com essas experiências! Assim, você se tornará um aluno melhor e terá mais chances de desenvolver seus conhecimentos no futuro.

Deixe claros os seus objetivos acadêmicos e profissionais

É interessante que seus colegas e professores mais próximos saibam exatamente quais são os seus objetivos com o curso. Isso abre caminhos para você e possibilita indicações de emprego na área, bolsas de iniciação científica e outros.

Mas, antes que eles saibam, você deve deixar isso claro para você mesmo. Pare por um minuto e pense: quais são os seus objetivos? Você deve ter pensando em coisas como “quero ter sucesso na minha profissão” ou “quero me formar e conseguir uma vaga de mestrado”.

Certo. Mas esses objetivos ainda são muito vagos. Para deixar tudo mais prático, estabeleça metas para você mesmo. E lembre-se, metas são números. Algumas boas metas podem ser ter média de 90% nas notas, ou conseguir um emprego em que você ganhe um determinado salário. Use números bons para se motivar, mas não caia no erro de traçar metas inalcançáveis.

Se você não sabe muito bem em qual área do mercado de trabalho pretende atuar, não tem problema. Você vai poder descobrir isso durante o seu curso de graduação. Mas, ainda assim, tenha um norte para o qual seguir: que tal o objetivo de construir um currículo versátil e completo durante a graduação, aprimorando seu conhecimento de línguas estrangeiras e realizando estágio em diferentes áreas? Nada melhor para quem está em dúvida sobre qual caminho seguir!

Como você já deve ter notado, a maior qualidade para ter destaque acadêmico é ser proativo. Assim, você se habitua a fazer suas próprias pesquisas, lê textos que vão além dos pedidos em sala de aula e se acostuma a nunca ficar na média, mas sim acima dela. Afinal, quando falamos de se destacar, é sobre aquele “algo a mais” que estamos falando.

Agora que você já tem em mãos essas dicas sobre como ser o melhor aluno, está na hora de colocá-las em prática! Aproveite também para curtir nossa página no Facebook e ficar por dentro de outras postagens como essa!