Conheça cinco motivos para estudar na São Judas

Universidade é destaque entre as instituições da rede privada do Estado de SP; variedade de laboratórios e solidez da formação dos professores são alguns dos destaques

Mais de 37 mil alunos matriculados em 11 unidades instaladas em São Paulo desfrutam da qualidade de ensino oferecida pela Universidade São Judas. Além da capital, os campi da instituição estão localizados em Guarulhos, São Bernardo do Campo e Santos.

Inaugurada em 1971, apenas com os cursos de Administração e Ciências Contábeis, a São Judas fez história ao longo das décadas e hoje é reconhecida como uma das principais universidades privadas do país. Veja, abaixo, cinco motivos para escolhê-la:

Primeira universidade de SP a ter título Google for Education

A São Judas é a primeira instituição do Estado de São Paulo e a segunda do Brasil a ser considerada “universidade de referência Google for Education.” O título foi possível graças a uma formação realizada pelos professores que os habilita a utilizar as ferramentas G Suite para tornar as aulas mais dinâmicas e interativas.

São 120 educadores certificados no nível 1 do programa (o equivalente ao básico), 78 no nível 2, e 23 docentes certificados como trainer (proficiência máxima), além de 30 alunos certificados como educadores tutores.

Curso de Direito é um dos que mais aprovam no exame da OAB

A São Judas é uma das universidades que mais aprovam para o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Esta aprovação é imprescindível para que o bacharel em Direito seja credenciado a advogar.

Uma pesquisa feita pela FGV, responsável pela aplicação do exame, mostrou que entre os aprovados nas últimas edições, só 17% são oriundos de universidades privadas.

O bom desempenho dos alunos do curso de Direito da São Judas foi premiado com o selo OAB Recomenda atribuído à universidade. A Ordem dos Advogados reconhece a qualidade do ensino das instituições com este selo ao combinar dois critérios: o desempenho dos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e o próprio índice de aprovação no Exame de Ordem.

Quase 100% do corpo docente tem título de mestre ou doutor

O corpo docente é altamente qualificado com sólida formação acadêmica. Do total de professores, 97% possui titulação de mestres e doutores. Em alguns cursos, esse número chega a 100%.

São os professores, apoiados por uma infraestrutura de ponta, que implementam um projeto pedagógico inovador e fazem a diferença na formação dos alunos matriculados em mais de 80 cursos de graduação e pós-graduação em diversas áreas do conhecimento.

Mais de 200 projetos de extensão em andamento

A São Judas faz jus à missão do ensino superior em todas as suas vertentes: ensino, pesquisa e extensão. Mais especificamente na extensão, hoje são mais de 200 projetos em andamento, em segmentos diferentes.

As atividades extensionistas precisam preencher pelo menos 10% da carga horária dos currículos dos cursos de graduação, segundo diretriz do Ministério da Educação. Elas ocorrem quando a instituição de ensino promove interações com a comunidade de cunho social ou cultural, seja por meio de programas, projetos, cursos, oficinas ou prestações de serviço.

São 150 laboratórios de aprendizagem em diversas áreas

Para garantir o desenvolvimento de seu projeto de vida de forma integral, os estudantes encontram uma infraestrutura completa com laboratórios, clínicas, bibliotecas e demais espaços de aprendizagem com equipamentos de última geração.

A universidade disponibiliza mais de 150 laboratórios que vão desde à área da Saúde, passando pelas Engenharias, até os cursos de Arquitetura e Moda. Os estudantes da área da Comunicação desfrutam de estúdios de TV, rádio e ilhas de edição.

Os equipamentos permitem que os estudantes desempenhem atividades práticas e consigam vivenciar os desafios reais de suas profissões.