Capacidade de síntese: saiba como desenvolvê-la Capacidade de síntese: saiba como desenvolvê-la

Capacidade de síntese: saiba como desenvolvê-la

A capacidade de síntese é uma das habilidades mais valorizadas e úteis para um universitário. Quanto mais eficiente e sucinto você for na hora de compartilhar e expressar suas ideias, seja usando a palavra escrita ou o discurso oral, maiores são as suas chances de sucesso acadêmico e de convencer quem consome a informação que você produz, por exemplo, em trabalhos acadêmicos ou artigos científicos.

Por isso, confira algumas dicas úteis que podem ajudar você a desenvolver e aprimorar sua capacidade de síntese.

Tenha clareza quanto ao que você deseja expressar

Seja utilizando a linguagem escrita ou oral, para que você consiga sintetizar um tópico, é preciso que saiba com muita clareza o que deseja comunicar.

Se você não souber exatamente para onde deseja levar a atenção de seu leitor ou interlocutor, correrá o risco de se perder no meio do caminho e (o que é pior) entediar, confundir e desagradar aqueles que estão tentando acompanhar suas ideias. Se o assunto é sua vida acadêmica, esse erro pode comprometer seu bom desenvolvimento estudantil e resultar em péssimas notas.

Para quem não tem muita facilidade em sintetizar ideias, se for fazer um trabalho escrito ou uma apresentação oral, no começo pode ser interessante elaborar um roteiro escrito com os tópicos principais daquilo que você deseja abordar.

Com o tempo, você será capaz de relacionar apenas mentalmente os itens sobre os quais quer falar ou escrever, facilitando sua comunicação e permitindo que você se expresse de maneira mais ágil e sem enrolação.

Vá direto ao ponto ao se expressar

O que se espera de uma pessoa com uma boa capacidade de síntese é que ela consiga transmitir em seu texto ou discurso a quantidade de informações necessária para ser compreendida, sem perda de tempo.

Esse objetivo pode ser alcançado em uma única frase ou em um texto de 10 páginas. Não existe uma fórmula que possa ser aplicada para definir uma quantidade de informação como concisa; o que importa é que ela contenha todos os elementos necessários para transmitir seus pensamentos.

Desenvolver essa capacidade exige que você, ao desenvolver um texto, vá direto ao ponto com as informações que deseja transmitir. Centre-se nos pontos-chave para que o receptor da sua mensagem compreenda o que você quer.

Omita informações desnecessárias

De modo bastante resumido, podemos dizer que sintetizar é resumir uma ou mais ideias amplas em algo claro, coerente e o mais breve possível. Assim, quanto mais você conseguir omitir as informações desnecessárias na hora de se comunicar verbalmente ou por escrito, mais aprimorada será sua capacidade de síntese.

Analise seu texto ou seu discurso como se você fosse seu interlocutor e não tivesse a menor ideia daquilo que será dito. Depois, reflita sobre a mensagem que você deseja transmitir e verifique quais são, efetivamente, os pontos essenciais. Esse é um método simples e eficiente para ajudá-lo a não perder tempo com detalhes que não acrescentam nada ao seu texto e que, no fundo, apenas atrapalham a compreensão daquilo que você está dizendo.

Não tenha medo de ser interpretado erroneamente

É comum que muitas pessoas, ao se expressarem por meio da escrita ou da oralidade, pequem pelo excesso de informações em seus discursos por medo de serem interpretadas erroneamente.

Isso pode ser motivado pela insegurança de não saber expressar com precisão aquilo que estão pensando e pela ideia de que será preciso acrescentar informações que complementem o seu raciocínio. Ainda, pode acontecer pelo fato de subestimarem os receptores da mensagem, acreditando que não conseguirão compreender o que foi escutado ou lido com uma determinada quantidade de informação.

Porém, o excesso de detalhes, em vez de facilitar a compreensão, pode deixar o discurso redundante ou até confuso. Nesses casos, é importante ter em mente que as pessoas que leem ou ouvem seu texto ou discurso também têm capacidades linguísticas e conhecimentos prévios, e, ao reunirem as informações que você forneceu, serão suficientemente capazes de compreender o significado que você buscou transmitir em seu texto ou fala, desde que você faça a escolha das palavras e estratégicas corretas.

Dessa forma, evite acrescentar detalhes apenas por medo de tornar as coisas confusas, pois com isso você apenas prejudicará sua capacidade de síntese e prologará seus discursos. O melhor a fazer é ser sábio na escolha daquilo que você vai dizer.

Lapide a informação, mesmo que isso dê mais trabalho

Sintetizar as suas ideias pode até dar muito mais trabalho do que criar um discurso repleto de informações, mas é fundamental para que seus ouvintes ou leitores compreendam melhor o que você está tentando transmitir. Isso porque o cérebro humano não é capaz de reter muitas informações ao mesmo tempo.

Assim, quando entramos em contato com construções sintáticas muito complexas e extensas, tendemos a precisar de um tempo a mais para compreender exatamente qual era a intenção do texto. Por outro lado, quando nos deparamos com frases curtas e objetivas, bem estruturadas e com vocabulário que dispense palavras estranhas e que precisem ser explicadas, o contrário acontece.

Desenvolver essa habilidade, então, é garantir que seu discurso torne-se mais conciso e, ao apresentar trabalhos na faculdade, por exemplo, você conseguirá fazer com que suas ideias sejam compreendidas mais facilmente.

Quando você consegue que os seus pensamentos tomem a forma mais objetiva e clara possível, certamente o receptor da sua mensagem compreenderá muito mais facilmente a proposta do seu texto, sem precisar de uma explicação cheia de detalhes para aquilo que tenha lido ou ouvido. Para alcançar essa habilidade de síntese e aprimorá-la cada vez mais, é importante praticar a produção de gêneros textuais escritos e discursos falados.

Tente colocar em prática nossas dicas sobre o assunto e mantenha-se curioso e interessado, pois a capacidade de síntese pode melhorar muito com um pouco de treinamento.

Se você gostou das nossas dicas e já está pronto para criar discursos sintéticos, assine nossa newsletter e acompanhe muitas outras informações importantes sobre educação que preparamos para você!