5 áreas de atuação de um arquiteto 5 áreas de atuação de um arquiteto

5 áreas de atuação de um arquiteto

As áreas de atuação de um arquiteto são muitas. A realidade vai bem além daquela visão que temos de alguém meio técnico, meio artista sentado em frente a uma prancheta com réguas, lapiseiras e escalímetro espalhados por todos os lados. A arquitetura é uma profissão muito flexível e uma das mais promissoras, justamente pelas diversas possibilidades que apresenta.

Nos próximos anos, aliás, o arquiteto será um profissional ainda mais requisitado pelo mercado de trabalho. Já não é mais possível projetar um espaço público ou privado sem levar em conta a sustentabilidade e, para essas novas construções ambientalmente sustentáveis (e também para adaptar outras, já prontas, para esse novo padrão), o arquiteto é o profissional mais qualificado.

Se só essas duas razões não foram suficientes para você entender como é grande a área de atuação de um arquiteto, preparamos mais cinco exemplos que vão transformar suas dúvidas em certezas e a arquitetura na sua futura profissão! Vamos a eles:

Urbanismo: a cidade útil e agradável

Como o nome indica, os arquitetos que trabalham nessa área se dedicam a transformar o espaço urbano em algo mais agradável e funcional. Edifícios, parques, monumentos públicos (no caso dos mais antigos, o arquiteto responsável costuma ser especialista em Patrimônio Histórico e restauração), parques, praças: se a tarefa é deixar a cidade mais bonita, confortável e útil, o urbanista é o profissional que se procura.

Os estudantes de Arquitetura que optarem por essa área devem saber que um diferencial é conhecer a legislação. Afinal, o profissional vai lidar com projetos públicos, licitações, Leis de Fomento à Cultura e outros tipos de trâmites que podem ser um pouco burocráticos em alguns momentos. Você estará um passo à frente se souber um pouco sobre leis ambientais, de loteamento urbano e outras.

Outra grande vantagem de se tornar um urbanista é que há muitas vagas no serviço público para essa profissão. Uma vez aprovado em um, você poderá se dedicar a deixar sua cidade mais útil e agradável e ainda levar uma vida confortável e com estabilidade profissional. Quem é que não quer misturar prazer e segurança no trabalho?

Paisagismo: o homem e a natureza

Toda vez que um projeto envolve paisagem natural e espaços projetados, o profissional responsável é o paisagista. Essa área de atuação da arquitetura é uma das que mais têm se envolvido com as questões de sustentabilidade, o que a tornará muito requisitada nos próximos anos.

O mais comum é que o paisagista realize projetos de parques, bosques e jardins, mas ele também pode trabalhar com edifícios e outros tipos de construções mais complexas. Ele é um tipo de arquiteto com conhecimento das áreas de ecologia e botânica, e seu estudo envolve pensar ambientes externos que sejam, a um tempo, bonitos, funcionais e que intervenham o mínimo possível na paisagem natural, usando apenas o que ela tem de melhor no conceito estético da edificação.

Comunicação visual: também uma das áreas de atuação de um arquiteto

A comunicação visual é um ramo da arquitetura que se aproxima bastante do marketing. O arquiteto que trabalha nessa área se encarrega de pensar a imagem de uma empresa por meio da sua identidade visual. Isso pode significar criar logomarcas, logotipos e até mesmo intervir em edifícios empresariais para elaborar uma boa imagem para seus clientes e funcionários.

Se você gosta de arquitetura, mas também tem uma quedinha pelo design e pela publicidade, acho que encontramos a sua nova profissão. Fique atento aos conceitos dessas duas áreas já durante a faculdade e o seu caminho será muito mais fácil. É bom acrescentar que as maiores oportunidades de trabalho do comunicador visual estão no setor privado. Se optar por essa área, você pode se transformar no arquiteto das corporações!

Tecnologia da construção: o uso mais consciente dos materiais

A tecnologia de construção é uma área que envolve arquitetos e também engenheiros. Seu objetivo é ter um conhecimento mais aprofundado dos materiais utilizados na construção civil. Já sua função é a de classificar e avaliar o aproveitamento desses materiais, levando em consideração sua composição, preço, viabilidade e durabilidade.

É um dos ramos menos comuns de trabalho do arquiteto, mas é também uma área muito importante e muito valorizada no mercado de trabalho. Afinal, quanto maior o conhecimento sobre os materiais, melhor o aproveitamento que se pode fazer deles na obra, reduzindo custos e aumentando a vida útil do edifício.

Além disso, esse campo tem sido um dos que permitem a pesquisa de materiais recicláveis e reciclados e sua utilização na arquitetura e engenharia sustentável.

Design de interiores: a técnica por trás da decoração

Existe uma área da atuação de um arquiteto especializada em projetar espaços internos de salas, escritórios ou mesmo o interior de casas e edifícios inteiros, deixando-os mais confortáveis e funcionais. Talvez você conheça isso como “decoração”, mas o nome correto dessa profissão é design de interiores.

Essa área requer muita criatividade e senso estético, mas também uma constante atualização e adequação a orçamentos. O designer de interiores deve criar ambientes agradáveis e úteis organizando móveis, iluminação, tapetes e outros objetos de decoração. Como ele faz isso baseado em um orçamento fixo, é necessário que ele seja flexível e disciplinado ao mesmo tempo.

É uma área com bons salários, mas vale avisar que ela varia muito conforme a situação econômica do país. É que esse ramo é muito dependente da construção civil, que, por sua vez, costuma oscilar quando a economia vai mal.

Ao escolher a profissão de arquitetura e urbanismo, você vai entrar num mundo de profissionais de bom gosto, antenados e supercriativos. Além, claro, de optar por uma profissão muito requisitada no mercado de trabalho e que permite uma formação muito variada. Seja no paisagismo ou no urbanismo, projetando parques, logomarcas ou interiores de residências, a criatividade e o dedo artístico do arquiteto estão em quase todos os lugares!

Agora que você já sabe as áreas de atuação de um arquiteto e está a um passo de distância da sua nova carreira, tire um tempo nos seus estudos de desenho arquitetônico para assinar a nossa newsletter. Assim, você recebe conteúdo interessante como este direto na sua caixa de e-mail!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *