10 dicas para perder o medo de apresentar trabalhos acadêmicos 10 dicas para perder o medo de apresentar trabalhos acadêmicos

10 dicas para perder o medo de apresentar trabalhos acadêmicos

A apresentação de trabalhos acadêmicos pode representar um grande desafio para muitos alunos universitários. Seja em razão da timidez, seja por causa da insegurança acadêmica, algumas pessoas temem esse momento inevitável na vida de qualquer universitário.

Mas o que fazer para contornar essa realidade e apresentar trabalhos com mais confiança? Quais estratégias podem ser usadas por quem precisa melhorar seu desempenho nessas horas? Veja estas dicas:

Estude bem o assunto a ser apresentado

Essa é a regra básica de quem quer vencer o medo de apresentar um trabalho universitário. Muitas vezes, esse medo decorre do fato de que você teme não saber bem o assunto, ter um branco em frente à classe, ser questionado sobre algo que não estudou ou não tem certeza, etc. Por isso é tão importante estar preparado para fazer uma apresentação de qualidade.

Estude bem o tema e vá muito além do que será apresentado oralmente e por escrito, pois seus colegas e professores podem fazer perguntas que fogem do seu roteiro de apresentação.

Apresente de acordo com suas características e não tente fazer algo que não tem a ver com você

Não tente representar um personagem, ou fazer uma apresentação que não tem a ver com você. Algumas pessoas tentam ser engraçadas ou explicar com uma propriedade que não é exatamente típica delas.

Saiba que é possível ter inseguranças, que não é um demérito não saber um assunto excessivamente específico e que foge do escoo da apresentação. Essas situações são normais e acontecem com qualquer universitário.

Aprenda a escolher uma metodologia de apresentação que se adeque à sua personalidade, e não àquilo que esperam de você.

Ensaie previamente o que você vai apresentar

Boas apresentações são ensaiadas. Observe que isso não significa decorar um texto, porque essa pode ser uma estratégia perigosa. Devido ao nervosismo, é muito fácil esquecer alguns pontos na hora da apresentação.

Em vez disso, procure ensaiar em voz alta os passos de sua apresentação, seja ela em grupo ou individual. Essa é uma medida que vai te ajudar a memorizar melhor o conteúdo, cronometrar o tempo exato de apresentação e se familiarizar com os termos utilizados.

Utilize recursos para desviar o foco da atenção

Recursos audiovisuais são extremamente úteis para quem tem medo de fazer apresentações de trabalhos acadêmicos. Além de desviar o foco da atenção para os slides, vídeos, quadro, ou outro recurso que você vier a utilizar, eles também tornam sua apresentação mais interessante para os colegas de sala.

Para que uma apresentação de trabalho feita somente com falas seja muito engajante, é preciso bastante experiência, bem como um assunto que prenda a atenção dos ouvintes — nós sabemos que nem todo trabalho acadêmico tem temas assim. Por isso é importante saber utilizar outros recursos.

Olhe para o público ao apresentar trabalhos acadêmicos

Faça contato com os olhos de seus ouvintes. Isso pode parecer extremamente difícil para quem tem medo de falar em público, mas é uma forma de conseguir mais confiança no que está falando, especialmente se você focar em amigos e colegas que te dão apoio. Além de evitar aquela impressão de que você está falando para o teto da sala de aula, essa estratégia garante mais segurança nas palavras ditas por você.

Aprenda com os outros por meio da observação

Treine seu olhar para observar como outros colegas e professores realizam suas apresentações — essa é uma boa maneira de aprender com as melhores (e piores) estratégias deles.

Alguns professores costumam prender a atenção da turma por meio de perguntas e da participação de colegas, enquanto outros fazem com que sua apresentações sejam bem-sucedidas por meio de um bom conteúdo e recursos audiovisuais. Aproveite alguns desses exemplos para suas próprias apresentações.

Não leia

Ler em apresentações é uma péssima ideia. Muitas pessoas que têm problemas com timidez acabam adotando essa estratégia, ainda que sem planejar fazê-lo, devido ao nervosismo na hora da apresentação. No entanto, essa é uma maneira equivocada de contornar a vergonha, já que sua apresentação vai se tornar extremamente monótona. Além disso, sua avaliação de desempenho provavelmente será ruim.

Para evitar esse problema, aposte em slides com imagens, em vez de textos. No máximo, insira tópicos sobre os quais você deve falar durante as apresentações.

Não tente decorar o conteúdo

Essa é outra estratégia que pode te colocar em maus lençóis. Decorar o texto de uma apresentação pode ser perigoso, porque, se você já é uma pessoa tímida, provavelmente terá algum tipo de nervosismo, branco, ou hesitação quando começar a apresentar um trabalho.

Ter um texto todo decorado nesses momentos faz com que as chances de branco aumentem, você esqueça o que tem que falar e, na pior das hipóteses, nem tenha mais o que apresentar. Se você não esquecer por completo aquilo que decorou, seu discurso ainda assim não será natural, como uma fala normal de apresentação. Por isso, decore os tópicos da apresentação, não um texto.

Atenção a aspectos não verbais da comunicação

Características pessoais na hora da apresentação também dizem muito sobre você, suas inseguranças e temores. Por exemplo, pessoas mais tímidas costumam desenvolver gestos repetitivos (cacoetes) justamente na hora da apresentação, como mexer no cabelo, balançar as mãos, coçar o nariz, entre outros.

Todos esses gestos entregam seu nervosismo e comprometem a atenção de sua audiência naquilo que você realmente quer dizer. Por isso procure evitar ao máximo deixar seu nervosismo transparecer por meio desses gestos.

Pratique

Praticar é diferente de ensaiar uma apresentação. Praticar significa aproveitar ao máximo as oportunidades que você tem para superar essa timidez de falar em público — por exemplo, não hesite em fazer perguntas no meio da aula. Responder aos questionamentos dos professores, sem ter medo de errar ou de expor suas dúvidas, também é uma forma de praticar para fazer boas apresentações.

Com o tempo, essas manifestações em público vão se tornar cada vez mais naturais, e você chegará ao mercado de trabalho com mais habilidade, preparo, desenvoltura e competência para fazer boas apresentações. Essa é uma das características mais valorizadas em profissionais!

Aproveite essa oportunidade para também conferir algumas dicas sobre como preparar suas apresentações de trabalho acadêmicos!


Inscreva-se