Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Rosana Fonseca Bucheri
Título(s): Envelhecimento e voluntariado: motivações e percepções de idosos voluntários
Resumo: [pt] A prática do voluntariado exercido pelo idoso tem sido também cada vez mais observada e está relacionada ao envelhecimento ativo, no sentido não só da capacidade física, mas de modo mais amplo à participação contínua nas questões sociais, econômicas e culturais da sociedade. Esta pesquisa tem como objetivo verificar e analisar a Qualidade de vida e as principais motivações de idosos que exercem trabalho voluntário. Trata-se de um estudo com metodologia qualitativa e quantitativa, que contou com a participação de 10 idosos de ambos os sexos, que se dedicam ao voluntariado em instituições no estado de São Paulo Foram utilizados os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico, questionário de Qualidade de Vida WHOQOL-OLD e Inventário de Funções do Voluntariado (IFV) e uma entrevista semiestruturada com cinco questões. Com relação a análise das entrevistas, utilizamos a metodologia denominada de Discurso do Sujeito Coletivo de Lefevre & Lefevre (2003). Quanto aos resultados foi constatado que a maioria dos voluntários é do sexo feminino, com idade média de 71 anos e com grau de escolaridade superior completo. Todos professam alguma religião, sendo que 50% dos participantes se declarou católico e 50% espíritas. Foi verificado ainda que 90% dos participantes estão aposentados e com renda média de 7 salários mínimo. Os participantes se dedicam ao voluntariado há 17,7 anos e atualmente com 10 horas semanais em média, grande parte do público assistido pelos idosos voluntários são crianças. De modo geral, os idosos voluntários têm a percepção de que possuem uma boa qualidade de vida. Entre os sentimentos e valores que são mobilizadores para o trabalho voluntario, destacam-se aqueles relacionados a importância social da pratica e a satisfação em exercer atividades que são valorizadas. São relevantes também a demonstração de valores altruístas e a valorização de oportunidades de aprender com as histórias vivenciadas. Concluímos que o trabalho voluntario pode ser um recurso que promova o processo de envelhecimento ativo, bem como, uma importante atividade que pode otimizar a qualidade de vida dos idosos.
Resumo: [en] The practice of volunteering by the elderly has also been increasingly observed and is related to active aging, in the sense not only of physical capacity but more broadly participation continues in the social questions, economical, cultural of society. This research aims to verify and analyze the Quality of Live and the main motivation of the older people who work voluntary. It is a qualitative and quantitative methodology research, which counted with participation of 10 elderlies men and women that are dedicated to volunteering in institution in the state of São Paulo. Were used in the study in instruments such as: sócio-demographic question., Quality of Life questionnaire WHOOQOL– OLD, Inventary Volutary Function (IVF) and a semiestrutura interview with five questions, About analysis of interviews, we use the methodology called Speech of the Coletive Subject by Lefevre & Lefevre (2003). As for the results it’s was found that most of the volunteers are female with an average age 71 years and with complete higher education. All profess a religion, 50% declared themselves Catholic and 50% spiritualist. It was also found that 90% of participants are retired and with an average income of 7 minimum wages. The participants have been volunteering for 17.7 years and currently 10 hours per week on average, most the audience assisted by elderly volunteers are children. In general, elderly volunteers have the perception that they have a good quality of live. Among the feelings and values that mobilization for volunteer work, we highlight those related to the importance of the practice and the satisfaction in performing activities that value. Also relevant are the demonstration of altruistic values and the appreciation of opportunities to learn from the stories experienced. We conclude that voluntary work is a resource for the promotion of the active aging process, as well as an important activity to optimize quality of life of the elderly.
Titulação: Mestrado em Ciências do envelhecimento
Orientador (a): Claudia Aranha Gil
Banca

-

Assuntos: Velhice, Trabalho voluntário, Terceiro Setor, Qualidade de vida, Envelhecimento ativo
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica