Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Nathalia Edviges Alves de Lima
Título(s): EFEITOS DO EXERCÍCIO AERÓBICO SOBRE A AORTA TORÁCICA DE CAMUNDONGOS FÊMEAS LDL KNOCKOUT SUBMETIDAS À PRIVAÇÃO DOS HORMÔNIOS OVARIANOS
Resumo: [pt] LIMA, NEA. EFEITOS DO EXERCÍCIO AERÓBICO SOBRE A AORTA TORÁCICA DE CAMUNDONGOS FÊMEAS LDL KNOCKOUT SUBMETIDAS À PRIVAÇÃO DOS HORMÔNIOS OVARIANOS. [TESE]. Curso de Doutorado da Universidade São Judas Tadeu. 2019 Mulheres menopausadas sedentárias apresentam maior risco de alterações no metabolismo dos lipídeos e carboidratos levando ao aumento da intolerância à glicose, menor sensibilidade periférica a ação da insulina e instalação de um perfil lipídico mais aterogênico, resultando no surgimento de diversas doenças crônicas, como hipertensão arterial, dislipidemia e diabetes melitus II. O objetivo deste estudo foi analisar o efeito do exercício aeróbio sobre a aorta torácica de camundongos LDL/knockout fêmeas de meia-idade ovariectomizadas. Utilizamos 15 camundongos fêmeas LDLr Knockout e para o grupo controle, 15 camundongos fêmeas C57BL/6J. Os animais foram divididos em 6 grupos (n=5): CS- Controle sedentário; COS- Controle ovariectomizado sedentário; COT- Controle ovariectomizado com exercício aeróbio; LDL-S- knockout sedentário; LDL-OS-knockout ovariectomizado sedentário; LDL-OT-knockout ovariectomizado com exercício aeróbio. O exercício físico teve início aos 9 meses, 10 dias após a ovariectomia. Os animais dos grupos treinados foram submetidos a um protocolo de treinamento físico moderado, em esteira ergométrica com velocidade e carga progressiva por 4 semanas. Os animais foram pesados, eutanasiados aos 10 meses de idade, permaneceram em jejum de 8 horas, para coleta de sangue. em seguida realizada a toracotomia e retirada da aorta torácica. O tecido adiposo visceral foi totalmente removido e pesado. As amostras da artéria aorta foram fixadas em formol a 10%, desidratadas, diafanizadas, incluídas em parafina e seccionadas em cortes histológicos não seriados de 5 µm de espessura e posteriormente coradas para análise histomorfométrica. Foi realizada técnica de imunohistoquímica para marcadores COX-2; MMP-2 e-9; Caspase-3; VEGF; TIMP-1 e 8-OHdG. Nossos resultados mostram que o animal dislipidêmico LDLr-S apresentou redução nos parâmetros morfológicos (espessura, áreas da secção transversa, externa e interna) e as imunoexpressões do COX-2 e 8-OHdG mais marcadas, em relação ao CS. A ovariectomia (LDLr-OS) promoveu aumento nos parâmetros morfológicos e maior imunoexpressão dos marcadores MMP-2, MMP-9, TIMP1, VEGF e COX-2. O treinamento (LDLr-OT) promoveu remodelamento na túnica médiaíntima e redução na imunoexpressão da COX-2 e 8-OHdG. Nossos resultados sugerem que o exercício físico moderado pode ser utilizado como tratamento não farmacológico, pois minimizam os efeitos da dislipidemia associada a ovariectomia, na aorta torácica.
Resumo: [en] LIMA, NEA. EFFECTS OF AEROBIC EXERCISE ON THE THORACIC AORTA OF LDL KNOCKOUT FEMALE MUMMY SUBMITTED TO THE PRIVACY OF LIMA, NEA. EFFECTS OF AEROBIC EXERCISE ON THE THORACIC AORTA OF LDL KNOCKOUT FEMALE MUMMY SUBMITTED TO THE PRIVACY OF OVARIAN HORMONES. [THESIS]. PhD course at the São Judas Tadeu University. 2019 Sedentary menopausal women are at increased risk for changes in lipid and carbohydrate metabolism leading to increased glucose intolerance, lower peripheral sensitivity to insulin action and installation of a more atherogenic lipid profile, resulting in the onset of various chronic diseases such as hypertension, dyslipidemia and diabetes mellitus II. The objective of this study was to analyze the effect of aerobic exercise on the thoracic aorta of ovariectomized middle-aged female LDL / knockout mice. We used 15 female LDLr Knockout mice and for the control group, 15 female C57BL / 6J mice. The animals were divided into 6 groups (n = 5): CS- Sedentary control; COS- Sedentary ovariectomized control; COT- Control ovariectomized with aerobic exercise; LDL-S- sedentary knockout; Sedentary ovariectomized LDL-OS-knockout; LDL-OT-knockout ovariectomized with aerobic exercise. Physical exercise started at 9 months, 10 days after ovariectomy. The animals of the trained groups were submitted to a protocol of moderate physical training, in treadmill with velocity and progressive load for 4 weeks. The animals were weighed, euthanized at 10 months of age, and fasted for 8 hours for blood collection. then performed the thoracotomy and removal of the thoracic aorta. The visceral adipose tissue was totally removed and weighed. The aortic artery samples were fixed in 10% formaldehyde, dehydrated, diaphanized, embedded in paraffin and sectioned in non-serial histological sections 5 μm thick and subsequently stained for histomorphometric analysis. An immunohistochemical technique was performed for COX-2 markers; MMP-2 e-9; Caspase3; VEGF; TIMP-1 and 8-OHdG. Our results show that the LDLr-S dyslipidemic animal presented a reduction in the morphological parameters (thickness, cross-sectional areas, external and internal) and COX-2 and 8-OHdG immunoexpressions in relation to CS. Ovariectomy (LDLr-OS) promoted increased morphological parameters and enhanced immunoexpression of the markers MMP-2, MMP-9, TIMP-1, VEGF and COX-2. The training (LDLr-OT) promoted remodeling in the medial-intima tunica and reduced immunoexpression of COX-2 and 8-OHdG. Our results suggest that moderate physical exercise can be used as a non-pharmacological treatment because it minimizes the effects of dyslipidemia associated with ovariectomy in the thoracic aorta.
Titulação: Doutorado em Educação Física
Orientador (a): Laura Beatriz Mesiano Maifrino
Banca

-

Assuntos: Caorta torácica, ovariectomia, exercício, remodelamento
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica