Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Jenifer Kristina Alves de Almeida
Título(s): Produtos de glicação avançada, capacidade funcional e cognitiva em portadores da Doença de Parkinson
Resumo: [pt] A glicação parece aumentar a formação de proteínas agregadas durante a Doença de Parkinson (DP), contribuindo para o declínio da capacidade funcional e cognitiva dos pacientes com DP. Esse estudo objetivou estimar o consumo e a formação dos AGE em indivíduos portadores de Parkinson e relacionar com sua capacidade funcional e função cognitiva. Foi realizada uma pesquisa com 20 portadores da DP e 20 pacientes não portadores da DP para compor o grupo de indivíduos controle. Para análise da formação e consumo de AGE foi utilizado leitor de autofluorescência da pele AGE Reader UM e aplicado recordatório alimentar de três dias distintos, respectivamente. O Montreal Cognitive Assessment (MoCA) foi aplicado para análise da função cognitiva, além do Short Physical Performance Battery (SPPB) e Força de Preensão Manual para avaliação da capacidade funcional. Os pacientes com DP apresentaram uma tendência a consumir menor quantidade de AGE (18311 ± 6458 kU/d) quando comparado ao grupo controle (24544 ± 13384 kU/d), p=0,07. Indivíduos com DP que consomem mais AGE apresentaram menor força (p=<0,05; r=-0,26). A despeito do consumo de AGE, Indivíduos com Parkinson apresentaram menor força e consequentemente piora da capacidade funcional, sugerindo que os efeitos dos AGEs podem ser exacerbados no organismo na vigência de uma doença crônica, como o Parkinson. Indivíduos controles apresentaram maior formação e tendência a consumir mais AGE quando comparado aos pacientes com Parkinson; entretanto, nenhuma correlação entre AGE e outras variáveis foram encontradas no grupo controle.
Abstract: [en] The Glycation reaction could increase the formation of aggregated proteins during Parkinson's disease (PD) contributing to the functional and the cognitive capacity decline of these patients. This study aimed to estimate the consumption and formation of AGEs in individuals with Parkinson's disease and to relate them with their functional capacity and cognitive function. A study was carried out with 20 patients with PD and 20 patients without PD to compose the control group. The AGE formation was quantified using the AGE Reader that measure skin autofluorescence. The AGE consumption was assessed by 3 days food records. The Montreal Cognitive Assessment (MoCA) was applied for cognitive function analysis and the Short Physical Performance Battery (SPPB) and Hand Grip were used for functional capacity assessment. Patients with PD had a less AGE consumption (18311 ± 6458 kU/d) as compared with control group (24544 ± 13384 kU/d), p=0.07. Individuals with PD who consume more AGE had lower strength. (p = 0.05, r = -0.26). Despite AGE consumption, individuals with Parkinson's disease presented lower strength and consequently worsened functional capacity, suggesting that the effects of AGEs may be exacerbated under a chronic disease, such as Parkinson's Disease. Control subjects tended to consume more AGE when compared to Parkinson's patients; however, no correlation between AGE and other variables was found at the control group.
Titulação: Mestrado em Ciências do Envelhecimento
Orientador (a): Prof. Adriana Machado Saldiba de Lima
Banca

-

Assuntos: Produtos de glicação avançada, Doença de Parkinson, Envelhecimento, Cognição, Capacidade Funcional
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica