Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Fabio Eduardo Mamel
Título(s): Formação de professores para mediação de conflitos em aulas de iniciação esportivas.
Resumo: [pt] Conflitos estão presentes em todos os ambientes de forma inerente à sociedade, portanto não adianta negá-los ou ignorá-los. Originam-se em ideias diferentes, opiniões, expectativas e interesses divergentes. No contexto onde ocorrem as aulas de iniciação esportiva não é diferente. Pessoas que atuam como educadores precisam ficar atentas aos desdobramentos que os conflitos podem ter, por exemplo: situações de violência, agressões verbais ou físicas. O conflito pode ser visto como uma faísca inicial em uma possível fogueira de violência. Suas causas e componentes precisam ser conhecidos e identificados para seja possível preveni-la, controla-la e resolvê-la e podendo, inclusive, promover desdobramentos favoráveis para um bom relacionamento entre as pessoas envolvidas. O objetivo desta pesquisa foi descrever e analisar mudanças na percepção de professores de Educação Física durante um processo de formação continuada voltado a prepara-los para lidar com conflitos que ocorrem em aulas de iniciação esportiva. Trata-se de uma pesquisa descritiva, qualitativa, que utilizou gravações e transcrições de nove reuniões formativas e promoveu reflexão conjunta entre os participantes e o formador sobre mediação de conflitos. Participaram da pesquisa seis professores de Educação Física que ministram aulas de iniciação esportiva, no Instituto Esporte & Educação, uma ONG que atua no bairro de Heliópolis-SP. Os dados passaram por análise de conteúdo (Saldaña, 2011), tendo como referência três categorias pré-definidas: a) conhecimento; b) fazer; c) ser. A pesquisa revelou que o diálogo, estimulado principalmente durante a roda de conversa no final da aula, foi a estratégia que os professores mais utilizaram. Logo, verificaram que os alunos quando adotaram comportamentos de: ouvir o colega colocar-se no lugar do outro e respeitar diferentes opiniões, começaram a refletir sobre suas ações e, a partir disso, mudaram suas atitudes e passaram a agir diferentemente de antes. A troca de experiências, os exercícios em duplas e em grupos foram os destaques dos professores durante o processo de formação. Estudos nessa área podem oferecer importantes contribuições para viabilizar discussões sobre estratégias de ensino para lidar com conflito em aulas de iniciação esportiva visando promover um olhar para o desenvolvimento da convivência pacífica entre as pessoas, por uma educação pela paz.
Abstract: [en] Conflicts are present in all environments inherent to society, so it is no use denying them or ignoring them. They originate in different ideas, opinions, expectations and divergent interests. In the context where the classes of sports initiation take place is no different. People who act as educators need to be attentive to the developments that conflicts can have, for example: situations of violence, verbal or physical aggression. The conflict can be seen as an initial spark in a possible bonfire of violence. Its causes and components need to be known and identified so that it is possible to prevent it, control it and solve it and can even promote favorable developments for a good relationship between the people involved. The purpose of this research was to describe and analyze changes in the perception of physical education teachers during a process of continuing training focused on preparing them to deal with conflicts that occur in sports initiation classes. It is a descriptive, qualitative research, which used recordings and transcripts of nine formative meetings and promoted joint reflection between the participants and the formator on mediation of conflicts. Six physical education teachers took part in the research that taught sports initiation classes at the Sport & Education Institute, an NGO that operates in the neighborhood of Heliopolis-SP. The data passed through content analysis (Saldaña, 2011), having as reference three predefined categories: a) knowledge; b) do; c) be. The research revealed that the dialogue, stimulated mainly during the conversation wheel at the end of the lesson, was the strategy that the teachers used most. Soon, they found that the students when they adopted behaviors of: listening to the colleague put themselves in the place of the other and respect different opinions, began to reflect on their actions and, from that, changed their attitudes and began to act differently from before. The exchange of experiences, the exercises in doubles and in groups were the highlights of the teachers during the training process. Studies in this area can offer important contributions to enable discussions on teaching strategies to deal with conflict in sports initiation classes aiming to promote a look at the development of peaceful coexistence among people, for an education For peace.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador (a): Prof. Sheila Aparecida Pereira dos Santos Silva
Banca

-

Assuntos: Formação de professores, Mediação de conflitos, Iniciação esportiva.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica