Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Rafael Ambrósio Battazza
Título(s): [pt] ] Efeitos da ingestão de bicarbonato de sódio em parâmetros mecânicos, bioquímicos e psicofisiológicos associados à fadiga periférica de indivíduos treinados: estudo cross over, duplo cego e randomizado
Resumo: [pt] A acidose intramuscular decorrente do acúmulo de íons H+ em exercícios de alta intensidade é apontada como um fator importante para o processo da fadiga muscular. Considera-se que a suplementação de bicarbonato de sódio (NaHCO3) é capaz de aumentar a capacidade de tamponamento extracelular, refletindo em diminuição da acidose intramuscular e aumento do desempenho físico. Os estudos que investigaram o efeito da suplementação de NaHCO3 no desempenho do exercício contra-resistência, apresentam resultados divergentes. Adicionalmente, há escassez de informações sobre o efeito deste suplemento em parâmetros relacionados a carga interna do exercício. Portanto, o objetivo do presente estudo foi investigar os efeitos da suplementação de NaHCO3 em parâmetros mecânicos, bioquímicos e psicofisiológicos de indivíduos treinados submetidos a protocolo de exercício no dinamômetro isocinético. Através de um estudo cross over, duplo cego e randomizado, 10 indivíduos treinados em força foram avaliados em duas ocasiões: após ingestão de 0.3 g.kg-1 de massa corporal de NaHCO3 ou placebo. Testes de contração isométrica voluntária máxima (CIVM) foram realizados antes e após protocolo dinâmico de indução à fadiga que consistiu em 10 séries de 10 movimentos de extensão (fase concêntrica) e de flexão (fase excêntrica) unilateral dos extensores do joelho a 120º s-1 e intervalo de 60 segundos entre séries. A avaliação do desempenho ocorreu através dos valores de pico de torque (PT). As concentrações sanguíneas de pH e lactato [La-], e os parâmetros psicofisiológicos foram avaliados antes e ao longo do protocolo experimental. O dano muscular foi avaliado através das concentrações sanguíneas de creatina quinase (CK) 24 horas pós exercício. A suplementação de NaHCO3 elevou (p<0,05) as concentrações sanguíneas de pH antes do início do exercício, e resultou em maiores (p<0,05) [La-] sanguíneas nas séries finais do protocolo dinâmico comparado ao placebo. Embora significativa (p<0,05) redução no PT tenha ocorrido tanto na força isométrica (NaHCO3: -20.5 ± 4.1 %; Placebo: -17.9 ± 3.0 %) quanto na força isocinética (NaHCO3: -23,0 ± 13,9 %; Placebo: -19,6 ± 9,1 %), não houve efeito da suplementação no desempenho do exercício (p>0,05). Não foram observadas diferenças significativas (p>0,05) na percepção subjetiva de esforço, dor e recuperação, entre as condições NaHCO3 e placebo para qualquer momento avaliado, assim como na carga interna da sessão (NaHCO3: 480 ± 199 U.A; Placebo: 630 ± 189 U.A) e no dano muscular. A suplementação de NaHCO3 melhorou o controle do equilíbrio ácido-base antes do exercício, entretanto não atribuiu benefícios adicionais no desempenho ou nos parâmetros relacionados a carga interna do exercício.
Abstract: [en] The intramuscular acidosis due the accumulation of H+ ions during high-intensity exercises is indicated as an important factor for the process of muscular fatigue. Supplementation of sodium bicarbonate (NaHCO3) is considered to be able to increase the extracellular buffering capacity, reflecting in decrease of intramuscular acidosis and improvement of physical performance. Studies that investigated the effect of NaHCO3 supplementation on the performance of resistance exercise show divergent results. In addition, there is a lack of information about the effect of this supplement on parameters associated to the internal load of the exercise. Therefore, the objective of the present study was to investigate the effects of NaHCO3 supplementation on mechanical, biochemical and psychophysiological parameters of trained individuals submitted to exercise protocol in the isokinetic dynamometer. Through a cross-over, double-blind, randomized study, 10 strength-trained individuals were evaluated on two occasions: after intake of 0.3 g.kg-1 body weight of NaHCO3 or placebo. Maximum isometric voluntary contraction (MIVC) tests were performed before and after a dynamic fatigue induction protocol consisting of 10 sets of 10 unilateral extension (concentric phase) and flexion (eccentric phase) contrations of knee extensors muscle group at 120º s-1 and interval of 60 seconds between sets. The performance evaluation occurred through the peak torque (PT) values. The blood concentrations of pH and lactate [La-], and the psychophysiological parameters were evaluated before and during the experimental protocol. Muscle damage was assessed by blood concentrations of creatine kinase (CK) 24 hours post exercise. NaHCO3 supplementation increased (p <0.05) blood pH levels before exercise, and resulted in higher (p <0.05) [La-] blood levels in the final sets of the dynamic protocol compared to placebo. Although significant (p <0.05) reduction in PT occurred in both isometric (NaHCO3: -20.5 ± 4.1%, Placebo: -17.9 ± 3.0%) and isokinetic strenght (NaHCO3: -23.0 ± 13.9 Placebo: -19.6 ± 9.1%), there was no effect of supplementation on exercise performance (p> 0.05). No significant differences (p> 0.05) in the rating of perceived exertion, pain and recovery were observed between NaHCO3 and placebo conditions at any time point, as well as in the internal load of the session (NaHCO3: 480 ± 199 AU; Placebo: 630 ± 189 AU) and muscle damage. NaHCO3 supplementation improve control of acid-base balance prior to exercise, however did not attribute additional benefits on performance or in parameters associated with the internal load of exercise.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador (a): Prof. Danilo Sales Bocalini
Banca

-

Assuntos: Alcalose, Desempenho, Fadiga
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica