Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Mauro Vinícius Tebaldi Amancio
Título(s): [pt] ] Relação do comportamento de atividade física e hábitos alimentares de pais e filhos
Resumo: [pt] O presente estudo teve como objetivo relacionar o comportamento de atividade física e hábitos alimentares de pais e filhos residentes em Carapicuíba-SP. METODOLOGIA: Participaram dessa investigação 36 crianças de 9 a 11 anos de uma escola estadual em Carapicuíba-SP e seus respectivos pais e/ou responsáveis. Foi aplicado para as crianças o questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ versão curta) para avaliar o nível de atividade física e o Formulário de Marcadores do Consumo Alimentar composto por questões fechadas na qual as respostas iam de 0 a 7 em uma escala tipo likert, dependendo da frequência de consumo de cada alimento realizado pela criança na semana anterior. Aos pais e/ou responsáveis um questionário envolvendo fatores cardiovascular, aspectos psicológicos, escolaridade, estado civil e prática de atividade física. Após o preenchimento dos questionários pelas crianças e pais e/ou responsáveis foram realizados nas crianças as medidas de estatura, peso, circunferência de cintura, quadril e abdominal e o cálculo do IMC. RESULTADOS: Os resultados indicaram que 75% da amostra de crianças foram classificadas como pouco ativa e 47,2% classificadas como obesas/sobrepeso. Foi verificado diferença significativa no consumo de legumes e verduras, sendo que as crianças filhas de pais praticantes de atividade física tiveram um consumo semanal significativamente maior desses alimentos e que 50% das crianças de pais praticantes de atividade física consumiram 3,5 vezes ou mais por semana enquanto que os filhos de não praticantes consumiram 0,5 vezes por semana ou mais. Houve diferença significativa na relação cintura/quadril das crianças (p<0,005) e esta medida foi significativamente maior no grupo de crianças cujos pais relataram terem problemas com obesidade. Não houve associação significativa entre a escolaridade dos pais com o nível de atividade física dos filhos, assim como a prática auto relatada de atividade física do responsável com a atividade física dos filhos. CONCLUSÃO: Elevado percentual (47,2%) de crianças obesas/sobrepeso e meninas pouco ativas independente, se os pais eram ou não praticantes de atividade física. Filhos de pais que relataram problemas com obesidade obtiveram medidas significativamente maiores de cintura/quadril. É importante que os responsáveis incentivem a prática de atividade física e hábito alimentares saudáveis para que as crianças possam construírem comportamentos positivos além de evitar a obesidade precoce.
Abstract: [en]The purpose of this study was to relate the behavior of physical activity and eating habits of parents and children living in Carapicuíba-SP. METHODS: Thirty-six children aged 9 to 11 from a state school in Carapicuíba-SP and their respective parents and/or guardians participated in this study. The International Physical Activity Questionnaire (IPAQ short version 8) was applied to the children to evaluate the level of physical activity and the Food Consumption Markers Form composed of closed questions in which responses ranged from 0 to 7 on a likert scale, Depending on the frequency of consumption of each food performed by the child in the previous week. To parents and/ or guardians a questionnaire composed of questions involving cardiovascular factors, psychological aspects, schooling, marital status and physical activity practice. After completing the questionnaires carried out by the children and parents and / or guardians, the measurements of height, weight, BMI, waist, hip and abdominal circumference were performed with the children. RESULTS: results indicated that 75% of the children sample was not very active and 47.2% were classified as obese/overweight. There was a significant difference in the consumption of vegetables, and the children of physical activity parents have a significantly higher weekly consumption of these foods and that 50% of the children of physical activity parents consume 3.5 times or more per week while the offspring consume 0.5 times a week or more. There was a significant difference in the waist / hip ratio of the children (p <0.005) and this measure is significantly higher in the group of children whose parents reported having problems with obesity. There was no significant association between the parents' schooling and their children's physical activity level, as well as the self-perpetuated practice of physical activity of the responsible with the physical activity of the children. CONCLUSION: High percentage of obese/overweight children and little active girls independent whether or not parents are practicing physical activity. Children of parents who reported problems with obesity obtained significantly higher waist/ hip measurements. It is important for those responsible to encourage healthy eating and eating habits so that children can build positive behaviors in addition to avoiding early obesity.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador (a): Prof. Marcelo Callegari Zanetti
Banca

-

Assuntos: Crianças, Atividade Física, Hábitos Alimentares, Pais
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica