Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Kátia Regina Ponciano
Título(s): [pt] ] Monitoramento dos parâmetros de carga interna de treino na distribuição da prática durante a aquisição e retenção de uma tarefa motora do nado sincronizado
Resumo: [pt] Não há consenso na literatura sobre os efeitos da distribuição da prática (DP) (prática distribuída versus prática maciça) durante aprendizagem de uma tarefa motora, e não existem estudos que monitoraram a carga interna de treino (CIT) e nem aspectos psicofisiológicos na organização da DP. O presente estudo teve por objetivo analisar os efeitos da DP (PM versus PD) por meio de análise de desempenho (notas) de 5 elementos além da nota final de uma rotina técnica (RT) de nado sincronizado (NS), além disso foi monitorado os parâmetros de carga interna (CIT) por meio da percepção subjetiva de esforço (PSE) sessão e aspectos psicofisiológicos por meio da percepção subjetiva de recuperação (PSR). Participaram do estudo 24 voluntários de ambos os sexos, os grupos foram caracterizados como: PD e PM. Ambos os grupos receberam 10 sessões com frequência de três vezes por semana, sendo 9 sessões no período de aquisição e 1 sessão para o teste de retenção após 48 horas. Cada voluntário recebeu um feedback visual e verbal antes da tarefa ser executada e, em cada sessão, foram realizadas 4 tentativas da RT, com intervalos de descanso (ID) distintos entre elas. Já no teste de retenção, ambos os grupos tiveram o mesmo ID para cada tentativa. Os resultados identificaram efeito do fator teste no elemento 3, entre os momentos pré e retenção com nota maior na retenção (3,45±0,96 vs 4,02±0,62) e (3,86±0,56 vs 4,17±0,83) (p=0,009). Nos elementos 1, 2, 4 e 5 não houve efeito do fator teste nem interação entre os fatores teste e grupo. Já na nota final, houve efeito do fator teste identificando uma tendência entre os momentos pré e retenção (3,73±0,80 vs 4,10±0,60) e (3,85±0,58 vs 4,14±0,74) (p=0,013). Os resultados da carga interna de treino identificaram que a frequência cardíaca (FC) ao longo do tempo na execução da tarefa proposta nos momentos pré, pós e retenção aumentaram no fator tempo, pré (p = 0,001); pós (p = 0,001) e retenção (p = 0,001). A FCméd identificou efeito do fator teste (p = 0,024), mostrando diferença entre o momento pós e o momento retenção (p = 0,048), a qual foi inferior no pós. A FC de intervalo identificou efeito no momento pré (p = 0,020), identificando que a sessão 3 foi diferente das sessões 1 e 2. A PSE sessão não mostrou diferença no fator teste e nem na interação entre os grupos. Já na PSR identificou efeito do fator sessão identificando que as sessões 7, 8 e 9 foram diferentes da sessão 2 e que a sessão 9 foi diferente da sessão 3 (p = 0,016), identificando melhor recuperação ao longo das sessões nos momentos pré e pós. A análise da correlação de Pearson entre a carga interna de treino e as notas de cada elemento (1-5) e a nota final da RT nos momentos pré, pós e retenção não revelaram significância entre as medidas. Conclui-se que a aprendizagem de uma habilidade seriada é possível independente da prática utilizada: PM e PD. Além disso, a correlação da PSE sessão com os 5 elementos técnicos executados e a nota final também identificaram neste estudo que as variáveis analisadas são independentes. Entretanto, uma variável importante que merece discussão para futuras investigações em tarefas desta natureza corresponde ao feedback.
Abstract: [en] ] There is no consensus in the literature about the effects of the practice distribution (PD) (distributed practice versus massive practice) during motor task learning, and there are no studies that watch the internal training load (ITL) and no psycho-physiological aspects in the organization PD task. The present study aimed to analyze the effects of PD (PM versus PD) by means of performance analysis (scores) of 5 elements beyond to the final score of a synchronized swimming (SS) technique routine (TR), in addition it was watched the internal training load (ITL) through the rate of perceived exertion (session RPE) and psycho-physiological aspects through the rate of perceived of recovery (RPR). The study included 24 volunteers of both genres, and the groups were characterized as: PD and PM. Both of groups received 10 3-timea- week sessions for the retention test after 48 hours. Each volunteer received visual and verbal feedback before the performance of the task, and in each session, 4 TR attempts were performed, with distinct rest breaks (RB) between them. In the retention test, both groups had the same RB for each trial. The results identified an effect of the test factor in element 3 between the pre and retention moments with a higher retention score (3.45 ± 0.96 vs 4.02 ± 0.62) and (3.86 ± 0.56 vs 4.17 ± 0.83) (p = 0.009). In elements 1, 2, 4 and 5 there was no effect of the test factor or interaction between the test and group factors. On the final score, there was an effect of the test factor identifying a trend between the pre and retention moments (3.73 ± 0.80 vs 4.10 ± 0.60) and (3.85 ± 0.58 vs 4.14 ± 0.74) (p = 0.013). The internal training load results showed that heart rate (HR) over time in the execution of the proposed task in the pre, post and retention moments increased in time- factor, pre (p = 0.001); post (p = 0.001) and retention (p = 0.001). The Maximum HR identified the effect of the test factor (p = 0.024), showing a difference between the moment after and the retention moment (p = 0.048), which was lower in the post. The rest HR identified effect at the pre-time point (p = 0.020), identifying that session 3 was different from sessions 1 and 2. The RPE session showed no difference in the test factor neither in the interaction between the groups. In the RPR, the effect of the session factor was recognized by identifying that sessions 7, 8 and 9 were different from session 2 and that session 9 was different from session 3 (p = 0.016), identifying a better recovery during the sessions before and after. The analysis of the Pearson’s correlation between the internal training load and the scores of each element (1-5) and the final score of the RT in the pre, post and retention moments did not reveal significance between the measures. It is concluded that the motor learning of a serial skill is possible independently of the practice used: PM and PD. In addition, the correlation of the RPE session with the 5 technical elements performed and the final score also identified in this study that the analyzed variables are independent. However, an important variable that deserves discussion for future investigations in tasks of this nature corresponds to feedback.
Titulação: Doutorado em Educação Física
Orientador (a): Profa. Danilo Sales Bocalini
Banca

-

Assuntos: Nado sincronizado, Aprendizagem motora, Treinamento
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica