Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Cláudia Cristina Pacifico de Assis Guimarães
Título(s): [pt] Desafios da escola pública e a esperança por uma escola saudável: a educação física tecendo saberes
Resumo: [pt] Esta investigação teve como objetivo narrar o processo de uma intervenção que deflagrou questões sociais e políticas que interferem na efetividade e nas possibilidades das intervenções em saúde na escola pública, considerando as experiências pessoais e coletivas de atores que buscam genuinamente a melhoria das suas condições de vida e da comunidade e tendo a Educação Física como disciplina protagonista na articulação dos saberes. Para tanto, alicerçado nos estudos de Paulo Freire, utilizou-se como caminho a Investigação Qualitativa, que permitiu a coerência com a complexidade do contexto escolar e com o que se almeja com a promoção da saúde, não sendo uma trajetória descrita linearmente. A bricolagem foi adotada para apreender os saberes presentes nessa investigação, por meio de múltiplas estratégias, bem como para estruturar, analisar e interpretar os achados provenientes dos diversos olhares da realidade, considerando as relações de poder que tangenciam a Saúde Escolar. A vulnerabilidade dos educandos no que se refere à violência, sexualidade, atividade física, alimentação saudável e uso de drogas e álcool foi analisada e discutida nessa investigação, fazendo a relação entre as reflexões dos professores e a realidade vivida no cotidiano escolar. Também foi evidenciada as questões da vulnerabilidade do professor, os conflitos provenientes das relações de poder existentes na escola. Além disso, foram discutidas as questões provenientes da gestão escolar e do quanto ela se apresenta distante do ideário da Promoção da Saúde e da educação libertadora. Considera-se que, para efetivamente se promover saúde na escola, os professores e, principalmente, os gestores escolares necessitam se empoderar, lutar e serem capazes de praticar uma gestão escolar democrática, organizada e comprometida com a qualidade e sustentabilidade das práticas educativas locais em saúde.
Abstract: [en] ] This research aimed to narrate the process of an intervention that triggered social and political issues that interfere with the effectiveness and the possibilities of health interventions in the public school. We consider the personal and collective experiences of agents who genuinely seek to improve their living conditions and of their community, having Physical Education as the main subject in the articulation of knowledge. Based on Paulo Freire's studies, we employed Qualitative Research, which is coherent with the complexity of the school context and the goals of health promotion, and is not a linear trajectory. We used bricolage in multiple strategies to understand the knowledge present in this research, as well as to structure, analyze and interpret the findings from the various perspectives of reality, considering the power relations that affect School and Health. We analyze and discuss the vulnerability of students to violence, sexuality, physical activity, healthy eating and drug and alcohol use, relating the teachers' reflections and the reality lived in school every day. We also highlight the issues of teacher vulnerability and potential conflicts. In addition, the issues arising from school management and how it is disconnected from the ideas of Health Promotion and Liberating Education were discussed. We consider that, in order to effectively promote health in schools, teachers and, especially, school administrators need to be empowered, to advocate for and practice democratic school management that is organized and committed to the quality and sustainability of local educational practices in health.
Titulação: Doutorado em Educação Física
Orientador (a): Profa. Maria Luiza de Jesus Miranda
Banca

-

Assuntos: Educação Física, Saúde, Escola, Investigação Qualitativa.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica