Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Priscilla de Dio Santos Pondé
Título(s): [pt] Estudo dos efeitos do treinamento físico associado ao treinamento imaginado na neuroplasticidade de idosos com Doença de Parkinson – Estudo de caso
Resumo: [pt] Com o envelhecimento da população aumenta a prevalência das doenças crônico-degenerativas, tais como a Doença de Parkinson (DP), com isto, tornam-se necessários programas que preservem a capacidade funcional, promovendo a qualidade de vida. Apesar do declínio funcional na DP, novas conexões neuronais podem ser estabelecidas ou preservadas a partir do treinamento físico e imaginado que são fatores promotores de neuroplasticidade. OBJETIVO: Investigar os efeitos da associação do treinamento físico ao imaginado sobre a neuroplasticidade em idosos com DP. METODOLOGIA: Por meio desta pesquisa quantitativa, foram analisados 8 sujeitos submetidos ao Treinamento Físico associado ao Imaginado antes e depois de 8 semanas de intervenção (sendo 2x/semana, 60min, por 8 semanas), e após 20 semanas do fim da intervenção supervisionada 2 sujeitos (com e sem continuidade à prática de Imagética Motora - IM) foram reavaliados. Os seguintes parâmetros foram mensurados: níveis séricos de Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo (BDNF); nível de dependência para as atividades da vida diária (AVD’s – Básicas e Instrumentais); percepção da dimensão corporal; e tempo de reação para o reconhecimento das mãos direita e esquerda (teste de lateralidade das mãos). RESULTADOS: O treinamento físico associado ao imaginado pode ser capaz de melhorar os níveis séricos de BDNF (p=0,06 com aumento médio de 234,9%), as AVD’s (aumento médio de 9,52% nas ABVD’s e de 17,76% nas AIVD’s), a percepção corporal (Índice de Percepção Corporal – IPC 8,32% mais próximo do real), bem como o tempo de reação para o reconhecimento das mãos (diminuição de 21,17%), contudo a preservação desses ganhos parece estar associada à continuidade da prática de IM. CONCLUSÃO: Apesar do número pequeno de sujeitos e as limitações do estudo, os resultados obtidos indicam possível aumento da plasticidade neuronal, corroborando com o resultado de outros estudos, sendo admissíveis ganhos expressivos na capacidade funcional desses idosos com DP. Outrossim, os resultados do presente estudo abrem novas perspectivas para outros.
Abstract: [en] ] The aging of the population increases the prevalence of chronic degenerative diseases, such as Parkinson's disease (PD). Therefore, programs that preserve functional capacity and promote quality of life become necessary. Despite the functional decline in PD, new neural connections can be established or preserved from the physical and imagined training that are factors that promote neuroplasticity. OBJECTIVE: To investigate the effects of the association of physical training and imaging on neuroplasticity in the elderly with PD. METHODOLOGY: Through this quantitative research, eight subjects were submitted to Physical Training associated with Imagined before and after 8 weeks of intervention (being 2x / week, 60min, for 8 weeks), and after 20 weeks of the end of the supervised intervention 2 subjects (with and without continuity to the Motor Imaging practice - IM) were reassessed. The following parameters were measured: serum levels of Brain-Derived Neurotrophic Factor (BDNF); level of dependency for activities of daily living (ADLs - Basic and Instrumental); perception of the body dimension; and reaction time for recognition of the right and left hands (lateral hand test). RESULTS: The physical training associated to the imagined one may be able to improve the serum BDNF levels (p = 0.06 with a mean increase of 234.9%), the ADLs (mean increase of 9.52% in Basic and 17, 76% in Instrumental), body perception (Body Perception Index 8.32% closer to the real), as well as the reaction time for hand recognition (decrease of 21.17%), however, the preservation of these seems to be associated with the continuity of IM practice. CONCLUSIONS: Despite the small number of subjects and the limitations of the study, the results indicate a possible increase in neuronal plasticity, corroborating with the results of other studies, and it is possible to express significant gains in the functional capacity of these elderly with PD. Moreover, the results of the present study open new perspectives for others.
Titulação: Mestrado em Ciências do Envelhecimento
Orientador (a): Prof. Eliane Florencio Gama
Banca

-

Assuntos: Envelhecimento, Doença de Parkinson, Plasticidade neuronal, Imagética motora, Treinamento físico.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica