Ânima, ARYZTA e Outback realizam na São Judas o primeiro Hackafood do Brasil

Participantes terão como tarefa desenvolver receitas inovadoras e saborosas

Os Hackathons, maratonas de programação que se tornaram famosas em todo o mundo para soluções tecnológicas, vão ganhar em São Paulo uma versão inédita dedicada à culinária. Concurso criado em parceria entre Universidade São Judas, ARYZTA, Outback Steakhouse e Ânima Educação, promoverá a primeira versão de um Hackafood no Brasil. Nos dias 29 e 30 de novembro, estudantes e ex-alunos da instituição matriculados em qualquer curso de graduação ou pós-graduação poderão criar uma experiência gastronômica que contenha uma ou mais produções de um menu (entrada, prato principal ou sobremesa).

As inscrições serão realizadas de 11 a 15 de novembro, individualmente, pelo website do concurso (www.hackafood.com.br). As equipes poderão contar com até cinco participantes e serão montadas pela organização do Hackafood, contendo, obrigatoriamente, um aluno de gastronomia ou nutrição. Os interessados deverão preencher um formulário online e produzir um vídeo de um minuto para falar sobre as razões que o levaram a participar do evento. Serão disponibilizadas 300 vagas na primeira etapa do concurso e a divulgação dos alunos selecionados será realizada no site do concurso, por e-mail e SMS, no dia 21 de novembro de 2019.

O início do desafio será no dia 29 de novembro e os selecionados irão participar de um workshop sobre design thinking, lean startup e UX (User Experience). No dia 30 de novembro será iniciada a competição na unidade Mooca da Universidade São Judas. “Estamos ansiosos para receber essa nova geração que tem demostrado cada vez mais interesse pela culinária. Por isso, reunimos os melhores profissionais para realizar a mentoria e preparação dos candidatos no primeiro Hackafood do país”, destaca Rodrigo Neiva, Diretor da Ânima Educação.

As seis equipes apresentarão as criações para uma comissão julgadora, que definirá a equipe vencedora do concurso, de acordo com os seguintes critérios: atendimento aos pontos solicitados no briefing; sabor e visual; criatividade; experiência proporcionada para o cliente e viabilidade financeira e de produção.

“Nos últimos anos, o Outback Steakhouse tem apostado em lançamentos bem diferenciados que ditam tendência no setor e que dão novos motivos para que os clientes visitem os nossos restaurantes”, diz Camilla Gurgel, coordenadora de Digital e Inteligência de Mercado da Bloomin’ Brands, grupo detentor do Outback Steakhouse. “Participar desse Hackafood tem muito a ver com o nosso espírito explorador e inovador porque incentivar o processo de criação para o mercado gastronômico é o melhor caminho para termos sempre bons profissionais e novidades disruptivas”, completa.

O gerente de Inovação da ARYZTA, Gustavo Brunetto, também destaca: “A ARYZTA estimula e apoia a inovação em todas as suas áreas de atuação, desde produtos, processos e modelos de negócio. A empresa acredita que com isso pode oferecer melhores produtos e soluções para seus clientes. A participação na primeira iniciativa de inovação aberta, o Hackafood, reforça isso, pois somar esforços entre três centros de conhecimento: Indústria, Universidade e Restaurante tem um grande potencial para a geração de ideias, sabores, produtos e negócios para todos”.

A equipe vencedora receberá um prêmio em dinheiro, no valor de R$ 10 mil reais, além de cozinhar os pratos selecionados no concurso para os dirigentes do Outback, ARYZTA e Ânima na cozinha do Outback. Eles também irão conhecer a fábrica da ARYZTA, em São Paulo. Já a equipe classificada em segundo lugar receberá um prêmio em dinheiro, no valor de R$ 5 mil.

Serviço:

O que: Hackafood – concurso gastronômico

Quando: dias 29 e 30 de novembro de 2019

Onde: Universidade São Judas unidade Mooca (R. Taquari, 546 – Mooca – São Paulo)

Inscrições: de 11 a 15 de novembro pelo website do concurso: www.hackafood.com.br