Alunos de Cinema da São Judas levam prêmios do 5º Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos

Thomas Aguina foi eleito melhor diretor e Arthur Micheloto ganhou o troféu voto popular de melhor filme na mostra Baixada Santista

Thomas Aguina, de Praia Grande, e Arthur Micheloto, de Santos, alunos de Cinema e Audiovisual da São Judas – Unimonte, ganharam, respectivamente, os prêmios de melhor direção Baixada Santista e o troféu voto popular de melhor filme regional do 5º Santos Film Fest –  Festival Internacional de Cinema de Santos -, que terminou nesta terça-feira (dia 6) com o anúncio virtual e ao vivo dos vencedores.

Thomas, de 25 anos, é o diretor de Projeção, drama de 18 minutos que traz a história de uma jovem obcecada por câmeras e acessórios analógicos. Ela faz filmagens amadoras em um parque, mas, ao revelar o filme, percebe algo estranho em suas imagens.

Além da direção, Thomas é responsável pelo roteiro, fotografia, montagem e desenho de som. Um detalhe curioso é que seu filme não tem diálogos. Foi filmado no segundo semestre de 2019 como um trabalho da faculdade, um projeto interdisciplinar.

“Fiquei muito feliz de ter vencido esse prêmio, eu não estava esperando. Estou muito grato ao júri e à produção do Santos Film Fest por terem me reconhecido e também por terem criado essa mostra regional, com o intuito de prestigiar o talento da Baixada. Não teria conseguido sem o apoio da minha equipe e dos meus professores, que me incentivaram e me apoiaram muito durante todo o processo da produção como também hoje, quase um ano depois, no período de festivais”. Também participam da equipe João Pedro Natale (produção) e Heloisa Ferraz (elenco e direção de arte).

Arthur assina a direção de Blandina, um drama de 14 minutos que retrata a relação de mãe e filha, em um momento crítico de sobrevivência. A mãe Blandina mascara a fome de Angelina, com brincadeiras e canções de ninar, com o intuito de amenizar aquela dor. O filme foi produzido pelo Instituto Querô. Arthur tem apenas 19 anos.

“Estou muito feliz que Blandina tenha ganhado o prêmio de Voto Popular, pois isso serve à equipe como forma de motivação e inspiração. Um lembrete de que nós fizemos um bom trabalho e que ele foi reconhecido. Agradeço a toda equipe com quem eu trabalhei, jovens e tutores do Instituto Querô e, claro, as pessoas que assistiram e votaram no filme”. Blandina tem ainda como diretora assistente Nicole Zadorestki e Joice Rodrigues como assistente de direção.

Rally – A também aluna de Cinema da São Judas – Unimonte, Thayná dos Santos Cardoso, venceu  o 4º Rally Universitário Floripa com o videoclipe E quem vai dizer, de Estácio Neto, com seus colegas de equipe: Amanda Sant Anna (Unisul/SC), Eduardo Séllos Rodrigues (UNA/MG) e Guilherme Inã Ferreira (UFSC/SC).

Muito orgulho – A professora Raquel Pellegrini, do curso de Cinema e Audiovisual da São Judas – Unimonte, considera muito importante a iniciativa dos alunos de inscreverem seus trabalhos em  festivais, que são  as principias janelas para o curta-metragem. “Quando as produções  são  selecionadas para as mostras oficiais, acontece  o reconhecimento do processo criativo e de linguagem proposto pelo alunos no desenvolvimento do exercício  cinematográfico. Para nós, do corpo  docente, é um orgulho”.

É uma constante ter alunos do curso de Cinema e Audiovisual da São Judas – Unimonte premiados e indicados para festivais nacionais e internacionais. O curso se destaca pelo complexo laboratorial com mais de 70m², o desenvolvimento de diversas linguagens audiovisuais e a prática desde o início.