Estude Relações Internacionais na 3° melhor universidade privada do estado de São Paulo, segundo o MEC.

O curso de Relações Internacionais irá desenvolver habilidades que possibilitem ao egresso a compreensão e a aplicação prática e teórica de estudos, pesquisas e análise de fenômenos econômicos, políticos, sociais, culturais, tecnológicos e ecológicos no âmbito internacional.

Além disso, a prática é realizada por meio de estágios e modelos de simulação, ampliando a capacidade técnica do graduado e sua interface com o mercado e as exigências da sociedade contemporânea.

O curso de Relações Internacionais pretende formar profissionais que possuam capacidade crítica e intelectual para analisar os principais problemas cotidianos, em qualquer âmbito, e propor soluções, de forma a colaborar com a evolução da sociedade global.

Portarias MEC:

Unidade Mooca – Autorizado pelo do CEPE n.º 9/17, de 17/08/2017

Unidade Butantã – Autorizado pelo do CEPE n.º 9/17, de 17/08/2017

Unidade Paulista – Autorizado pelo CEPE n.º 09/2017 de 17/08/2017

Unidade Santo Amaro – Autorizado pelo CEPE n.º 09/2017 de 17/08/2017

Unidade Jabaquara – Autorizado pelo CEPE n.º 11/2017 de 19/10/2017

*Conteúdo atualizado em 01/08/2018 – 10:25.

Atuação

O graduado pode atuar em três planos: governamental, em qualquer dos seus níveis (Federal, Estadual e Municipal), comercial-privado e terceiro setor. Em todos estes setores o profissional vai encontrar uma gama variada de ofertas e de oportunidades, deixando de lado o conceito antiquado de que o bacharel em Relações Internacionais atua apenas na diplomacia.

Na perspectiva pública, pode-se pensar em tarefas em ministérios, secretarias e órgãos públicos que desenvolvam cooperações internacionais e políticas públicas vocacionadas para a internacionalização. O egresso pode atuar tanto nas áreas específicas de RI, quanto em organismos que se utilizam dos conhecimentos da área.

No setor privado, há os processos de negócios internacionais e de comércio internacional. Neste contexto, o internacionalista tem condições de compreender as múltiplas influências e atores envolvidos, de forma a apresentar uma avaliação mais confiável e completa sobre as condições de internacionalização.

No setor privado com vocações voluntárias, sem fins lucrativos, ocupado pelas organizações não governamentais, o profissional de Relações Internacionais é capacitado para a gestão e para a cooperação internacional, seja através da captação de recursos, de voluntários e apoiadores, ou por meio de acordos para a troca de conhecimentos e experiências, criando uma sociedade global, que envolve indivíduos de todos os cantos do globo.

Observação:

O Curso de Relações Internacionais da Universidade São Judas Tadeu possui um corpo docente de alta qualidade e com excelente formação. O projeto pedagógico aplica, em profundidade, a lógica da interdisciplinaridade, tema caro também às relações internacionais. Não há análise e aplicação de nenhum conhecimento na área sem o diálogo profundo com outras ciências, e isso se realiza plenamente nas disciplinas de Projeto Interdisciplinar. Os alunos realizam um trabalho aplicado que contemplem temáticas interessantes e importantes, além de metodologias que favoreçam a interdependência entre os conhecimentos.

Vem pra São Judas
Detalhes sobre o curso nesta unidade:

Alguma dúvida?

Mande seu email e telefone para falarmos com você!