Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Antònio Pereira Martins
Título(s): [pt] Efeito de 16 semanas do treinamento de crossfit na resposta morfofuncional em adultos de ambos os sexos
Resumo: INTRODUÇÃO: O treinamento de alta intensidade tornou-se uma das atividades físicas mais estudadas e praticadas na atualidade. Entre as modalidades de treinamento de alta intensidade contemporâneas, destaca-se o Crossfit®, que é caracterizado por exercícios funcionais, constantemente variados, em alta intensidade, utilizando exercícios da modalidade de levantamento olímpico, levantamento básico, remo, corrida e ginástica artística. OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi verificar as alterações morfofuncionais de adultos experientes na prática de Crossfit® em um macrociclo de 16 semanas. METODOLOGIA: 12 sujeitos de ambos os sexos, 7 homens, com idade média de 30,14 ± 4,14 anos, estatura média de 1,79 ± 0,05m, massa corporal média de 85,47 ± 12,09kg e média de 25,14 ± 16,07 meses de prática de Crossfit®, e 5 mulheres com idade média de 29,20 ± 5,22 anos, estatura média de 1,64 ± 0,07m, massa corporal média de 64,46 ± 7,83kg e média de 16,60 ± 3,21 meses de prática de Crossfit®. Realizaram uma periodização de 5 vezes por semana, divididas em 3 sessões semanais com exercícios de weightlifting e powerlifting, e 2 sessões semanais, variações de exercícios ginásticos, característicos do Crossfit®, realizados sem utilização de barra. Os sujeitos foram submetidos a avaliações antropométricas, neuromusculares e cardiometabólicas. Os resultados foram analisados a partir do ANOVA 1 fator (One-Way) com Post Hoc de Scheffé de medidas repetidas, correlação e effect size. RESULTADOS: Os dados mostraram que a periodização de 16 semanas da modalidade Crossfit® promoveu aumento significante de 2,18% (p‹ 0,042) na massa magra, no intervalo AV1-AV5, e redução significante de massa de gordura em 16,13% (p‹ 0,043) em AV1-AV3 e 24,83% (p‹ 0,002), em AV1-AV5 respectivamente. Houve aumento significante de 4,52% (p‹ 0,042) na porcentagem de massa magra, (AV1-AV5) e redução significante de 14,32% (p‹ 0,005) na porcentagem de gordura em AV1-AV3 e 22,83% (p‹ 0,002) em AV1-AV5 respectivamente. Os dados apontam redução significante na adiposidade central em 16,67% (p‹ 0,040) e 27,03% (p‹ 0,039), nos intervalos AV1-AV3 e AV1-AV5 respectivamente. Observamos aumento significante do VO2máx (11,66%; p‹ 0,001), no intervalo AV1-AV5 e aumento significante na somatória das cargas dos testes de força máxima em 7,39% (p‹ 0,015) no intervalo AV1-AV5. Foram apresentadas correlações positivas de forte a muito forte entre os exercícios de força máxima (r=0,84 a 0,99); de moderada a forte entre força máxima x VO2máx (r=0,58 a 0,75); correlação fraca entre força máxima x tempo de exaustão (r =0,11 a 0,47); correlação de moderada a muito forte entre força máxima x circunferências (r=0,67 a 0,92); correlação de fraca a forte entre força relativa x composição corporal (r=0,30 a 0,74). O effect size apresentou resultados triviais. CONCLUSÃO: 16 semanas de treinamento de Crossfit®, apresentou melhora nas variáveis antropométricas, cardiometabólicas e neuromotoras e correlações fortes entre as variáveis analisadas.
Abstract: [en] INTRODUCTION: Now-a-days the high-intensity training became one of the most studied and practiced physical activities in the world. Among contemporary modalities of high-intensity training, it is highlighted the Crossfit®, which is characterized by functional exercises, constantly varied, in high intensity, based on the weightlifting, powerlifting, rowing, running and artistic gymnastics exercises. PURPOSE: The purpose of this study was to verify the morphofunctional changes, of experienced adults practitioners of Crossfit® through 6-weeks macrocycle. METHODS: 12 both sex subjects (7 men; 30.14 ± 4.14 years old; height 1.79 ± 0.05 m; mean body mass 85.47 ± 12.09 kg and 25.14 ± 16.07 months of Crossfit® practice; 5 women; 29.20 ± 5.22 years old; height 1.64 ± 0,07m; mean body mass 64.46 ± 7.83 kg and 16.60 ± 3.21 months of Crossfit® practice). They performed an 16 weeks periodization (5 times per week, 3 sessions) with weightlifting and powerlifting exercises, (2 twice a week) and variations of gymnastic exercises (Crossfit® specific exercises) without bar. The subjects were submitted to anthropometric, cardiometabolic and and evaluations. The results were analyzed with ANOVA 1 factor (One-Way) with Post-Hoc Scheffé for repeated measures, correlation and effect sizes. RESULTS: Data showed that 16- weeks periodization of Crossfit® training promoted significant increase (2.18% ;p ‹0.042) in lean mass (AV1-AV5) and significant decrease of fat mass (16.13%; p ‹0.043) in AV1-AV3 and 24.83% (p ‹0.002) in AV1-AV5 respectively. There was significant increase of 4.52% (p ‹0.042) in the percentage of lean mass (AV1-AV5) and significant reduction in percent fat (14.32%; p ‹0.005) and 22.83% (p < 0.002) in AV1-AV3 and AV1-AV5 respectively. The data indicated a significant reduction in central adiposity in 16.67% (p ‹0.040) at AV1-AV3 and 27.03% (p ‹0.039), in AV1-AV5 intervals respectively. We observed a significant increase in VO2max (11.66%, p <‹elations were found from strong to very strong values between maximal strength exercises (r=0.84 to 0.99); moderate to strong between maximal strength x VO2max (r=0.58 to 0.75); weak correlation between maximal force x time of exhaustion (r=0.11 to 0.47); moderate to very strong correlations between maximal strength x circumferences (r=0.67 to 0.92); Weak to strong correlations between relative strength x body composition (r=0.30 to 0.74). The effect size presented trivial results. CONCLUSION: 16 weeks of Crossfit® showed an increase in the anthropometric, cardiometabolic and neuromotor variables, and strong correlations values, suggesting that this method was effective to increase the physical fitness of experienced women and men.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador (a): Prof. Aylton José Figueira Júnior
Banca

-

Assuntos: Crossfit, Aptidão Física, Adulto, Força
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica