Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Antonio Carlos da Silva
Título(s): [pt] Educação física no ensino médio: a percepção dos estudantes sobre as aulas.
Resumo: [pt] Nos últimos 15 anos a Educação básica no Brasil teve um avanço significativo com novos sistemas de avaliação. Foi ampliada a permanência dos alunos na escola e um aumento grande nos estudos. Há um consenso que apesar dos avanços da educação, a escola é considerada de baixa qualidade. A Educação Física Escolar é uma disciplina que integra o aluno dentro de uma prática corporal, formando cidadãos críticos, capacitando-os para, conhecer os jogos, os esportes, as lutas, danças, ginásticas, para um melhor aproveitamento e a melhoria da qualidade de vida, promovendo uma socialização entre alunos Porém, esta realidade está muito longe disso, principalmente a partir das últimas séries do Ensino Fundamental II e Ensino Médio com alunos que não valorizam o componente curricular, o quanto ele mereceria. O presente estudo objetivou analisar as percepções dos estudantes do Ensino Médio sobre as aulas de Educação Física. Participaram do estudo 72 estudantes de ambos os sexos, matriculados em escola da rede privada da cidade de São Paulo, com idade entre 13 a 17 anos. Para obtenção das informações foi utilizado um questionário. Foi possível verificar que 14 (20%) estudantes, sendo 12 deles meninas, declararam não participar das aulas ou participar às vezes. Problemas de saúde e vergonha foram os principais fatores utilizados para justificar a não participação nas aulas. Para uma parte dos estudantes, poder realizar um conjunto de atividades é o ponto positivo da aula. Ao mesmo tempo, 23 estudantes consideram como ponto negativo a repetição das atividades ou a realização de atividades desagradáveis. Quando questionados sobre os conteúdos aprendidos durante as aulas, confirmando os resultados apresentados na literatura, identifica-se o predomínio do esporte. Entretanto, é possível que os estudantes se utilizem do termo como sinônimo de jogo ou de atividade física. Ao sugerirem mudanças nas aulas, os estudantes também demonstram grande interesse pelo esporte. Mas, o desejo pela diversificação dos temas nas aulas também aparece com frequência. O interesse pelo esporte também pode ser percebido entre os estudantes que não participam das aulas, ao contrário do que se poderia imaginar. A partir da sugestão apresentada por esses estudantes, parece que suas aulas não têm exigido a aprendizagem do esporte de modo tradicional, com foco no desempenho motor, algo que eles declaram desejar. Os resultados obtidos evidenciam que ainda é preciso analisar de forma detalhada os motivos que levam à não participação nas aulas. A educação física tem influência direta sobre vários aspectos, sendo importante entender porque os alunos buscam a prática, como se afastam dela, e qual a percepção dos mesmos em relação à prática.
Abstract: [en] Over the past 15 years, basic education in Brazil have a significant step forward with new evaluation systems. It was extended to students staying in school and a significant increase in the studies. There is a consensus despite of advances in education, the school is considered low quality. The Physical School Education is a discipline that introduces and integrates the student in the body culture of movement, forming the citizen who will produce, reproduce and transform it to enjoy the games, sports, dances, fights and gymnastics in benefit of the critical exercise of citizenship and the improvement of the quality of life.The physical education aims to propose a socialization among students towards a healthy life. But, this reality is far from it, especially from the last years of elementary and high school, with students who do not value the subject, as it deserves. This study aimed to analyze the perceptions of high school students about the physical education classes. The study included 72 students of both sexes of a private school in São Paulo, aged 13 to 17 years. To obtain information, a questionnaire was used. It found that 14 (20%) students, 12 of them girls, said they did not make classes or participate sometimes. Health problems and shame were the main factors used to justify non-participation in class. For the students, can perform a set of activities is the positive class. At the same time, 23 students considered as negative repeating the activity or making unpleasant activities. When asked about the learned contents during classes, confirming the results reported in the literature, identifies the predominance of sport. However, it is possible for students to use the term as a synonym for game or physical activity. When suggest changes in class, students also show great interest in the sport. But the desire for diversification of the topics in class also appears frequently. Interest in the sport can also be seen among students who do not participate in classes, contrary to what we might imagine. From the suggestion made by these students, it seems that their classes are not required to learn the traditional way sport, focusing on motor performance, something they say they want. The results show that it is still necessary to analyze in detail the reasons that lead to non-participation in class. Physical education has a direct influence on various aspects, it is important to understand why students seek to practice as depart it, and what their perception of the practice.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador (a): Prof. Elisabete dos Santos Freire
Banca

-

Assuntos: Educação Física, Ensino Médio.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica