Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Thiago Vinicius Monteleone
Título(s): [pt] Revisão sistemática sobre intervenções psicoterápicas com idosos
Resumo: [pt] A prática baseada em evidências é, atualmente, um dos temas mais discutidos no cenário internacional da psicologia. Com raras exceções, há consenso de que o status da psicoterapia e a autonomia profissional do psicólogo clínico dependem fortemente de práticas terapêuticas que estejam solidamente embasadas em evidências empíricas. Com a população idosa não deveria ser diferente. Apesar do aumento da procura por serviços clínicos por parte desta faixa-etária, devido ás mudanças demográficas que ocorrem mundialmente, o processo psicoterapêutico com idosos é, ainda, pouco discutido pelos profissionais da psicologia, o que tem produzido incertezas e pouca confiabilidade nas intervenções realizadas. A partir do exposto, a presente pesquisa analisou os estudos de intervenções psicoterápicas em idosos, publicados no período entre janeiro de 2004 e junho de 2015. Por meio de uma revisão sistemática realizada nas bases de dados PsycINFO, PubMed e a Biblioteca Virtual em Saúde, foram identificados 25 estudos cujas intervenções apresentaram resultados significativos para queixas relacionadas a ansiedade, depressão, luto, acumulação compulsiva, insônia, doença de Alzheimer, dor crônica e qualidade de vida. As intervenções que apresentaram resultados significativos foram: Terapia Cognitivo-Comportamental; Terapia de Resolução de Problemas; Terapia de Reminiscência; Terapia de Aceitação e Compromisso; Terapia Comportamental Dialética e Terapia Funcional. Os resultados obtidos podem ter importância singular para a atuação prática de psicoterapeutas que desenvolvam intervenções em idosos, embora haja a necessidade de maior desenvolvimento de pesquisas que demonstrem resultados de psicoterapia.
Abstract: [en] The evidence-based practice is currently one of the most discussed issues in international psychology. With rare exceptions, there is consensus that the status of psychotherapy and the professional autonomy of the clinical psychologist rely heavily on therapeutic practices that are firmly based on solid empirical evidence. With the elderly population should be no different. Despite the increased demand for clinical services by this age group, due to demographic changes occurring worldwide, the psychotherapeutic process with elderly people is still, little discussed by professionals of psychology, which has produced uncertainty and unreliability into interventions. From the foregoing, the present study analyzed the studies of psychotherapeutic interventions in the elderly, published between January 2004 and June 2015.Through a systematic review performed in PsycINFO, PubMed and Biblioteca Virtual em Saúde, 25 studies were identified whose interventions showed significant results for complaints related to anxiety, depression, grief, compulsive hoarding, insomnia, Alzheimer's disease, chronic pain, and quality of life. Interventions that showed significant results were cognitive-behavioral therapy; Problem-solving therapy; Reminiscence therapy; Acceptance and Commitment Therapy; Dialectic Behavior Therapy; and Functional Therapy. The results may have special importance for the practical application of psychotherapists to develop interventions of the elderly, although there is a need for further development of research that shows psychotherapy results.
Titulação: Mestre em Ciências do Envelhecimento
Orientador (a): ProfÂȘ Carla Witter
Banca

-

Assuntos: Psicologia clínica, Gerontologia, Prática baseada em evidências.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica