Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Estefânia de Araújo Santos Noronha
Título(s): [pt] Percepção da dimensão corporal de adolescentes participantes do programa SuperEscola de Praia Grande
Resumo: [pt] Esse estudo tem como objetivo mensurar a percepção da dimensão corporal percebida e imaginada de adolescentes participantes do Programa SuperEscola de Praia Grande. Participam da pesquisa 20 adolescentes entre 10 e 15 anos, divididos em dois grupos: participantes do Programa SuperEscola e participantes de Práticas Escolares. Para analisar as percepções da dimensão corporal percebida sem auxílio da visão (IPC percebido) foi aplicado o Teste de Marcação do Esquema Corporal (IMP - Image Marking Procedure) que, a partir desse estudo, foi ampliado afim de analisarmos a percepção corporal imaginada com auxílio da visão (IPC imaginado). Para analisar o histórico de atividades motoras foi aplicado o Questionário de Atividades Motoras Atuais e Pregressas (praxia fina), elaborado pelo Laboratório de Percepção Corporal e Movimento da Universidade São Judas Tadeu. Após as análises estatísticas constatamos que o grupo SuperEscola apresentou IPCs percebido e imaginado classificado como adequados enquanto o grupo Práticas Escolares apresentou superestimação da percepção dimensional do corpo percebida e imaginada. A análise dos IPCs segmentares percebido e imaginado indicou que o grupo Práticas Escolares apresentou distorção maior que o grupo SuperEscola em relação a todos os segmentos corporais analisados. Os resultados indicam a superestimação do segmento cintura entre ambos os grupos, no entanto constatamos que a superestimação do segmento cintura é relativamente maior entre o grupo Práticas Escolares. Ao analisarmos os adolescentes de acordo com o sexo e a prática de atividade física extra escolar, identificamos que independente da prática de atividade física extra escolar as adolescentes de ambos os grupos superestimam as dimensões do segmento cintura, no entanto essa superestimação é maior entre as adolescentes do grupo Práticas Escolares. A análise dos desenhos representativos das projeções do contorno corporal entre os grupos mostrou que os adolescentes não participantes do Programa SuperEscola apresentam maior desorganização na percepção dos segmentos corporais. Por meio do questionário aplicado constatamos em relação ao crescimento físico que o grupo SuperEscola percebe coerentemente o que de fato acontece em relação ao crescimento durante a fase da adolescência. Constatamos que as horas semanais dispendidas em atividades motoras atuais, os meses dispendidos em atividades pregressas, as atividades praticadas na infância e as horas semanais dispendidas em atividades de praxia fina não apresentaram correlação estatisticamente significativas com os IPCs Percebido e Imaginado. Concluímos que os adolescentes participantes do Programa SuperEscola apresentaram uma melhor adaptação ás mudanças pronunciadas pela puberdade apresentando uma percepção dimensional percebida e imaginada mais apurada em decorrência da prática de atividade física.
Abstract: This study aims to measure the perception of body size perceived and imagined teenage participants SuperEscola program of Praia Grande. Participating were 20 adolescents between 10 and 15 years, divided into two groups: participants SuperEscola program and participants of School Practices. To analyze the perceptions of body size perceived without visual support (perceived IPC) was applied the Body Scheme Marking Test (IMP - Image Marking Procedure) which, from that study, it was expanded in order to analyze the body perception imagined with the help Vision (pictured IPC). To analyze the history of motor activities was applied to the Motor Activities Questionnaire Current and stunted (thin praxis), prepared by Corporal Perception Laboratory and movement of the Universidade São Judas Tadeu. After statistical analysis found that the group had SuperEscola IPCs perceived and imagined classified as suitable as the School Practices group showed overestimation of dimensional perception of the body perceived and imagined. The analysis of segmental IPCs perceived and imagined indicated that the School Practices group showed distortion greater than the SuperEscola group over all body segments analyzed. The results indicate overestimation of the waist segment between both groups, however we found that the overestimation of the waist segment is relatively higher among the School Practices group. When analyzing the adolescents according to sex and the practice of school extra physical activity, we identified that regardless of the practice of extra school physical activity of the adolescents of both groups overestimate the waist segment dimensions, however this overestimation is higher among adolescents the School Practices group. Analysis of representative drawings of the projections of the body contour between the groups showed that teenagers do not SuperEscola Program participants are more clutter in the perception of body segments. Through the questionnaire found in terms of physical growth that SuperEscola group consistently realize what actually happens regarding the growth during adolescence. We note that the weekly hours spent on current motor activities, the months spent in previous activities, the activities practiced in childhood and weekly hours spent in fine praxis activities showed no statistically significant correlation with the IPCs Perceived and fancied. We conclude that participants adolescent SuperEscola program showed better adapt to changes through puberty pronounced presenting a dimensional perception perceived and imagined more accurate as a result of physical activity.
Titulação: Mestre em Educação Física
Orientador (a): ProfÂȘ Eliane Florencio Gama
Banca

-

Assuntos: Percepção corporal, Adolescentes, Atividade física, SuperEscola.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica