Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Maria Adelaide Pires de Almeida Sasaqui
Título(s): [pt] A representação da arquitetura clássica na produção pictórica como referencial do poder das classes dominantes
Resumo: [pt] A pesquisa trata da representação da arquitetura clássica na pintura como instrumento ideológico de poder estabelecido adotado por uma classe social dominante sobre as demais classes em diferentes períodos da história da civilização humana. O universo de imagens materiais da Arte Clássica greco-romana criada na Antiguidade é foco da releitura humanista no Renascimento italiano ressaltando os valores da nascente burguesia. Na segunda metade do século XVIII e início do XIX, novamente acorre a releitura da arte clássica, efetuada pelo neoclassicismo para enfatizar as mudanças preconizadas pela Revolução Francesa que evidenciam os valores burgueses: conquista glória, moral e bem comum, marcando um momento de renovação e modificação no comportamento da sociedade europeia. Napoleão, durante seu governo, determina o neoclassicismo como estilo Império, representando glória, conquista e poder estabelecido. No início do século XIX, o neoclassicismo chega ao Brasil em 1816, trazido pela Missão Francesa, para simbolizar o Primeiro e Segundo Reinado e destacar o jovem Império. Em todas as épocas é possível identificar a representação da arquitetura clássica na estrutura pictórica. Em todas as épocas mencionadas é possível identificar a representação da arquitetura clássica como elemento inspirador na estrutura pictórica.
Abstract: [en] The research deals with the representation of classical architecture in painting as an ideological instrument of power established adopted by a dominant social class over the other classes in different periods of the history of human civilization. The material universe images of Greco-Roman Classical art created in antiquity is the focus of humanistic rereading the Italian Renaissance emphasizing the values of the nascent bourgeoisie. In the second half of the eighteenth and early nineteenth centuries, again rushes rereading of classical art, made by neoclassicism to emphasize the changes advocated by the French Revolution that show the bourgeois values: conquest, glory, moral and common good, marking a moment of renewal and change in the behavior of European society. Napoleon, during his rule, determines neoclassicism as Empire style, representing glory, conquest and established power. In the early nineteenth century, neoclassicism arrived in Brazil in 1816, brought by the French Mission to symbolize the First and Second Empire and highlight the young Empire. At all times you can identify the representation of classical architecture in pictorial structure. At all times mentioned it is possible to identify the representation of classical architecture as inspiring element in the pictorial structure.
Titulação: Mestra em Arquitetura e Urbanismo
Orientador (a): ProfÂȘ Paula De Vincenzo Fidelis Belfort Mattos
Banca

-

Assuntos: [pt] Arte clássica, Representação da arquitetura na pintura, Instrumento ideológico, Poder estabelecido.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica