Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Autor: Andrieli Bianca Rodrigues Camilo
Título(s): [pt] Habilidades sociais, qualidade de vida e sobrecarga em idosos cuidadores informais.
Resumo: [pt] Introdução: Com o aumento da expectativa de vida da população idosa, as doenças crônicas degenerativas se tornam cada vez mais evidentes e o ser humano se torna mais vulnerável, necessitando da presença de um cuidador. O cuidador pode ser considerado como formal quando é um profissional que recebe formação específica e remuneração e informal quando não recebe capacitação e preparo para exercer a atividade, geralmente sendo um membro da família. Objetivo: verificar e analisar as habilidades sociais, a qualidade de vida e a sobrecarga de idosos cuidadores informais de pessoas na velhice. Método: estudo do tipo transversal, descritivo com a participação de 30 idosos cuidadores de ambos os gêneros, que foram contatados para responder a quatro instrumentos de avaliação: (1) Instrumento para caracterização da amostra, (2) Escala Zarit Burden Interview, (3) Instrumento de Avaliação da Qualidade de Vida – WHOQOL–Old e (4) Inventário de Habilidades Sociais para Idosos. O projeto foi aprovado pelo Comitê de ética em Pesquisa da Universidade São Judas Tadeu (CEP/USJT) sob parecer nº 489.039 emitido no dia 11/12/2013 e CAEE nº 16308513.7.0000.0089. Aos idosos que aceitaram participar da presente pesquisa, foi solicitada a assinatura no Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Posteriormente, foram aplicados os quatro instrumentos na sequência apresentada com duração, aproximada, de sessenta minutos. Resultados: A amostra foi composta por 30 idosos cuidadores informais, o gênero feminino representou 93,3%, os instrumentos apresentaram correlação entre Qualidade de Vida e Habilidades Sociais quando avaliado a autoafirmação na expressão de sentimentos e o funcionamento dos sentidos, autonomia, atividades passadas, presentes e futuras e participação social, constatando que os idosos pesquisados veem de forma positiva o processo do envelhecimento e participam de atividades sociais, quando avaliado a Qualidade de Vida com a Sobrecarga. Observou-se, também, que há relação entre Autonomia e o fator Relação Interpessoal demonstrando que quanto maior a autonomia mais disposto a relacionamentos interpessoais o idoso cuidador se encontra e por fim a sobrecarga correlacionou-se negativamente com as Habilidades Sociais, demonstrando que quanto maior a percepção de sua auto eficácia no desempenho das atividades, menor é o controle da agressividade, indicando que o cuidador por dominar as tarefas que envolvem o cuidado, pode se sobrecarregar, não solicitando auxílio de demais pessoas, ficando vulnerável a perda de controle da agressividade. CONCLUSãO: Foi possível verificar que o grupo de idosos cuidadores de pessoas na velhice, embora enfrentem as dificuldades relacionadas as atividades de cuidar, juntamente com o acúmulo de funções domésticas, encaram positivamente o processo de envelhecimento e buscam uma melhora em sua qualidade de vida, mesmo estando sobrecarregados o que pode gerar uma vulnerabilidade á agressão. Espera-se com esse trabalho, contribuir para diagnosticar o perfil dos idosos cuidadores de pessoas na velhice, possibilitando futuros trabalhos que envolvam cuidadores no ambiente familiar e que não frequentam atividades grupais devido a demanda domiciliar, desenvolvendo assim políticas de apoio e assistência a esses idosos.
Abstract: [en] Introduction: With the increase in life expectancy of the elderly population, degenerative chronic diseases are becoming more evident and the human being becomes more vulnerable, requiring the presence of a caregiver. The caregiver can be considered as formal when the person is a professional who receive specific training and compensation, and informal when this person do not receive training and preparation to perform the activity, usually a family member. Objective: To check and analyze the social skills, the quality of life and the overload of elderly informal caregivers of people in old age. Method: Transversal and descriptive study, involving 30 elderly caregivers of both genders who were contacted to answer four assessment instruments: (1) Instrument to characterize the sample, (2) Scale Zarit Burden Interview, (3) Assessment Instrument of Quality of Life - WHOQOL-Old and (4) Social Skills Inventory for Elderly. The project was approved by the Ethics Committee of the São Judas Tadeu University (CEP / USJT) under position No. 489 039 issued on 12/11/2013 and CAEE No.16308513.7.0000.0089. The elderly who agreed to participate in this research, the signature was requested in the Informed Consent (IC). Subsequently, the four instruments were applied in this sequence shown with the duration, approximated, sixty minutes. Results: The sample consisted of 30 elderly informal caregivers, females represented 93.3%, the instruments showed correlation between quality of life and social skills when assessed self-assertion in the expression of feelings and the functioning of the senses, autonomy, past, present and future activities, and social participation, noting that elderly people surveyed see positively the aging process and attend social activities, as assessed the Quality of Life with the overload. It was observed also that there is a relation between Autonomy and the Interpersonal Relationship factor demonstrating that how much greater autonomy more willing to interpersonal relationships the elderly caregiver is, and finally the overload was negatively correlated with the Social Skills, demonstrating that how much greater the perception of their self-effectiveness in performing activities lower is the aggression control, indicating that the caregiver, by mastering tasks involving care, can overload themselves, not requesting assistance from others, becoming vulnerable to lose control of aggressiveness. CONCLUSION: It was verified that the group of elderly caregivers of people in old age, though they face the difficulties related activities of caring coupled with the accumulation of domestic functions, they positively perceive the aging process and seek an improvement in their quality of life, even being overloaded which can create a vulnerability to aggression. It is hoped that this work could contribute to diagnose the profile of elderly caregivers of people in old age, enabling future work involving caregivers in the home environment, who can not attend group activities due to household demand, thus developing policies to support and assist those elderly.
Titulação: Mestra em Ciências do Envelhecimento
Orientador (a): Profª Carla Witter
Banca

-

Assuntos: [pt] Envelhecimento, Cuidar, Bem estar.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica