Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Ricardo Macedo
Título(s): [pt] A influência de Mies van der Rohe na arquitetura paulista: 1950 a 1970
Resumo: [pt] Esta dissertação tem como objetivo investigar a influência exercida pela obra do arquiteto Mies van der Rohe na arquitetura que foi produzida na cidade de São Paulo entre os anos de 1950 e 1970. O recorte temporal adotado define-se justamente por dois fatores que acontecem simultaneamente: o primeiro é que foi no intervalo entre esses anos que o arquiteto consolidou sua proposta tipológica para a construção de arranha-céus. O segundo entende que os anos imediatamente posteriores à Segunda Guerra Mundial foram para São Paulo um período de importante consolidação desenvolvimentista, marcado, entre outras experiências, pela inauguração da I Bienal de Artes, em 1951, o que situa a cidade na rota dos acontecimentos internacionais, favorecendo o intercâmbio de conhecimento em diversas áreas. Este trabalho foi desenvolvido partindo de uma ampla revisão bibliográfica e de artigos em periódicos, revistas e jornais, além de uma pesquisa em arquivos, como o da Bienal de São Paulo, em que se encontram referências sobre as visitas de Mies van der Rohe à cidade. Estas se deram por ocasião da IV Bienal, em 1957, para conhecer o terreno onde seria construído o Consulado dos Estados Unidos, cujo projeto estava a seu encargo, e da V Bienal, em 1959, da qual foi convidado a participar expondo seus trabalhos em uma sala que levou seu nome, devido a seu enorme prestígio internacional. Outra fonte importante de novos dados sobre o tema resulta das entrevistas realizadas com alguns dos arquitetos que atuavam nessa época. Fica evidente no desenvolvimento da dissertação que foi importante a influência das obras do arquiteto alemão, especialmente aquelas que apareceram nas revistas do período. Esta influência não foi, porém, suficientemente explicitada nas pesquisas sobre arquitetura moderna realizadas até hoje. Retomar esse caminho de constatação da utilização dos modelos miesianos pelos arquitetos atuando em São Paulo durante aqueles anos de consolidação da arquitetura moderna no Brasil é importante para reforçar o entendimento amplo dos desdobramentos da disciplina no país.
Abstract: [en] The aim of this study is to investigate the influence the work of Mies van der Rohe had in São Paulo’s architecture between 1950 and 1970. This time frame has been chosen due to two simultaneous factors; the first is explained by the fact that it was during this period that the architect consolidated his typological proposal in order to build skyscrapers, and the latter understands that the years that immediately followed the II World War were relevant to São Paulo in terms of developmental consolidation, represented among other experiences by the opening of the I Bienal de Artes, in 1951, which places the city in the route of international events, contributing to knowledge exchange in several areas. This study was developed from a wide bibliographic revision and based on articles from periodicals, magazines and newspapers, also including a research performed in the files, like those of Bienal de São Paulo’s, which contain references about Mies van der Rohe’s visits to the city during the IV Bienal in 1957 to see the site where the United States Consulate’s building would be erected, project he was in charge of, as well as to attend the V Bienal in 1959, where he was invited to exhibit his work at a special room named after the architect, considering his international prestige. Another important source of new information about the theme turned out to be the interviews performed with some of the architects who worked at that time. It is clear in the development of the essay that there was an important influence of the work of the German architect, especially of the projects that appeared in the magazines of the period above; however, this influence has not been clearly stated by the modern architecture research undertaken so far. It is important to resume this way of finding of the use of Mies’s models by the architects who worked in São Paulo in those years of consolidation of the modern architecture in Brazil to open a wide path for the development of the discipline in the country.
Titulação: Mestra em Arquitetura e Urbanismo
Orientador (a): Prof. Fernando Guillermo Vázquez Ramos
Banca

Fernando Guillermo Vázquez Ramos [Orientador]
Paula De Vincenzo Fidelis Belfort Mattos
Myrna de Arruda Nascimento

Assuntos:

[pt] Arquitetura - São Paulo  (SP) - Exposições
[pt] Arquitetura moderna

Arquivo(s): Abrir documento (PDF)
   

Pesquisa Específica