Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Elisabete dos Santos Freire
Título(s): [pt] A construção de valores nas aulas de educação física: habitus e illusio no cotidiano de três professoras
Resumo: [pt] Valores são conteúdos das aulas de Educação Física, disseminados por alunos e professores, de forma consciente ou inconsciente. Entretanto, embora muito se fale sobre a relação entre Educação Física e construção de valores, pouco sabemos sobre como essa construção se dá no cotidiano das aulas e como esses valores se apresentam no currículo. Mediar a construção de valores não depende apenas da vontade, da competência ou da boa intenção do professor de Educação Física. Inúmeros fatores agem nessa construção, dificultando a intervenção docente. Pesquisas têm indicado que alguns professores identificam dificuldades para implementar a construção de valores. Quais são as dificuldades percebidas por esses professores? Qual a origem dessas dificuldades? Para responder estas questões, elaborei o presente estudo com o objetivo de compreender o que dificulta o trabalho de professores que se propõem a fazer das aulas de Educação Física um espaço para a construção dos sistemas de valores de seus alunos. A Hermenêutica Crítica constitui a base epistemológica deste estudo, no qual procurei me aproximar do cotidiano escolar, local onde as dificuldades tornam-se concretas. Acompanhei a prática de três professoras, escolhidas intencionalmente. Para buscar as informações necessárias no cotidiano escolar dessas professoras utilizei como recursos a observação e a entrevista semiestruturada com professoras e alunos. Construí notas de campo para registro de observações das aulas e de aspectos relevantes das entrevistas, que foram devidamente gravadas e transcritas. A partir da análise dos dados identifiquei diversas dificuldades enfrentadas, relacionadas à aspectos internos e externos às professoras, como aquelas relacionadas à infraestrutura e aos recursos materiais disponíveis na escola; à organização escolar; aos valores e atitudes da equipe escolar; à concepção de educação física presente na cultura escolar; à elaboração e aplicação das aulas de educação física; ao relacionamento com os alunos ; e ao estado emocional das professoras. Contudo é possível identificar a existência de uma interrelação entre interioridade e exterioridade, à medida que as concepções das professoras sobre as possibilidades de estimular os alunos a construir valores na escola constituem seu habitus profissional e interferem nas expectativas construídas e na percepção das dificuldades enfrentadas. O habitus, numa relação dialética com fatores conjunturais, produz as práticas, que exteriorizam as disposições interiorizadas, e tendem a reproduzir a estrutura social que definiu as condições para sua produção. E parte do habitus de professor de Educação Física a disposição para fazer de suas aulas espaço para a construção de valores morais. Esta disposição é uma forma de ilusão, inconscientemente utilizada pelo professor, na tentativa de construir um sentido para sua prática. Ela tem levado ao estabelecimento de expectativas irreais, incoerência entre discurso e intervenção e, no caso das professoras participantes deste estudo, ao sentimento de frustração ou de impotência. Romper com esta ilusão é essencial para que o professor possa adotar uma perspectiva crítica, reconhecendo-se como agente social que tem possibilidades e limites em sua intervenção, como faz uma das professoras investigadas. Nessa medida, é preciso rever o espaço que a construção de valores morais deve ter nas aulas de Educação Física e criar maneiras de trabalhar valores de forma relacionada ao conteúdo específico da disciplina.
Abstract: [en] Values are contents of the Physical Education classes, disseminated by students and teachers, conscious or unconsciously. Although there is much talk about the relationship between Physical Education and building of values, we know few about how this building occurs in the day to day of the classes and how these values are inserted in the curriculum. To facilitate the building of values does not depend solely of our own will, skills or the good will of the Physical Education teacher. Many factors act in this building, making difficult the intervention of the teacher. Research has indicated that some teachers have difficulties to implement the building of values. Which are the difficulties perceived by these teachers? What is the origin of these difficulties? This project was developed aiming to understand what hinders the work of teachers whose proposal is to create in the classes of Physical Education a space for the building of the values systems of their students. Critical Hermeneutics is the epistemological foundation of this study in which I looked for being closer to the day to day of the classes, a place where the difficulties become concrete. This is a Multiple Case Study, following the practice of three teachers, chosen intentionally. In the search for the information needed the resources of observation and a semi-structured interview with teachers and students were used. I took fieldwork notes to record the observations of the classes and the relevant aspects of the interviews, which were audiotaped and transcribed. As from the analysis of the data I have identified many difficulties teachers face, related to internal and external aspects, as the ones related to infrastructure and to the material resources available in the school; to the organization of the school; to the values and attitudes of the scholar team; to the physical education conception underlying the school culture; to the devising and practicing of physical education classes; to the relationship with the students and to the teacher´s emotional state. However, it is possible to identify an interrelationship between interiority and exteriority as far as the teachers´ conceptions about the possibilities of stimulating the students to build values at school are their professional habitus and they interfere in the expectations built and in the perception of the difficulties found. Habitus, in a dialectic relationship with conjuncture factors, creates the practices which externalize the interiorized dispositions and tends to reproduce the social structure that has defined the conditions for its production. It is an integral part of the habitus of the Physical Education teacher the willingness to make from his/her classes a space for the building of moral values. This willingness is a kind of illusion, used unconsciously by the teacher in an attempt to make sense for his/her practice. This has led to the establishment of unreal expectations, incoherence between discourse and intervention and, in the case of the teachers participating in this study, to the feeling of frustration or impotence. To break up with this illusion is important so that the teacher could adopt a critical perspective, recognizing himself/herself as a social agent who has possibilities and limits in his/her intervention, as one of the investigated teachers does. In this sense, it is needed to review the space that the building of moral values should have in the Physical Education classes and to create ways to work on values in relation to the specific content of the subject.
Titulação: Doutor em Educação Física
Orientador (a): Maria Luiza de Jesus Miranda
Assuntos: [pt] Educação física escolar
[pt] Professores de educação física
[pt] Valores
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica