Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Nathaly Wehbe Dawalibi
Título(s): [pt] Qualidade de vida e estado nutricional de idosos em programas para a terceira idade
Resumo: [pt] Avaliar a qualidade de vida de idosos matriculados em programas para a terceira idade de três universidades localizadas no Estado de São Paulo e analisar a influência de possíveis fatores intervenientes. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, do tipo quantitativo-descritivo de campo, do qual participaram 182 idosos, de ambos os gêneros, com idades ≥ 60 anos, matriculados nos programas para a terceira idade de três universidades localizadas nos municípios de São Paulo, São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes. A avaliação do estado nutricional foi realizada por antropometria, com a aferição de peso, estatura e circunferência de cintura (CC). Para a classificação do estado nutricional, utilizou-se o índice de massa corporal (IMC). Para avaliar a percepção subjetiva da qualidade de vida, utilizou-se o World Health Organization Quality of Life Questionnaire (WHOQOL- BREF). Para avaliar o nível de atividade física, utilizou-se o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ), versão curta. Análise de regressão linear últipla foi realizada entre as variáveis dependentes e independentes. Estado nutricional foi comparado com nível de atividade física, faixa etária, renda familiar mensal e gênero, e foi aplicado o teste de Qui quadrado para averiguar associação entre estado nutricional e cada uma dessas variáveis qualitativas. Em todas as análises, adotou-se nível de significância de 5%. Resultados: Em relação ao estado nutricional, 50,0% dos idosos apresentaram excesso de peso e 64,3% apresentaram valores de CC com risco muito elevado para doenças cardiovasculares. A média da pontuação do WHOQOL - BREF, obtida pelos idosos estudados, variou, aproximadamente, entre 57,0 e 77,0 nas questões e nos domínios avaliados. Os resultados da regressão linear múltipla mostraram que a ausência de doenças influenciou positivamente a qualidade de vida nos quatro domínios avaliados. No domínio ambiental, ensino superior completo, idade avançada, ausência de doenças e residência em São Caetano do Sul influenciaram positivamente a qualidade de vida dos idosos estudados, nessa ordem de importância. Não houve associação entre estado nutricional e nível de atividade física, faixa etária, renda familiar mensal e gênero. Conclusão: A média da pontuação do WHOQOL - BREF, obtida pelos idosos nas questões e nos domínios avaliados, sugere uma percepção, em relação à qualidade de vida, de razoável para boa, considerando que quanto mais próximo de 100 melhor é a qualidade de vida. Os fatores associados à melhor qualidade de vida foram: ensino superior completo, idade avançada, ausência de doenças e residência em São Caetano do Sul, nessa ordem de importância.
Abstract: [en] Evaluate the quality of life of the elderly enrolled in programs for seniors from three universities located in the State of Sao Paulo and analyze the influence of possible intervening factors. Methods: It was a field, crosssectional and quantitative-descriptive study, in which 182 elderly of both genders participated. They were aged ≥ 60 years and were enrolled in programs for seniors from three universities located in the cities of Sao Paulo, Sao Caetano do Sul and Mogi das Cruzes. The nutritional status evaluation was done by means of anthropometry, with the measurement of weight, height and waist circumference (WC). To classify the nutritional status, it was used the body mass index (BMI). To evaluate the subjective perception of quality of life, it was used the World Health Organization Quality of Life Questionnaire (WHOQOL- BREF). To assess the level of physical activity, it was used the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ), short version. Multiple linear regression analysis was performed among the dependent and the independent variables. Nutritional status was compared with physical activity level, age group, monthly family income and gender, and it was applied the Chi square test to check the association between nutritional status and each of these qualitative variables. In all analysis, it was adopted a significance level of 5%. Results: In relation to the nutritional status, 50.0% of the sample were overweight and 64.3% showed WC values at very high risk for cardiovascular diseases. The mean score of the WHOQOL - BREF, obtained by the elderly, ranged from, approximately, 57.0 and 77.0 in the questions and domains assessed. The results of multiple linear regression showed that the absence of diseases positively influenced the quality of life in all domains evaluated. In the environmental domain, higher education degree, old age, absence of diseases and residence in Sao Caetano do Sul positively influenced the quality of life of the elderly, in this order of importance. There was no association between nutritional status and physical activity level, age group, monthly family income and gender. Conclusion: The mean score of the WHOQOL - BREF, obtained by the elderly in the questions and domains assessed, suggests a perception, about the quality of life, reasonable to good, considering that the closer to 100, the better is the quality of life. The factors associated with better quality of life were: higher education degree, old age, absence of diseases and residence in Sao Caetano do Sul, in this order of importance.
Titulação: Mestre em Ciências do Envelhecimento
Orientador (a): Rita Maria Monteiro Goulart
Assuntos: [pt] Avaliação nutricional
[pt] Idosos - nutrição
[pt] Qualidade de vida
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica