Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Felicidade Aparecida Gouvea Muñoz
Título(s): [pt] A justiça e a sabedoria prática em Paul Ricoeur
Resumo: [pt] Essa reflexão é sobre a justiça e a sabedoria prática nas relações cotidianas sob a perspectiva da fenomenologia hermenêutica da Paul Ricoeur. A sabedoria prática, na instância da prática de justiça, atua segundo Ricoeur como uma mediação entre a norma moral e a intenção ética. Ela opera na medida em que se deve incluir no julgamento uma dimensão ética, para que se possa estabelecer as trocas regradas de uma razão ponderada, para que os argumentos sejam plausíveis diante do tribunal. O caráter ético é, nessa concepção, a sugestão de um télos de “vida boa” que tenta estabelecer a mediania na argumentação, como uma atitude mais justa na aplicação das regras em relação aos conflitos que nascem a partir de convicções mais acirradas ocorridas na dinâmica social. A violência e a vingança constituem-se na contraparte a ser contida pela estrutura do aparelho judiciário do Estado. Sabemos, porém, que uma atitude justa é difícil, principalmente quando há uma situação de conflito grave entre duas pessoas, em que cada qual acredita obstinadamente que somente a sua convicção é justa. Examinamos a Antígona de Sófocles, uma imagem clássica desse conflito entre duas convicções. Antígona apega-se ao direito familiar de poder enterrar o irmão e Creonte aferra-se em cumprir uma lei para castigar o morto. Nesse embate entre os dois é possível ver que a falta de uma sabedoria prática no modo como cada antagonista se posiciona em sua própria convicção pode piorar a situação do conflito e dificultar, assim, um possível consenso sobre o que poderia ser mais justo para a ocasião. A justiça, no caso, não agiu de maneira justa, ela trouxe sofrimento para ambos, pois nenhum dos dois conseguiu entrar em um acordo sobre o que no julgamento moral em situação poderia ser mais justo. Ambos posicionaram-se em uma dimensão do direito, reservando para si o que era o correto, mas o justo pela lei sem uma intenção ética visando o bom, sem exercitar a sabedoria prática, pode acabar levando então às conhecidas consequências trágicas. Depois de acompanhar a discussão desse caso exemplar, examinamos as soluções conceituais de Ricoeur em torno da noção de sabedoria prática, dando destaque à perspectiva ética de uma vida boa, que inclui o cuidado de si e do outro, na resolução dos conflitos de justiça. Nosso trabalho mostra, assim, que a reflexão de Ricoeur articula os princípios teóricos e a prática, tanto a judiciária quanto a cotidiana, de um modo consistente.
Abstract: This reflection is about the justice and the practical knowledge in everyday relationship under perspective of Paul Ricoeur’s hermeneutic phenomenology. The practical knowledge, in the instance of justice, practice acts by Ricoeur like a mediation between the moral norm and the ethical intent. It operates as it should include in the judgment an ethical dimension, so that we can establish the orderly exchange of a weighted reason, so that the arguments are plausible before the court. The ethical character is, in this conception, the suggestion of a “good life” télos which tries to establish a moderated argumentation, like a fairer attitude in the application of the rules related to the conflict that born since intransigent convictions occurred in the social dynamic. Violence and revenge are the contravention which has to be carried by the structure of the State judiciary. Although we know that a fair attitude is hard, mainly when there is a serious conflict between two people, when each one believes obstinately that only his conviction is fair. We examinated Sophocles’ Antigone, which is a classical image of the conflict between two convictions. Antigone clings to family law to bury her brother and Creon grasp top comply with the law and punish the dead. In this clash, it’s possible to see that lack of practical knowledge in the way each antagonist place itself in his own conviction, can worse the conflict and complicate a possible consensus about what could be fairer for the occasion. Justice, in this case, didn’t act in a fair way; it brought suffering for both, because no one could enter into an agreement about what could be fairer in a moral judgment. Both of them positionated themselves in a law dimension, reserving for them what was correct, but the just by the law, without an ethical intention which aims the good, without the use of practical knowledge, can lead to the wellknown tragic consequences. After analyze this case, we examinated Ricoeur’s conceptual solutions around the practical knowledge notion, emphasizing the good life ethical perspective which includes take care of yourself and take care of other, in the solution of justice conflicts. In this way, our work shows that Ricoeur’s reflection links theoretical principles and practical, even the judiciary and the everyday one, in a consistent way.
Titulação: Mestrado em Filosofia
Orientador (a): Hélio Salles Gentil
Assuntos: [pt] Justiça
[pt] Sabedoria
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica