Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Priscila Aguiar Costa
Título(s): [pt] Efeitos do treinamento resistido e administração de testosterona sobre os componentes muscular e elástico da artéria aorta ascendente de ratos idosos
Resumo: [pt] O objetivo deste estudo foi investigar, utilizando técnicas morfométricas e estereológicas, se o tratamento com testosterona associado ou não a exercícios físicos resistidos em ratos idosos tem efeito sobre o envelhecimento da artéria aorta. Foram utilizados 25 ratos Wistar machos com 13 meses de idade, distribuídos em 5 grupos, com 5 animais cada grupo: CI - controle inicial, sacrificado aos 13 meses; CF - controle final; Tr - treinado; Te - que recebeu injeções de testosterona, e TT- treinado com testosterona, sendo estes quatro últimos grupos sacrificados aos 16 meses de vida. Os animais dos grupos treinados escalaram diariamente - uma escada vertical com a altura de 110 centímetros e com a inclinação de 80 graus - por seis vezes consecutivas, com pesos atrelados ao corpo. A cada semana, era adicionada uma sobrecarga, baseada em protocolo da literatura. Os animais dos grupos Te e TT, receberam 1g de propionato de testosterona, três vezes por semana por via intramuscular. Trechos da aorta ascendente foram utilizados para fazer cortes histológicos semi-seriados e corados alternadamente com Hematoxilina-Eosina e Verhoeff. Nestes cortes foram analisados: a espessura das túnicas média e íntima em conjunto; densidade numérica de núcleos de miócitos; densidade numérica de lamelas elásticas; e densidade de volume dias lamelas. As médias foram calculadas através do teste ANOVA e do teste pos hoc de Tukey. Os resultados mostraram que todos os grupos sofreram significativo aumento da espessura da parede aórtica em comparação ao grupo CI, sendo que, os grupos Te, Tr e TI obtiveram este aumento parcialmente inibido em relação ao grupo CF. Todos os grupos tiveram redução do número de núcleos de miócitos, embora nenhum destes estatisticamente significantes, o grupo CF reduziu em 28% enquanto o grupo Tr reduziu somente em 10% o número de núcleos em relação ao grupo CI. Na contagem do número de lamelas elásticas, somente o grupo CF apresentou aumento significante em relação ao grupo CI. Sobre o volume das lamelas elásticas, todos os grupos apresentaram aumento em relação ao grupo CI, significante somente para o grupo Te. Mas em relação ao grupo CF, o grupo Te teve aumento de volume enquanto que o grupo Tr teve redução. Portanto, os efeitos observados na artéria aorta durante o envelhecimento, foram minimizados, seja com o treinamento resistido, ou com a administração de testosterona.
Abstract: The objective of this study was to investigate, using morphometric and stereological techniques, whether the treatment with testosterone combined or not with resistance training in aged rats have any effect on the aorta artery. Twenty five 13-month oId Wistar male rats were divided into five groups with five animals per group: IC- initial controI, sacrificed at 13 months of age; FC -Final controI; Tr - trained; Te – treated with testosterone; and TT- trained and treated with testosterone. The four last groups were sacrificed at 16 months of age. The animals in the trained groups were forced to daily climbing exercises - a vertical ladder climbing, 110 em of height and 80° of inc1ination - six times a day with weight attached to their body. Every week, the training load was increased based on a literature protocol. The animals in the Te and TT groups were injected intramuscularly with 1 g of testosterone propionate three times a week. Sections of the ascending aorta were semi-serially cut for histology and stained with Hematoxilina-Eosina and Verhoeff. In each section, the combined mean intima and media thickness, the numerical density of myocite nuclei, the numerical density of elastic Iamellas, and the density of volume of lamellas were determined. The means were obtained using the ANOVA and Tukey post hoc tests. The results show that the aortic wall thickness of all groups increased significantly if compared with that of the IC group, but such increase was partially inhibited in the Te, Tr, and TT groups in comparison with that of the FC group. All groups indicated reduction in the number of myocite nuclei, although not statistically significant. The FC group reduced the number of myocites nuclei by 28%, whereas the Tr group reduced it on1y by 10% in comparison to the IC group. The number of elastic lamellas increased significantly on1y in the FC group if compared to the IC group. The volume of elastic lamellas increased in all groups in comparison with the IC group, although significantly on1y in the Te group. However, the volume increased in the Te group and decreased in the Tr group if compared to the FC group. Therefore, it can be said that the effects in the aorta artery with age were minimized with either resistance training or treatment with testosterone.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador (a): Romeu Rodrigues de Souza
Assuntos: [pt] Exercícios resistidos
[pt] Testosterona
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica