Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Débora de Fátima Surati Porto
Título(s): [pt] Operação urbana água branca: gestão e espaço físico
Resumo: [pt] As Operações Urbanas foram definidas pela lei brasileira do Estatuto das Cidades de 2001 como instrumentos de política urbana que possibilitam a realização de um conjunto de ações coordenadas pelas prefeituras com a participação da iniciativa privada, visando à melhoria das condições urbanísticas da região. Elas já nasceram com uma dicotomia: são um instrumento de arrecadação de recursos e um instrumento de planejamento urbano. Criadas a partir de experiências internacionais, principalmente norte-americanas, as Operações Urbanas são decorrentes da intenção de projetar as cidades sem a projeção de seus edifícios. Para isso são utilizados os tradicionais
parâmetros urbanísticos, como a Lei de Zoneamento, aliados a novos mecanismos de parceria. Em São Paulo, as Operações Urbanas foram propostas como instrumento de planejamento urbano pelo Plano Diretor de 1985, iniciando um caminho que contém diversas interpretações e posicionamentos. Este estudo tem como foco principal a trajetória da Operação Urbana Água Branca de 1991, situada na Zona Oeste de São Paulo e detentora de uma área de quase 504 hectares. A ocupação ligada aos usos industriais definiu sua atual paisagem constituída por depósitos, fábricas, galpões industriais e pelos trilhos da ferrovia que, no passado, foi indutora de grande desenvolvimento econômico e hoje se apresenta como uma barreira de difícil transposição. Além disso, por encontrar-se rente às margens do rio Tietê, a área possui diversos pontos de alagamento. Ainda assim, a área possui toda a infra-estrutura urbana formada, com transportes públicos como trens, metrô e corredores de ônibus, além de imensas áreas vazias, fato que a torna uma área de grande interesse imobiliário. No entanto, a história da Operação Urbana Água Branca não é tão linear, já que ficou estagnada entre os anos 1995 e 2003, mas, após algumas mudanças de direcionamento realizadas pelo poder público e pelo setor privado, o número de propostas aumentou vertiginosamente e hoje a área vem se transformando de maneira radical. O trabalho buscou analisar os motivos dessa transformação, o tipo de ocupação e padrão que vem sendo configurado e confrontá-los com os objetivos propostos pela Lei da Operação.
Abstract: [en] The Urban Operations were defined by the Brazilian law Statute of the City (Estatuto da Cidade) in 2001 as instruments of urban policy that permits the realization of a set of actions coordinated by the local public administration with the participation of the private initiative, aiming for improvements of the conditions of the urban region. They were born with a dichotomy: they are an instrument for fundraising and an instrument for planning. Created by international experiences, especially from North America, the Urban Operations have the intention to design cities without design buildings, for this, the traditional urban parameters such as the Law of Zoning (Lei de Zoneamento) are used coupled with new mechanisms of partnership. In Sao Paulo, the Urban Operations have been proposed as an instrument of urban planning by the Master Plan (Plano Diretor) of 1985, initiating a path that contains several interpretations and positions. This study focus on the trajectory of the Urban Operation of Água Branca of 1991, located in the western area of Sao Paulo and holds an area of almost 504 hectares. The occupation related to industrial uses defined her current landscape with factories, depots, industrial warehouses and the harrows of the railway that, in the past, has induced a major economic development and today represents a difficult barrier to overcome, in addition, by lying close to the banks of the Tiete River, the area has several points of flooding. Nevertheless, the area has an entire urban infrastructure already formed, with public transport such as trains, subways and bus lanes, and huge empties areas, which makes it an area of great interest for real estate. However, the history of the Urban Operation of Água Branca is not that linear and it has been stagnated between 1995 and 2003, but after some changes of direction made by the public and the private sector, the number of proposals has radically increased and today the area is been dramatically changed. The study aimed to analyze the specific reasons for these changes, the type of occupation that is growing and confront with the objectives proposed by the law of this Urban Operation.
Titulação: Mestrado em Arquitetura e Urbanismo
Orientador (a): Adilson Costa Macedo
Assuntos: [pt] Cidades e vilas
[pt] Planejamento urbano - São Paulo (SP)
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica