Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Alexandre Augusto Dias Rodrigues
Título(s): [pt] O Ceticismo na Filosofia Moral de David Hume
Resumo: [pt] A despeito da quantidade de trabalhos escritos e de estudiosos que se debruçaram sobre a filosofia moral de David Hume, sua interpretação ainda é objeto de controvérsia – que se estende desde seus leitores contemporâneos. O papel desempenhado pelo ceticismo, em especial, é um tema que fomenta as mais diversas opiniões e, no entanto, parece ser o mais importante na identificação da posição de Hume no debate moral moderno. Dentre as diversas interpretações, destacam-se as de Kemp Smith e de David Norton. A primeira ressalta a importância atribuída por Hume para as paixões e o papel coadjuvante que o filósofo relega a razão, culminando numa interpretação que afasta o ceticismo da moral humeana. A segunda sugere que a filosofia de Hume, como um todo, divide-se em dois blocos que, além de possuírem diferentes objetos de estudo, desenvolve-se a partir de posturas filosóficas divergentes. Em sua interpretação, o sistema filosófico humeano é, de um lado, voltado para questões metafísicas e fundamentado no ceticismo; de outro lado, investiga os fenômenos morais e apresenta uma teoria do senso comum, oposta ao ceticismo. O presente trabalho pretende alcançar um modelo de ceticismo moral extraído da obra de Hume e que represente o entendimento do filósofo sobre o assunto e fazer uma análise de seus textos morais para, posteriormente, avaliar se a filosofia moral de Hume pode ser considerada cética.
Abstract: [en] Despite the number of papers and academics dedicated to the David Hume’s moral philosophy, its interpretation is still target of controverse – and that came since his contemporaries readers. The scepticism role is especially a theme that urge various opinions. However, it seems to be the most important in the identification of Hume’s position in the modern moral debate. Among the various interpretations, that from Kemp Smith and David Norton are outstanding. The first presents the importance given by Hume to passions and the support role that the philosopher disregard the reason, culminating in an interpretation that recedes the scepticism of humean moral. The second suggests that Hume’s philosophy, as a whole, it’s divided into two blocks that besides having different studies objects, developing from differents philosophical postures. For interpretation, the humean philosophical system is, for one side, turned to metaphysical questions and justified by scepticism, from another side, it investigates the morals phenomena and presents a common sense theory, as the opposite to the scepticism. This present paper intends to reach a role model of moral scepticism extracted from Hume’s work and that represents the understanding of the philosophy about the matter, and makes an analysis of his moral texts to afterwards assess if the Hume’s moral philosophy can be considerate sceptical.
Titulação: Mestrado em Filosofia
Orientador (a): Plínio Junqueira Smith
Assuntos: [pt] Ceticismo
[pt] Filosofia - Moralidade
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica