Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Eduardo Morvan Leme Gargaglione
Título(s): [pt] Efeitos de diferentes intensidades de exercício aeróbio no miocárdio de ratos com síndrome metabólica: aspectos morfométricos e estereológicos
Resumo: [pt] A inatividade física e o baixo nível de condicionamento físico têm sido considerados fatores de risco para dislipidemia, hipertensão arterial, resistência a insulina, hiperinsulinemia, diabetes e obesidade central. O grupamento destes fatores de risco é caracterizado como Síndrome Metabólica (SM). O objetivo do presente estudo foi analisar, sob os aspectos morfométricos e estereológicos, os efeitos da caminhada e corrida em esteira, no ventrículo esquerdo de animais que apresentam SM. Foram utilizados 20 ratos de linhagem Wistar, machos de 21 dias, oriundos do Biotério Central da Universidade São Judas Tadeu. Os animais foram separados em grupos: Controle, SM, SM + Caminhada e SM + Corrida. Os métodos foram aplicados em quatro diferentes etapas: 1Indução da SM; 2Protocolo experimental de exercício físico; 3Eutanásia dos animais; 4Processamento do material para o estudo por meio de microscopia de luz e microscopia eletrônica. Determinaramse a área média dos miócitos, densidades numéricas dos miócitos (Nv [m]) e capilares (Nv [cap]), densidade de volume das fibras colágenas(Vv[fc]), densidade de volume dos miócitos (Vv [m]), do interstício cardíaco (Vv [int]) e dos capilares (Vv [cap]), com o auxílio de um sistema de análise de imagens Axion Vision. Os resultados obtidos foram agrupados em valores de média e erro padrão da média. Para o tratamento estatístico empregouse a análise de variância de um caminho (ANOVA) e Teste de Kolmogorov e Smirnov (p<0,0001). A área média dos miócitos resultou em aumento no volume relativo de acordo com a necessidade fisiológica exigida. Assim sendo, o grupo que realizou a caminhada teve um discreto aumento da sua área celular, já o grupo que realizou a corrida, tiveram seus miócitos hipertrofiados, sugerindo que a corrida conseguiu reverter a aparente atrofia desencadeada pela SM e inatividade física. A densidade numérica dos miócitos apresentouse de forma isotrópica em número sofrendo variações de acordo com seu volume. O grupo SM obteve uma densidade numérica de miócitos maior em relação aos grupos que praticaram exercícios e estes apresentaram uma redução na densidade numérica, por conta de um aumento de seu volume. Observouse que intensidade do exercício (Corrida) está relacionada a uma menor densidade de volume celular, portanto uma correção feita pelo exercício. Quanto a densidade numérica dos capilares cardíacos foi observado que tanto o grupo SM + Caminhada como o grupo SM + Corrida, tiveram a densidade numérica dos capilares aumentadas, o que melhora a nutrição e remoção residual do tecido muscular, corrigindo a diminuição induzida pela SM. No tocante a densidade de volume das fibras colágenas foi observado que os exercícios tendem a modular os fatores que ativam a formação de fibras colágenas, fazendo com que diminuam os riscos de disfunção diastólica ventricular. Quanto a densidade de volume dos miócitos foi observado que tanto a caminhada como a corrida, confirmaram sua eficácia para o aumento e a manutenção da massa miocárdica que, por sua vez, atua na prevenção do enfraquecimento cardíaco, insuficiência cardíaca e apoptose. No parâmetro relacionado com a densidade de volume do interstício cardíaco foi observado que a caminhada e a corrida tiveram seus interstícios aumentados e assim tendo uma contribuição para um maior aporte nutricional para o tecido cardíaco. Concluise que ambos os exercícios tiveram sua contribuição para específicas melhorias no tecido cardíaco e no controle dos agravantes da SM.
Abstract: [en] The physical inactivity and the low level of physical conditioning have been considered risk factors of dyslipidemia, arterial hypertension, insulin resistance, hyperinsulinemia, diabetes and central obesity. The grouping of these risk factors is characterized as Metabolic Syndrome (SM). The objective to the present study was to analyse, the effects of walking and the running in mat, in the left side ventricle of the animals that present SM, sub the morphometrics aspects and stereologs. They were utilized Twenty mousse of Wistar’s lineage, males animals of 21 days, derived of “Central Bioterio of São Judas Tadeu University”. The animals were separated in groups: Control, SM, SM + walking and SM + running. The methods were applyed in four different stages: 1Induction of the SM; 2Experimental protocol of the physical exercise; 3Euthanasia of the animals; 4Processment of the material of study for the light electronic microscopic. They determined the area average of myocytes, numeric density of myocytes (Nv [m]) and capillary (Nv [cap]), volume density of collagens fibers (Vv[fc]), density of the volume of myocyte (Vv [m]), of the cardiac interstitial (Vv [int]) and the capillary (Vv [cap]), with the Axio Vision analysis system. The obtained results were grouped in average values and standard errors average. For the statistic treatment it has been applied the variance analysis (ANOVA) and the Kolmogorov and Smirnov tests (p<0,0001). The medium area of the myocytes resulted in increase the volume regarding with the fisiologic necessity claimed. Then the group that realized the running, presented their hypertrophy myocytes sugaring that the running get to revert the apparent atrophy unchainby by SM and fisic inactivity the numeric dendity of the myocytes presented by the isotrophy way in number, soffering variations according to its volum. The group SM obtained a numeric density of myocytes bigger in relation to the groups that practiced exercises and these presented one reduction in the numeric density, due the increasing of its volum. Observated that the intensity of the exercise (running) is listed a one smaller density of the volum cellular, so one correction it was been made by the exercise. Regarding to numeric density of the cardiacs capillaries was observed that the group SM + walking like the group SM + running, presented this increased taking a one improvement in the nutrition and residual removal of the muscle tissue, amending of this way, the reduction induction by SM. In relation to the density of the volum of the fibre collagen was observed that the exercises correct tend the factors that activate the formation of fibre collagen making that reduce the risks of disfunction ventricule diatolic. This the density of volum of myocytes observed that so the running and walking, confirmed its efficiency for the increasing and a keeping of the miocardic mass that for its time, actua in the prevention of to cardiac weaken, cardiac insufficiency and killer cell. In the parameters listed with the density of the volum of the cardiac interstitiun was observed that the walking and the running presented interstitiun increased and hawing one contributing for a one major apportion nutritional for the cardiac tissue. It can be concluded that both exercises had its contribution for the specific enhance in the cardiac tissue and on the control of aggravation of the SM.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador (a): Laura Beatriz Mesiano Maifrino
Assuntos: [pt] Síndrome metabólica
[pt] Exercícios físicos
[pt] Morfometria
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica