Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Joelson Pereira de Sousa
Título(s): [pt] O papel do pirronismo nos "Pensées" de Pascal
Resumo: [pt] O pensamento de Blaise Pascal (1623-1662) reflete uma tradição filosófica que foi retomada em seu tempo, a saber, o ceticismo antigo. Temática que aparece em suas principais obras de filosofia, a Entretien avec Sacy sur la philosophie e os Pensées. Ele aprofunda alguns aspectos acerca do ceticismo nas filosofias de Descartes (1596-1650) e Montaigne (1533-1592), autores que certamente estavam em seu horizonte, inseridos de algum modo nas discussões sobre o ceticismo. Em Descartes, examina seu "pirronismo impuro" e o uso metodológico dos argumentos céticos na Primeira Meditação com a finalidade de se opor ao projeto cartesiano de fundamentação racional do conhecimento. Em Montaigne, investiga seu "pirronismo puro" e a maneira como ele discute o ceticismo no texto da "Apologia de Raymond Sebond" nos Ensaios, com atenção especial aos temas da condição humana, moral, religião e costumes. Aliás, seria na filosofia pirrônica de Montaigne que Pascal descobriria a temática da "razão cética", encarada como o grande fato significativo da racionalidade humana: a própria razão carece de uma fundamentação discursiva ou racional.
Titulação: Mestrado em Filosofia
Orientador: Dr. Plínio Junqueira Smith
Assuntos: [pt] Filosofia Moderna
[pt] Ceticismo
[pt] Pascal, Blaise, 1623-1662 [pt] Descartes, René
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica