Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: José Porfírio de Souza
Título(s): [pt] Formação do Profissional de Educação Física: O Caso da Unioeste
Resumo: [pt] A formação do profissional em Educação Física tem sido tema recorrente na literatura da área, mas ainda carece de estudos mais aprofundados. Análises sobre as dificuldades dos egressos nos primeiros passos de sua atuação é uma das questões que tem preocupado alguns professores-formadores, no sentido de auxiliar seus ex-alunos na transição da Universidade para a escola. Assim, tendo como objeto de estudo o curso de Educação Física da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste, esta pesquisa teve como meta analisar se a formação em licenciatura, oferecida por este curso, tem atendido às necessidades dos egressos para atuarem nas escolas de ensino fundamental e médio, a partir de uma análise de todos os Projetos Políticos Pedagógicos (PPP) do curso, e da coleta dos discursos dos próprios egressos formados nesta Instituição, entre os anos de 2000 a 2005, que estão atuando em escolas públicas e ou particulares que foram entrevistados individualmente. Este curso já formou centenas de profissionais dessa área de conhecimento durante vinte três anos de existência, os quais adentraram no mercado de trabalho, e implantou cinco Projetos Políticos Pedagógicos. Durante treze anos esta IES ofereceu apenas o curso de licenciatura, mas devido às mudanças advindas do mercado de trabalho, que passaram a exigir um novo perfil profissional, ou seja, a figura do bacharel, para atender às novas demandas da área não-escolar, e ainda devido ao atendimento da resolução 03/CNE/87, o curso passou a oferecer a partir do ano de 1997 o curso de bacharelado, que passou a funcionar concomitantemente com o de licenciatura. Por conta do grande número de alunos formados, somado às mudanças realizadas nas grades curriculares, surgiu-nos esta inquietação como docente dessa Instituição. A partir de uma abordagem qualitativa com enfoque descritivo de um estudo de caso da Unioeste, empregou-se a Técnica de análise documental de Marconi e Lakatos (1996) para análise dos PPP, e análise das entrevistas por meio do Discurso do Sujeito Coletivo, de Lefèvre e Lefèvre (2005). Os resultados obtidos nesta pesquisa declaram que o Projeto Político Pedagógico tem atendido parcialmente às expectativas do egresso licenciado em Educação Física, pois os egressos expressam que sua formação proporcionou-lhes uma base de conhecimentos, considerando o corpo docente capacitado, mas apontando uma desconexão entre a Universidade com a escola. São levantadas as dificuldades encontradas no início de suas atuações, em todos os níveis do Ensino Básico. Em relação ao perfil do egresso pretendido pelo curso e expressado no PPP (1997), pôde-se inferir que há uma carência de informações específicas sobre o direcionamento deste egresso para o contexto escolar. O que ficou evidenciado é que faltam pontos específicos, principalmente em relação ao conhecimento, tanto dos mecanismos de funcionamento de uma escola como dos processos de atendimento às crianças. Portanto, ao identificar o pensamento do egresso, que está atuando como professor de Educação Física em instituições escolares públicas e particulares, pressupõe-se haver uma desconexão entre a formação proposta no PPP (1997), em relação as necessidades deste egresso e a realidade escolar encontrada no seu universo de atuação. Nesta pesquisa não se tratou de culpabilizar a elaboração dos PPP, as grades curriculares, as leis e diretrizes que sustentavam o curso de Educação Física da Unioeste e muito menos, os professores e ou os alunos. O novo PPP (2006), já contempla estratégias que visam dar luz a alguns problemas levantados, no entanto, até 2009 o curso formará profissionais com base no PPP (1997). Sendo assim, parece ser imperativo dirigir um olhar mais atento para estes futuros professores, visando auxiliá-los em suas dificuldades, no momento de sua entrada na escola como professor de Educação Física, sugerindo a construção de estratégias que possam levá-los a conhecer a escola antes do estágio curricular.
Abstract: [en] The training of the professional in Fitness has been recurrent theme in the literature of the area, but still needs further investigation. Analysis on the difficulties of egresses in the first steps of their acting is one of the issues that has worried some teachers, trainers, to help their former university students in their transition to school. Thus, with the course of Physical Education of the State University of the Western Parana – Unioeste as an object of study, this research shought to examine if the licentiate degree, offered by this course, has met the needs of egresses to work in middle and high schools, from an analysis of all Political Pedagogical Projects (PPP) of the course, and the collection of speeches by egresses trained in this institution, between the years of 2000 and 2005, who are currently working in public and/or private schools and that were individually interviewed. This course has trained hundreds of professionals of this knowledge area, who were inserted in the job market, in twenty three years of existence, and it has implemented five Political Pedagogical Projects. For thirteen years this IES offered only the licentiate degree, but due to the changes in the job market, which began to require a new professional profile, i.e., the bachelor, in order to meet the new demands of the non-school fields, and also due to the resolution 03/CNE/87, the course has provided from the year of 1997 on, the bachelor degree, which has run concurrently with the licentiate degree course. Because of the large number of students trained, added to the changes made in grades curriculum, came to us this concern as a teacher of this institution. From a qualitative approach with descriptive focus of a study case of Unioeste, the documental analysis technique of Marconi and Lakatos (1996) was used to review the PPP, so was analysis of the interviews through the Collective Subject Speech, Lefèvre and Lefèvre (2005). The results obtained in this study state that the Project Political Pedagogical has partially met the expectations of egresses of licentiate degree in Physical Education, as the egresses express that their education provided them with a knowledge base, considering the well trained faculty, but pointing a disconnection between the University and the school.Difficulties in the egresses´ early performances have been raised, at all levels of primary education. Regarding the egresse profile desired by the course and expressed in PPP (1997), one can infer that there is a lack of specific information on this egress direction to the school context. What has been shown is the lack of specific points, particularly in relation to knowledge, both in the operation mechanisms of a school and in the attendance processes to children. So, by identifying the thought of the egresse, who is serving as a Physical Education teacher in public schools and private institutions, one can assume that there is a disconnection between the training proposed in the PPP (1997), regarding the needs of this egresse found in the school reality in his universe of action. This research did not mean to blame the preparation of PPP, the curriculum grades, the laws and guidelines that sustained Unioeste Physical Education Course, much less, the teachers or the students. The new PPP (2006), already includes strategies that aim to give light to some problems raised, however, until 2009 the course will form professionals on the basis of 1997 PPP. Therefore, it seems imperative to give a closer look for these future teachers, aiming to help them in their difficulties the moment they enter the school as a Physical Education teacher, suggesting the construction of strategies that can lead them to know the school before the traineeship.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador: Dra. Vilma Lení Nista-Piccolo
Assuntos: [pt]Educação física – Formação
[pt]Educação física – Estudo e ensino
[pt]Formação Profissional.
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica