Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: João Carlos Nogueira Louzada
Título(s): [pt] Indivíduos desfavorecidos, atividade física e saúde: um olhar sobre o papel da educação física na promoção da saúde.
Resumo: [pt] Diante dos olhos do mundo, o Brasil sempre foi visto com o país do futebol, do Carnaval e das belas mulheres, contudo a violência, a corrupção e principalmente a desigualdade e exclusão social ofuscaram essas características. Índices como o IG (Índice Gini) o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e o Critério BRASIL de Estratificação Socioeconômico, são apenas três indicadores que caracterizam a péssima situação brasileira acerca das desigualdades sociais, além da proposta de Sen (2000) que discute estas questões em termos de liberdades básicas. Alimentação, educação, saúde e até a atividade física, liberdades básicas que qualquer cidadão deveria gozar, manifestam-se de forma diferente em nossa sociedade. Através de nossa área de atuação, a Educação Física e com base nas reflexões provenientes da Promoção da Saúde, acreditamos que a exclusão e desigualdade social tendem a melhorar. Tendo como ponto de partida estas colocações, o objetivo geral desse estudo buscará identificar o papel da atividade física na saúde a partir da visão de indivíduos desfavorecidos. Este trabalho de enfoque qualitativo caracteriza-se como sendo uma pesquisa descritiva, composta por oito indivíduos, operários no bairro do Cambuci, região sul da cidade de São Paulo. O instrumento utilizado foi uma entrevista narrativa coletado por meio de um gravador de voz. Percebemos que o futebol era a atividade mais comum na infância e adolescência, que abandonar a escola e o esporte para trabalhar era comum, que barreiras como renda, trabalho, tempo, cansaço físico, falta de áreas para prática entre outros, influenciaram negativamente a atividades físicas por parte desses sujeitos e que, apesar de valorizarem essa prática, só alguns têm o costume de exercitar-se regularmente. Quanto às vontades e anseios, apenas metade dos indivíduos entrevistados tem opinião formada sobre o assunto, apontando novamente o Futebol como atividade preferida. Em suma, seguindo essas informações vimos que propor algo antes mesmo de conhecer o indivíduo e comunidade parece ser um erro que não deve ser cometido por nós professores de Educação Física. Desta forma, avaliar quem são, como viveram e vivem, o que sabem, o que querem, nos dá condições de ir além, construindo possibilidades, juntando saberes e vivências com o saber científico que será necessário para que se desenvolvam melhor como cidadãos, tendo a possibilidade de inserir-se em algum tipo de prática, adotando assim hábitos mais saudáveis em sua vida.
Abstract: [en] Beyond the eyes of the world, Brazil has always been seen as the country of soccer, of Carnival and pretty women, though the violence, the corruption and principally the inequality and social exclusion overshadow these characteristics, hiding what we have of best. Rates such as the IG(Gini Rate), IDH( Human Development Rate ) and Socioeconomic Estratification Criterion in BRAZIL, are only three indicators that characterise the terrible Brazilian situation regarding social inequality, in spite of the Sen (2000) proposition that discusses this question in terms of freedom. Food, education, health and even physical activity, basic rights that every citizen should have access to, manifest in different forms in our society. Through Physical Education, based on the reflexions coming from Health Promotion, that working on turning individuals and communities capable of promoting life and health quality improvement, including a closer participation in the control of this process, we believe that the exclusion and social inequality tend to decrease. Based on the above mentioned, the main objective of this paper is to identify the role of physical activity on health from the underprivileged individual’s point of view. This study had a qualitative approach characterized by a descriptive researh, was chosen for having a broad status used in education and behavioral studies. Eight subjects, blue-collar workers, in Cambuci, South zone of São Paulo city, took part in the research. The data was collected in interview and recorded. It was found out that soccer was the most common activity in childhood and teenage; it was also common to abandon school and sports to work; barriers such as income, work , time, exhaustion, lack of public sports courts, among others have influenced negatively for these individuals to practice physical activities. Although they valued this practice, only some exercised regularly. Regarding desires, only half of individuals interview have form opinion about the subject, pointing again the soccer as prefered activity. In summary, following these information we see that propose some before same of know the individual and community seem to be a mistake that shouldn’t to be commited by Physical Education teachers. This form, evaluate who there are, as lived and live, what know,what want, give us conditions to go besides, building possible, put together live with the know scientific that will be need to that development better as townspeople, making it possible to inclued in some type of practice, adopting more health habits in your life.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador: Maria Luiza de Jesus Miranda
Assuntos: [pt] Promoção da saúde
[pt] Atividade física
[pt] Educação física – aspectos sociais
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica