Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Aline Bigongiari
Título(s): [pt] Ajustes posturais em crianças portadoras de paralisia cerebral.
Resumo: [pt] O objetivo deste trabalho foi estudar o controle postural de crianças com paralisia cerebral (PC) durante a tarefa de agarrar uma bola de diferentes massas na postura sentada a partir da flexão bilateral dos ombros. Participam do estudo 12 crianças saudáveis (GCON) e 12 crianças com PC (GPC). Foram estudados os efeitos da massa da bola (1 kg e 0,18 kg), tipo de ajuste postural (ajuste postural antecipatório e ajuste postural compensatório) e dos grupos no sinal elétrico de músculos (deltóide anterior, bíceps branquial, esternocleidomastoídeo, externo cervical (C7) externo torácico (T10), extensor lombar (L3), e reto abdominal) que foi mensurado por meio da eletromiografia (EMG) de superfície. Para indicar o início do movimento do ombro, foi utilizado um eletrogoniômetro flexível bidimensional. A análise de variância de três fatores e o teste post hoc Tukey foram utilizados para analisar os parâmetros RMS (root meam square) e valor da integral do sinal eletromiográfico (iEMG). Os resultados mostraram maior atividade EMG durante o APC, com a bola pesada e nos músculos posteriores do tronco. O GPC mostrou maior atividade EMG e maior co-ativação dos pares agonista/antagonista avaliados. A análise de regressão linear mostrou relação positiva entre o EMG e as idades do GCON, em contraste com a relação negativa observada no GPC. A relação linear encontrada GPC corrobora com a literatura que indica o não aumento da eficiência do controle postural com a progressão da idade. Os resultados sugerem a utilização de uma estratégia baseada em correções após início do movimento para a tarefa analisada.
Abstract: [en] The aim of this dissertation was to study the postural control in children with cerebral palsy (CP) perfoming the bilateral shoulder flexion to grasp a ball during the sitting posture. The subjects were 12 healthy children (GCON) and 12 children with cerebral palsy. It analyzed the effect of ball mass (1 kg and 0.18 kg), postural adjustment, CPA), and groups on the electrical activity of some muscles (deltoid, biceps, brachii, sternocleidomastoid, neck externsor (C7) thoracal extensor (T10), lumbar extensor (L3), and rectus abdominis) measured with surface electromyography (EMG). The begging of movement was detected with a bidimensional flexible electrogoniometer. The 3-way analysis of variance and Tukey test were used to analyze the effect of those factors on RMS (root mean square) and the integral of EMG signal (iEMG). The results show higher EMG activity during CPA, with heavy ball, and for posterior trunk muscles. The GPC presented the higher EMG activity and co-activation index. The linear regression analysis showed a positive relation between EMG and ages for GCON; while, for GPC, it showed a negative relation for the same variables. The linear relation for GPC supports the hypothesis of no increase on postural control efficiency across ages. For the task the results support a postural control strategy based on corrections after the beging of the movement.
Titulação: Mestrado em Educação Física
Orientador: Luis Mochizuki
Assuntos: [pt] Paralisia cerebral - Crianças
[pt] Controle potural
[pt] Ajuste postural
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica