Biblioteca - Profª Alzira Altenfelder Silva de Mesquita

Resumo

Autor: Luis Carlos Ribeiro dos Santos
Título(s): [pt] Um mundo tragicômico em “A mulher sem pecado de Nelson Rodrigues”.
Resumo: [pt] Esta dissertação é uma reflexão sobre a coexistência do trágico e do cômico na escrita teatral. Fundamentada nas reflexões de Paul Ricoeur sobre a compreensão do mundo do texto em sua estrutura e em sua substância, investiga os aspectos tragicômicos da primeira obra dramática de Nelson Rodrigues. A partir de um estudo dos procedimentos e dos significados dados pela filosofia e pelo teatro às tragédias antiga e moderna, à comédia e à tragicomédia, examina no mundo do texto A Mulher sem Pecado a presença de alguns sentidos do trágico, como a solidão da alma, a perdição, a alienação e a autodestruição. Aponta também as interferências cômicas, como a farsa, a ironia e a sátira, usadas como contrapontos risíveis à atmosfera trágica do mundo de Olegário, um homem comum que oscila entre sentimentos, pensamentos, discursos e ações grotescas. Nessa que é a primeira peça de Nelson Rodrigues, identificamos procedimentos dramáticos que serão utilizados em suas obras teatrais posteriores e reconhecemos a obra como uma crônica satírica do seu tempo.
Abstract: [en] This dissertation is a reflection about the coexistence of the tragic and the comic in the theatrical writing. Supported by Paul Ricoeur’s ideas about the understanding of the framework and substance of the fictional world, investigates the tragicomical elements in the first Nelson Rodrigues’ drama. Through the analysis of the procedures and meanings that both philosophy and theatre use to discuss the tragicomedy, ancient and modern tragedy, as well as the comedy, looks into the text’s world of A Mulher sem Pecado (The Woman without Sin), the presence of some meanings of the tragic, as heroe’s ruin and loneliness of the soul, alienation and self-destruction. At the same time also tries to point out the comic resources, like the farce the irony and the satire, used as laughable counterpoint to the tragic atmosphere of the Olegario’s world, an ordinary man who swings between feelings, thoughts, speechs and grotesques actions. In this play, that is Nelson Rodrigues’ first one, we can find dramatic procedures that will be used in his later plays and admit the play as a satirical chronicle of your time.
Titulação: Mestrado em Filosofia
Orientador: Hélio Salles Gentil
Assuntos: [pt] Teatro - Filosofia
[pt] Tragédia
[pt] Epistemologia
Data da Defesa: XX/XX/2006
Arquivo(s): Abrir documento (PDF)

Pesquisa Específica