GL√āNDULAS EX√ďCRINAS

1. Gl√Ęndula sudor√≠para na pele grossa.

2. Gl√Ęndula seb√°cea + sudor√≠para na pele fina.

3. Acinos serosos + ductos na parótida

4. Acinos mucosos e mistos ou sero-mucosos na gl√Ęndula salivar sublingual.

GL√āNDULAS ENDOCRINAS

5. Tire√≥ide: Gl√Ęndula end√≥crina vesicular ou folicular.

6. Paratire√≥ide: Gl√Ęndula end√≥crina cordonal.

GL√āNDULAS EX√ďCRINAS

 

 

1. Observa√ß√£o de gl√Ęndulas sudor√≠paras

Material: Pele Grossa
Técnica: HE

Observação com aumento total de 100x: Observe a pele grossa e note a presença da epiderme espessa com muita queratina e a derme que aparece mais clara logo abaixo.

A epiderme apresenta tecido epitelial estratificado pavimentoso queratinizado com muitas camadas de células e a derme com tecido conjuntivo.Logo abaixo da derme aparece a hipoderme que já não faz parte da pele, rica em tecido adiposo.

As gl√Ęndulas sudor√≠paras s√£o vistas espalhadas na derme e junto ao tecido adiposo da hipoderme.V√£o aparecer em v√°rias regi√Ķes, pois na realidade s√£o enoveladas. As suas sec√ß√Ķes podem aparecer mais circulares ou mais podem aparecer mais circulares ou mais alongadas dependendo do tipo de corte que pode ter sido mais perpendicular ou obl√≠quo.


Observa√ß√£o com aumento total de 400x: Dever√° ser feito a centraliza√ß√£o da gl√Ęndula sudor√≠para e nesse aumento ser√° visto de maneira detalhada.

Obs: A pele grossa n√£o apresenta gl√Ęndulas seb√°ceas nem fol√≠culos pilosos.

 

2. Observa√ß√£o de gl√Ęndulas sudor√≠paras e gl√Ęndulas seb√°ceas

Material: Pele fina
Técnica: HE

Observação com aumento total de 100x: Observe a pele fina e note a presença da epiderme que é pouco espessa e com pouca queratina e da derme mais clara logo abaixo.

A epiderme apresenta tecido epitelial estratificado pavimentoso queratinizado com poucas camadas de células e a derme com tecido conjuntivo.

Note na derme a presen√ßa de fol√≠culos pilosos em corte transversal mostrando sec√ß√Ķes circulares e sec√ß√Ķes mais ovaladas devido aos tipos de cortes mais perpendiculares ou obl√≠quos.

As gl√Ęndulas seb√°ceas sempre aparecem junto aos fol√≠culos pilosos, mais claras com c√©lulas globosas na parte mais central e c√©lulas mais achatadas na periferia da gl√Ęndula.

As gl√Ęndulas sudor√≠paras s√£o mais coradas que as seb√°ceas e como tem a por√ß√£o secretora enovelada, sempre ir√£o mostrar v√°rias sec√ß√Ķes pr√≥ximas.

Ductos de gl√Ęndulas sudor√≠paras onde poder√£o ser notados a luz e a parede do ducto.


Observa√ß√£o com aumento total de 400x: Observe as gl√Ęndulas seb√°ceas junto ao fol√≠culo piloso.

 

3. Observação de acinos serosos e ductos

Material: Parótidas
Técnica: Hematoxilina e Eosina (HE)

Observa√ß√£o com aumento total de 100x: Observe que a par√≥tida apresenta-se dividida em l√≥bulos separados por tecido conjuntivo. Note que nos l√≥bulos h√° presen√ßa de √°cinos serosos e ductos (canais). Os ductos apresentam-se circulares e alongados, dependendo se o corte foi mais perpendicular ou obl√≠quo.Os √°cinos s√£o por√ß√Ķes secretoras (esf√©ricas)


Observa√ß√£o com aumento total de 400x: Neste aumento podemos observar os √°cinos serosos mais detalhadamente. Em cada um deles poderemos notar os n√ļcleos de suas c√©lulas esf√©ricas basais, mas n√£o encostado na membrana. O citoplasma das c√©lulas apresenta-se bem corado.

Os dutos apresentam-se mais corados que os √°cinos e nas suas paredes vemos n√ļcleos esf√©ricos. Na luz desses ductos √© que passam secre√ß√Ķes.

Os limites celulares nos ácinos nem sempre são visíveis com facilidade.

 

4. Observação de acinos mucosos e acinos mistos ou sero-mucosos

Material: Gl√Ęndula salivar sublingual
Técnica: Hematoxilina e Eosina (HE)

Observa√ß√£o com aumento total de 100x: Observe que a gl√Ęndula salivar sublingual apresenta-se dividida em l√≥bulos separados por tecido conjuntivo.

Note nos lóbulos a presença de acinos muosos, acinos mistos ou sero-mucosos e ductos.

Os ductos apresentam-se com sec√ß√Ķes mais circulares ou alongadas dependendo se o corte foi mais perpendicular ou obl√≠quo.


Observa√ß√£o com aumento total de 400x: Neste aumento poderemos observar os acinos mucosos que se apresentam com n√ļcleos de suas c√©lulas achatadas e encostadas √† membrana. O citoplasma das c√©lulas acinosas apresenta-se pouco corado, enquanto os acinos mistos ou sero-mucosos apresentam-se menos corados em rela√ß√£o os serosos.

Os ácinos mistos ou sero-mucosos são predominantemente mucosos apresentando num pólo uma meia lua serosa.

Os limites celulares nos acinos nem sempre são visíveis com facilidade.

O ducto aparece bem corado em vermelho onde nota-se a sua luz e o epitélio de sua parede.

 

GL√āNDULAS END√ďCRINAS

5. Gl√Ęndula end√≥crina folicular ou vesicular

Material: Tireóide
Técnica: HE

Na mesma l√Ęmina aparecem as duas gl√Ęndulas end√≥crinas tire√≥ide e paratire√≥ide.

A paratireóide aparece mais arroxeadas encravada na tireóide mais avermelhada.

Observa√ß√£o com aumento total de 40x: Neste aumento podemos observar as duas gl√Ęndulas e reconhec√™-las.

Podemos ainda perceber que a tire√≥ide apresenta unidades denominadas fol√≠culos tireoidianos com sec√ß√Ķes mais circulares e mais alongadas (ovaladas) dependendo do corte. Na realidade os fol√≠culos tireoidianos s√£o esferas que nos cortes apresentam um epit√©lio c√ļbico simples e col√≥ide (secre√ß√£o avermelhada) na parte central.


Observação com aumento total de 100x: Neste aumento observamos com mais detalhes os folículos tireoidianos e entre eles o tecido conjuntivo onde notamos a presença de capilares.

As c√©lulas do epit√©lio c√ļbico simples s√£o c√ļbicas com n√ļcleos esf√©ricos.

As c√©lulas epiteliais c√ļbicas s√£o respons√°veis pela secre√ß√£o dos horm√īnios. T3: tr√≠odotironina e T4: tetraiodotironina tamb√©m chamado tiroxina. Os dois horm√īnios est√£o ligados ao metabolismo. As c√©lulas parafoliculares da tire√≥ide secretam o horm√īnio tireocalcitonina que atua na fixa√ß√£o do c√°lcio nos ossos.


Observação com aumento total de 400x: Detalhes dos folículos tireoidianos e do tecido conjuntivo capilares que ficam nesse tecido.

 

6. Gl√Ęndula end√≥crina do tipo cordonal

Material: Paratireóide
Técnica: HE

Na mesma l√Ęmina aparecem as duas gl√Ęndulas end√≥crinas: tire√≥ide e paratire√≥ide.

A paratireóide aparece mais arroxeada encravada na tireóide que aparece mais avermelahda.

Observa√ß√£o com aumento total de 40x: Neste aumento podemos observar as duas gl√Ęndulas e reconhec√™-las. Percebemos tamb√©m que a paratire√≥ide apresenta-se arroxeada devido a proximidade dos diversos n√ļcleos de suas c√©lulas.

 

Observa√ß√£o com aumento total de 100x: Neste aumento j√° podemos observar os cord√Ķes de c√©lulas denominadas principais junto aos capilares sang√ľ√≠neos.

As c√©lulas principais secretam o paratorm√īnio que regula a taxa de c√°lcio no sangue.

Os capilares apresentam-se com diferentes sec√ß√Ķes por causa dos diferentes cortes.

 

Observa√ß√£o com aumento total de 400x: Podemos observar detalhes das c√©lulas principais e capilares. Os n√ļcleos das c√©lulas principais se destacam pela colora√ß√£o arroxeada.

A denomina√ß√£o dada √† gl√Ęndula paratire√≥ide de cordonal √© devida a organiza√ß√£o das c√©lulas em cord√Ķes que ficam em contato com os capilares.

O paratorm√īnio √© lan√ßado diretamente no sangue desses capilares.

 
Coment√°rios (2)
2Quinta, 30 Junho 2011 18:29
Andreia de A. Menez.
legal, pude aprender muito com essas imagens.
1Sexta, 13 Maio 2011 14:15
Natalia Rodrigues
Adorei o site!!!!! √Č muito bom de verdade!!!! Pude ver todas as estruturas perfeitamente!!!



Obrigado por visitar o Acervo Digital de L√Ęminas de Citologia, Histologia e Embriologia.
Registre a sua presença ou comente sobre o material em exposição.
Seu apelido/nome:
Coment√°rio:

• Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Voltar

© 2000/2014 - Universidade São Judas Tadeu.